Google+ Followers

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Novo fóssil pode mudar teoria da evolução

Crânio de um Homo sapiens; teoria atual acredita que 
espécie surgiu na África; novo fóssil foi encontrado em Israel

O anúncio da descoberta de novos fósseis de dentes humanos com 400 mil anos de idade pode mudar a teoria da evolução humana.

Os dentes foram encontrados por pesquisadores israelenses na caverna de Qesem, um sítio arqueológico a 12 quilômetros ao leste de Tel Aviv descoberto no ano de 2000.

Segundo cientistas da Universidade de Tel Aviv, os dentes seriam a mais antiga evidência da existência do Homo sapiens já descoberta.

De acordo com a teoria aceita atualmente, o Homo sapiens teria se originado há cerca de 200 mil anos na África.

De acordo com que o que o coordenador do estudo, Avi Gopher, relatou a BBC, a descoberta pode mudar o conceito da evolução humana. Segundo ele, a descoberta mostra que a presença do homem na região é mais antiga do que se supunha as evidências.

A datação dos fosseis foi feita com base na análise das camadas de terra encontrados neles. Emissões de raios X e tomografias computadorizadas foram utilizadas no processo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário