Google+ Followers

quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

As 10 pragas do Egito realmente existiram?


por Danilo Cezar Cabral

Não há uma explicação que comprove totalmente as dez pragas relatadas na Bíblia com base em evidências históricas. Mas a seqüência trágica formada por sangue no Nilo, sapos, piolhos, moscas, morte do gado, chagas, pedras, gafanhotos, céu escuro e a morte dos primogênitos é objeto de estudo – e de polêmica – entre os cientistas. Há duas correntes teóricas principais. Uma delas, que credita as pragas a fenômenos naturais, é liderada pelo físico inglês Colin Humphreys, autor do livro Os Milagres do Êxodo. A outra coloca a erupção do vulcão na ilha de Santorini como ponto de partida. Ela é retratada no documentário O Êxodo Decodificado, produzido por James Cameron. :-!

DUELO TEÓRICO
Compare as explicações científicas para as pragas de acordo com as duas principais correntes

PRAGA: SANGUE NO NILO

TEORIA “NATURAL”: A primeira praga é a transformação das águas do rio Nilo em sangue. O tom vermelho da água seria fruto da proliferação de algas vermelhas tóxicas ou de uma chuva que levou rochas dessa cor ao rio

TEORIA VULCÂNICA: O vulcão na ilha Santorini, a 700 km dali, entrou em erupção, provocou terromotos e fissuras no fundo do rio. Das fendas saiu um gás que se misturou ao ferro do rio, criando ferrugem, que coloriu a água

PRAGA: PROLIFERAÇÃO DAS RÃS

TEORIA “NATURAL”: A segunda praga, a multiplicação das rãs, seria resultado da anterior: as toxinas das algas fariam com que os saposdeixassem o rio e invadissem as regiões ao redor

TEORIA VULCÂNICA: O gás liberado pelas fendas deixa a água sem oxigênio, fazendo com que os sapos fujam para a superfície. Muitos dos bichos começaram a invadir as áreas habitadas pelos egípcios

PRAGA: PIOLHOS AOS MONTES

TEORIA “NATURAL”: Temporal seguido de clima quente e seco é igual a multiplicação de ovos de piolho, segundo essa corrente. O inseto era comum no Egito antigo – muitos egípcios raspavam a cabeça para evitá-lo

TEORIA VULCÂNICA: A infestação de piolhos ocorre devido à falta de água limpa. Sem ela, a higiene fica comprometida, formando um cenário propício para a reprodução de insetos, como os piolhos

PRAGA: ENXAME DE MOSCAS

TEORIA “NATURAL”: O físico Colin Humphreys diz que as moscas se multiplicam por causa da morte dos sapos, seus predadores naturais. Roger Wotton, biólogo inglês, diz que o mosquito forma enxames densos

TEORIA VULCÂNICA: As moscas apareceriam por duas razões: falta d’água, que provoca falta de higiene, atraindo os insetos. A segunda é a morte de animais do ecossistema do Nilo – a carniça chama mais moscas

PRAGA: PESTE NOS ANIMAIS

TEORIA “NATURAL”: Para Humphreys, um dos culpados é a mosca-de-estábulo, que carrega vírus fatais para vacas e cavalos. De acordo com Wotton, a grande quantidade de picadas de insetos provocaria a peste

TEORIA VULCÂNICA: A cadeia de eventos iniciada pela falta de água gera a proliferação de insetos, que picam os animais rurais, provocando doenças. Essa parte da explicação do documentário é muito criticada

PRAGA: CHAGAS NOS HOMENS

TEORIA “NATURAL”: De acordo com esta teoria, as úlceras e chagas em homens e nos animais seriam conseqüência da multiplicação de insetos, como o mosquito Culicoides canithorax

TEORIA VULCÂNICA: Em 1986, um lago em Camarões ficou vermelho por causa de vazamentos de gás, e os moradores ganharam bolhas por causa dos gases. O mesmo poderia ter acontecido no Nilo

PRAGA: CHUVA DE PEDRAS

TEORIA “NATURAL”: As saraivas de que fala a Bíblia seriam chuvas de granizo muito maiores que o normal, misturadas a relâmpagos. Apesar de raras, as chuvas de pedra e granizo acontecem durante tempestades

TEORIA VULCÂNICA: Um papiro citado no filme relata saraivas semelhantes às da Bíblia. Há outra explicação: as cinzas do vulcão, em contato com a atmosfera, provocam uma chuva de fogo e gelo

PRAGA: NUVEM DE GAFANHOTOS

TEORIA “NATURAL”: Com tantas alterações ambientais, o comportamento dos gafanhotos poderia mudar, provocando as nuvens. O solo úmido da chuva de granizo também atrairia gafanhotos

TEORIA VULCÂNICA: A erupção do Santorini teria desequilibrado o clima, aumentando a temperatura e forçando os bichos a migrar. Além disso, enxames de gafanhotos são comuns em partes da África

PRAGA: TREVAS NO CÉU

TEORIA “NATURAL”: A escuridão no céu do Egito poderia ser provocada por tempestades de areia chamadas khamsin, por um eclipse solar total ou até mesmo pelos densos enxames de gafanhotos

TEORIA VULCÂNICA: Lembram do vulcão? A escuridão teria sido causada pelas nuvens de cinza que ele lançou. A força da erupção do Santorini faria com que a nuvem viajasse até o Egito, tapando o Sol e escurecendo o céu

PRAGA: MORTE DOS PRIMOGÊNITOS

TEORIA “NATURAL”: A última praga é a morte dos primogênitos. Tradicionalmente, os filhos mais velhos comem antes que os demais irmãos. Por isso, morreram antes com a comida contaminada pela falta de higiene

TEORIA VULCÂNICA: Os filhos mais velhos dormem mais próximos ao chão, segundo o documentário. Entre os gases que vazaram, estaria o dióxido de carbono, que se desloca junto ao solo, matando quem o inala


Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário