Google+ Followers

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Natal registra recorde de animais abandonados

Filhotes de Staffordshire Bull Terrier foram abandonados na rua, em uma temperatura abaixo de zero
Crédito: Reprodução/ Daily Mail

O abandono de animais de estimação é um problema que atinge diversos países, inclusive, os desenvolvidos, como a Inglaterra. Nesta quinta-feira, 6 de janeiro, a Sociedade Protetora dos Animais britânica (RSPCA) revelou um triste dado: o número de cães e gatos abandonados no país saltou para mais de dois mil em dezembro. Apenas entre os dias 24 a 27, foram registrados mais de 300 casos.

De acordo com o jornal Daily Mail a entidade chegou a receber um chamado por minuto para resgatar pets abandonados na véspera do Natal. Vale lembrar que a Europa passa por um inverno muito rigoroso, o que torna o abandono ainda mais cruel, principalmente, para filhotes como Eve.

A cadela da raça Pastor Alemão tem três meses e foi encontrada dentro de uma caixa de papelão, em um beco, na véspera de Natal. A temperatura no local estava abaixo de zero. Em situação semelhante foi encontrada Ivy, uma gatinha de sete semanas. A pequena foi encontrada errante na neve, no dia 16 de dezembro.

Ivy, de sete semanas, foi encontrada em meio a neve, e foi levada para um abrigo de animais
Crédito: Reprodução/ Daily Mail

O caso mais surpreendente foi o abandono de nada menos que seis filhotes de Staffordshire Bull Terrier, no dia 23 de dezembro, deixados ao relento. Com apenas seis semanas de vida os pequenos não deveriam ser afastados da mãe.

Todos os incidentes estão sendo investigados pela RSPCA, afim de identificar os donos que abandonaram seus animais. Em entrevista à publicação, Tony Woodley, um dos responsáveis pelas investigações, disse que é desanimador ver centenas de casos de abandono diante de tantos incentivos à posse responsável. “Não há desculpas para um comportamento tão desumano e cruel”.

Em 2009 foram registrados no mês de dezembro 1,923 animais abandonados, enquanto em 2008, foram 1,535.

Nenhum comentário:

Postar um comentário