Google+ Followers

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Animais abandonado​s em zona de evacuação em Fukushima morrem de fome

Vacas mortas jazem no chão de um estábulo na cidade de Minami Soma, em Fukushima, no nordeste do Japão.

Os moradores foram obrigados a deixar suas casas, sítios e fazendas, em muitas das quais eram mantidos confinados e criados para o consumo humano – abandonando animais, que não têm quem os alimente – depois do vazamento radioativo na usina nuclear de Fukushima Daiichi, danificada pelo terremoto e a tsunami de 11 de março.

Animais que viviam confinados em fazendas agonizam de fome (Foto: AP)

Minami Soma é uma da cidade dentro da zona de evacuação – 20 quilômetros em torno do complexo nuclear – determinada pelo governo japonês desde que os índices de substâncias radioativas na atmosfera subiram.

Fonte: Extra Online

Nota da Redação: Esses animais já condenados à morte – pois em sua maioria, eram criados para servirem ao consumo humano – sofrem agora a dor da fome, da solidão e do abandono. Os humanos, com sua ganância, apropriam-se da vida desses animais, e depois a descartam. Seria, ao menos, coerente que esses mesmos humanos fossem deixados a morrer de fome junto a essas vítimas que só estão ali porque um dia alguém as trancafiou e decretou que sua existência se reduziria a essa morte lenta e cruel, que vivem todos os animais explorados e escravizados para o consumo humano. Não há humilhação maior do que depender da ajuda daquilo que o escraviza.

Fonte: http://www.anda.jor.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário