Google+ Followers

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Dock TSX-70 esbanja charme retrô


Com 16 watts de potência, a dock para iPod e iPhone TSX-70, da Yamaha, tem visual retrô e som claro, bem definido. Oferece também as funções de rádio, despertador e entrada de áudio auxiliar. Na frente, o aparelho exibe o mostrador do relógio e três botões. O primeiro seleciona a fonte de som (rádio FM, auxiliar ou iPod), o segundo controla o volume e o último tem cinco posições de memória para guardar estações de rádio preferidas. Na parte superior há muitos botões, como o de soneca, timer e sintonizador. Atrás, ficam os ajustes de alarme e hora. É possível deixar o som mais grave e agudo ao simples girar de um botão, nem sempre efetivo. O TSX-70 tem três altofalantes: dois frontais e um subwoofer, localizado na parte inferior. O áudio é bom para o tamanho, com médios e agudos bem definidos, e o volume alcança nível alto, quase sem distorções. O controle remoto faz todas as configurações, além de navegar pelas músicas do iPod. Mas aqui há um senão: se o aparelho estiver no menu principal, não é possível usar o controle para escolher a trilha sonora. O preço da TSX-70 é de R$ 1.099.

Assim como sua irmã TSX-80, esta dock capricha no acabamento. Os já citados botões frontais são refletivos e agradáveis ao toque. Eles se situam abaixo do discreto visor LCD monocromático, cujas bordas são imperceptíveis graças à camada plástica semi-transparente que recobre o rosto da dock. Os dois falantes frontais possuem grelha redonda, na cor preta, remetendo ao design de décadas passadas. Ainda na parte da frente do gadget, está estampado o logotipo da Yamaha na cor branca, com tamanho relativamente grande.

As laterais da TSX-70 que testamos são ásperas, texturizadas, na cor bege (também há opções azul, marrom e roxa). Nos botões da parte de cima, além de ajustar a sintonia da rádio, iniciar o timer e desligar o alarme, dá para definir o horário do despertador e configurar o brilho do visor LCD. Ao lado do conector para iPod/iPhone fica o receptor de sinal infra-vermelho, pelo qual a dock se comunica com o controle remoto.

No fundo do gadget, é possível conectar um cabo auxiliar P2 para reproduzir áudio oriundo das mais variadas fontes. Por ali, também se encontra a porta que recebe a antena FM (incluída), e a chave que define o tipo de alarme (bipe, música ou os dois). Além dos dois conectores, existe o controle de graves mais agudos, numa roda de ajuste.

Apesar de não figurar entre os melhores aparelhos de som já ouvidos no INFOlab, o áudio gerado desta dock é surpreendente – em especial quando levamos em conta seu tamanho. Com especificações idênticas às da TSX-80, os tweeters desta dock possuem 1,63''de diâmetro, enquanto o woofer é de 2,25''. Os graves são bastante presentes, apesar de um pouco embolados no geral, e ligeiramente distorcidos (nos volumes mais altos). Os agudos e médios são claros, enquanto a noção espacial estéreo é mínima (assim como na imensa maioria das docks).

Resumindo: você compra esta dock muito mais pelo visual do que pela qualidade de som. Com os 1.100 reais que custa a TSX-70, é possível comprar um sistema 2.0 ou 2.1 de alta fidelidade e potência muito superior – mas sem o charme "vintage" que terá o comprador deste brinquedo caro.

Fonte: http://info.abril.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário