Google+ Followers

domingo, 14 de agosto de 2011

Em 14 de agosto de 1960, nascia Sarah Brightman, cantora inglesa.





Sarah nasceu no dia 14 de Agosto de 1960, na Inglaterra em Berkhampstead, que fica perto de Londres. Filha de Greenville Brightman e Paula Hall. É a mais velha de seis irmãos: Nichola, Claudia, Jay, Joel e Amelia. Desde pequena sempre gostou das Artes, e aos 3 anos começou a fazer aulas de Ballet na Elmhurst Ballet School, e fazendo artes na Arts Educational School. Sendo reprovada no teste de Ballet, Sarah foi para a música, e começou suas aulas de canto aos 14 anos no Royal College of Music. Aos doze anos apareceu pela primeira vez em uma peça, dirigida por John Schlesinger, e aos treze fez seu "debut" em musicais, no infantil I and Albert, no Piccadilly Theatre, em Londres. Aos 18 anos, Sarah entrou no grupo de música e dança "Hot Gossip" e ficou nas paradas do sucesso com a música "I Lost my Heart to a Starship Trooper", sendo considerada um símbolo sexual da Inglaterra. Com todo o sucesso, o nome do grupo mudou para "Sarah Brightman & Hot Gossip". No mesmo ano se casou pela primeira vez, com o produtor da banda "Tangerine Dream" o empresário Andrew Graham-Stewart, mas o casamento não durou muito tempo. Sarah logo saiu do Hot Gossip, pois necessitava fazer uma carreira mais concreta, porque sabia que o sucesso repentino não duraria muito tempo.


Em 1979, Sarah fez testes para o musical "Cats" e atuou no papel de "Jemima", uma gata. Nos testes do musical, Sarah conheceu o compositor do mesmo, Andrew Lloyd Webber. Sarah não ficou muito tempo no musical e logo saiu. Separada do primeiro casamento, Sarah se casou com Andrew no dia 22 de Maio de 1984, no dia do aniversário dele. Daí para a frente, Sarah virou a musa e inspiração para vários musicais de Andrew, sendo assim, ele fez vários musicais para ela, com seu alcance vocal, onde Sarah sempre era a protagonista. Em 1985, Andrew fez uma composição da Requiem Mass em homenagem a seu Pai, que falecera há pouco tempo. O Requiem também foi feito para o alcance vocal de Sarah, e ela cantou juntamente com o tenor espanhol Placido Domingo e o coralista Paul Miles-Kingstom sob a regência do maestro Lorin Maazel. A música principal da Requiem Mass é o "Pie Jesu", e com essa música Sarah foi indicada ao Grammy de Cantora Clássica Revelação, mas não levou o prêmio. Em seguida, Sarah atuou no musical "Song & Dance", também de Andrew, e participou de uma montagem da opereta "A Viúva Alegre" (The Merry Widow), no papel de Valencienne.

Em 1986, Sarah conquistou um dos maiores sucessos de sua carreira, com o musical "The Phantom of the Opera", atualmente o melhor trabalho de Andrew Lloyd Webber, atuando no papel principal da cantora e bailarina Christine Dáae. O musical estreou em Londres no "Her Majesty's Theatre" com Sarah no papel de Christine, Michael Crawford como o Fantasma e Steve Barton como Raoul. Em 1987 o musical foi para a Brodway, nos Estados Unidos e teve uma repercussão ainda melhor que em Londres. Sarah ficou apenas alguns meses no musical na Brodway e saiu, mas não perdendo o reconhecimento e sendo lembrada até os dias atuais pela sua atuação no Fantasma da Ópera. Ainda em 1987 Sarah atuou em mais musicais de Andrew, "Aspects of Love", no papel principal de "Rose", "Carrousel", no papel de "Carrie", e gravou a música tema do desenho animado "Grandpa". Em 1988, Sarah gravou o primeiro CD solo, "The Trees they Grow so High", um CD muito simples de música folk com arranjos de Benjamin Britten, acompanhadas apenas pelo piano de Geoffrey Parsons.

Em 1989, Sarah lançou seu segundo CD solo, "The Songs that got Away", um CD com músicas que foram, originalmente, compostas para musicais mas nunca entraram neles e também músicas pouco conhecidas de artistas como Stephen Soundheim, Irving Berlin, Leonard Bernstein, Noel Coward, Andrew Lloyd Webber, e Puccini. Este CD foi produzido por Andrew.


Em 1990, Sarah lançou seu terceiro CD Solo, "As I Came of Age", que foi um trabalho bem diferente dos outros dois discos, pois era um álbum pop produzido por Val Garay e possuía apenas duas músicas de Andrew Lloyd Webber, "Love Changes Everything" que era muito conhecida por "Aspects of Love" e "Good Morning Starshine" do musical "Hair".

Em 1990, ainda, Sarah se divorcia de seu segundo marido, Andrew Lloyd Webber, pois acreditava que o trabalho musical que queria fazer era diferente do trabalho de Andrew, mas os dois continuam grandes amigos até hoje, sendo que Sarah continuou cantando as músicas dele. Em 1992, Sarah fez outro grande sucesso, que faria ela ser conhecida por todo o Mundo, cantando na Abertura das Olimpíadas de Barcelona para mais de 2 milhões de telespectadores, com a música "Amigos para Siempre", um dueto com o tenor José Carreras. Esta música também foi composta por Andrew, mas não seria Sarah quem cantaria e sim a cantora Gloria Estefan, mas ela dizia que não tinha timbre para cantar essa música e então foi substituída por Sarah. Ainda em 1992, Sarah lançou outro álbum produzido por Andrew, "Sarah Brightman Sings the Music of Andrew Lloyd", onde ela canta músicas de vários musicais de Andrew adaptadas para a sua voz. O CD ficou famoso e Sarah cantou as músicas dele por vários lugares como a América do Norte, Europa e Ásia.

Em 1992, Sarah sofre uma grande tristeza em sua Vida, quando seu Pai, Greenville Brightman se suicida, pois sofria de uma forte depressão que o levou a cometer o mesmo. Nas intrevistas, Sarah sempre pede para não falar sobre esse assunto, mas diz que sente muitas saudades do pai.

Sarah viu que precisava criar sua própria carreira, sendo independente de Andrew Lloyd Webber, por isso, saiu de Londres, na Inglaterra e foi morar em Los Angeles, nos Estados Unidos, deixando a carreira nos musicais para criar seu próprio trabalho. Ela ficou muito tempo estudando Canto e técnicas vocais para melhorar sua voz.

em 1993 começou a trabalhar com o compositor e produtor, Frank Peterson, que já havia feito grandes trabalhos com a banda "Enigma" e a cantora "Enya". Frank sempre foi famoso por misturar o estilo clássico com estilos contemporâneos, como o Rock e o Pop, e era isso que Sarah sempre quis fazer, então, Frank se tornou seu produtor e com o passar do tempo, os dois começaram a namorar. Em 1993, ainda, Sarah lança seu primeiro álbum produzido por Frank, "Dive", um CD temático com canções que lembram o Mar e as águas, este CD é bastante Pop e suas principais músicas são "Captain Nemo" e "Once in a Lifetime". Dive ganhou um disco de Platina no Canadá.


Em 1995, Sarah lança uma coletânea de Andrew, "Surrender", onde estão músicas de vários musicais que Sarah participou. Ainda neste ano, Sarah lança seu segundo disco produzido por Frank Peterson, "Fly", um CD Pop com música clássica que fez muito sucesso na Europa e nele contém a música "A Question of Honour" que Sarah cantou na última luta do famoso boxeador americano Henri Maske. O CD possui duetos com Chris Thompson e Tom Jones.

Em 1997, Sarah lança o maior sucesso de sua carreira até os dias atuais que fez ela ser reconhecida por todo o mundo e ser tão famosa como é, a música "TIME TO SAY GOODBYE (Con te Partirò)", dueto com o tenor italiano Andrea Bocelli. O Single da música vendeu mais de 12 milhões de cópias. Neste mesmo ano, Sarah lança mais um disco, "Timeless", mas que na América foi lançado com o nome "Time to say Goodbye", este álbum contém o dueto com Andrea Bocelli, ganhou 20 discos de ouro e platina no mundo todo. Timeless é um CD bem clássico com algumas passagens Pop, possui regravações de músicas de vários artistas, compositores e bandas como "Queen" (Who Wants to live Forever), "Puccini" (O Mio Babbino Caro) e "Gipsy King" (Tu Quieres Volver). As músicas são acompanhadas pela Orquestra Sinfônica de Londres. Sarah fez uma pequena turnê do CD que se chama "A Timeless Evening with Sarah Brightman" que passou pela Inglaterra e Alemanha e seu concerto foi gravado no DVD "Sarah Brightman In Concert - Live at the Royal Albert Hall".

Em 1998, Sarah participou do show de Natal em Vienna, na Áustria cantando com Plácido Domingo, Helmut Lotti e Riccardo Cocciante. Neste concerto, Sarah canta vários duetos com os artistas e uma música solo, "First of May", o concerto foi gravado em CD, DVD e VHS, e se chama "A Gala Christmas In Vienna". Sarah também Participou do show em comemoração dos 50 anos de Andrew Lloyd Webber em Londres, no Royal Albert Hall com outros grandes nomes internacionais da música como Elaine Paige, Bonnie Tyler, Dame Kiri te Kanawa, Antonio Banderas e Michael Ball. Sarah canta as músicas: "Hosanna" e "Pie Jesu" do Requiem e "The Phantom of the Opera" (Dueto com Antonio Banderas), "All I Ask of You" (Dueto com Michael Ball) e "The Music of the Night" do Fantasma da Ópera.

Ainda em 1998, Sarah lança mais um disco, "Eden", produzido por Frank. Neste disco, Sarah mergulha na mistura da música clássica com o Pop e canta várias árias clássicas como "Lascia Ch'io Pianga", de Haendel e "Nessun Dorma" de Puccini. Outros grandes sucessos também estão inclusos no disco como as músicas "Dust In The Wind" (Kansas), "Il Mio Cuore Va" ( Versão italiana de "My Heart Will Go On" de Celine Dion, tema do filme "Titanic") e "Nella Fantasia" (Ennio Morriconne). O CD Eden teve a sua turnê, "One Night in Eden" que passou pela África do Sul, E.U.A, Europa e Ásia e o show foi gravado no DVD "One Night In Eden - Live in Concert". Nessa turnê, Sarah começa a fazer seus "megashows" com grandes performances cheias de efeitos especiais.

Em 2000, Sarah lança o CD "La Luna" onde ela segue a mistura do clássico e Pop. La Luna é um álbum bem místico e traz um lado bem divino, com grande dramaticidade. Neste álbum, Sarah canta grandes sucessos como "A Whiter Shade of Pale", "Scarborough Fair" e uma "Hidden Track" que pode ser ouvida minutos após a última faixa do álbum, a música "La Luna", esta faixa perdida é a bela canção "Moon River". Com o álbum La Luna, Sarah fez mais de 64 concertos percorrendo a América do Norte, Europa e Ásia entre 2000 e 2001, e o concerto foi gravado no DVD "La Luna - Live In Concert".

Durante os shows da La Luna Tour, era vendido um álbum que se chamava "Fly II" que continha vários remixes de músicas lançadas por Sarah como "How Can heaven love me" e "Once In a lifetime" além de gravações nunca lançadas por Sarah como "In the Nile" e "The Desert Rose" e um remix da música "I Lost my Heart to a Starship Trooper" para o filme "Starship Troopers". O álbum Fly II foi uma edição limitada vendida em shows e hoje se tornou seu disco mais difícil de se achar para vender.

Ainda em 2000, foi lançada uma coletânea de Sarah produzida por Frank Peterson, o CD "The Very best of 1990 - 2000" com as melhores músicas de Sarah desde que começou a trabalhar com Frank até o ano 2000 como "Time to say Goodbye", "A Whiter Shade of Pale" e "Deliver Me".

Em 2001, Sarah lança o CD "Classics", uma coletânea com as melhores composições clássicas cantadas por ela como "Anytime, Anywhere" e "Nessun Dorma", além de 5 músicas inéditas: "Ave Maria", "Winter Light", "Alhambra", "Dans La Nuit" (que está na trilha sonora da novela "O Clone", da Rede Globo) e "Regnava Nel Silenzio".

Em 2002, foi lançado um álbum chamado "Encore" com o nome de Sarah, porém, este CD não foi lançado por ela, mas sim pela Really Usefull Group, a produtora de Andrew Lloyd Webber. O CD é mais uma coletânea com músicas de Andrew cantadas por Sarah e 4 gravações antigas nunca lançadas.

Em 2003, Sarah lança o CD "Harem", que mistura música árabe com ritmos Pop e teve grande repercussão no Oriente Médio. Sarah fez uma grande divulgação deste álbum, divulgando-o pelo mundo todo, incluindo o Brasil, onde fez uma sessão de autógrafos na FNAC em São Paulo e se apresentou em programas de TV como "Hebe" e "Programa do Jô". No mesmo ano foi lançado o DVD "A Desert Fantasy" que contém os videoclipes do disco Harem. Em 2004, Sarah monta sua maior turnê até os dias atuais, a "Harem World Tour", que passou pela América do Norte, Europa e Ásia. O Concerto era cheio de efeitos especiais e foi gravado no DVD "Live from Las Vegas".

Em 2004, Sarah termina seu namoro com Frank Peterson, mas continua trabalhando com ele e tendo uma amizade muito forte com ele até os dias atuais.

Nos shows da Harem Tour, era vendido um álbum que se chamava "Harem Tour - Limited Edition" que continha várias gravações nunca lançadas por Sarah ou que deveriam entrar em algun álbum mas acabou não acontecendo, como foi o que a conteceu com as músicas "Watermark" (que seria para o CD Timeless) e "Forbidden Colors" (que seria para o CD La Luna). Neste disco há também participações especiais em CDs de outros artistas, como "Gregorian", cantando as músicas "Voyage, Voyage", "Join Me" e "Don't Give Up", e "Schiller" cantando a música "The Smile". Este CD é um dos mais difíceis de se achar para vender, pois era vendido em edição limitada.

Em 2005 foi lançada mais uma coletânea de Andrew Lloyd Webber com músicas cantadas por Sarah, o álbum "Love Changes Everything - The Andrew Lloyd Webber Collection Volume 2" que era uma continuação da coletânea "The Andrew Lloyd Webber Collection Volume 1", lançada em 1997.

Em 2006, Sarah lança o álbum "DIVA - The Songs Collection" que é uma reunião dos maiores Hits de Sarah como "Pie Jesu", "Phantom of the Opera" e "Time to say Goodbye". Acompanhava o CD, o DVD "DIVA - The Video Collection" que traz os melhores videoclipes de Sarah como "Phantom of the Opera", "Time to say Goodbye" e "Harem".

Em 2007, Sarah ganhou o "Bambi Awards" onde cantou "Time to say Goodbye" com Andrea Bocelli. Participou do "Classical Brit Awards" de 2007 e cantou na abertura da cerimônia da IAAF Green Project com a música "Running" em Osaka, no Japão. Gravou juntamente com o cantor "Chris Thompson" o tema do 10º filme da série "Pokémon", a música "I Will be with You (Where the lost ones go)" da cantora Sissel.

A partir de 2005, Sarah havia anunciado que estava trabalhando em um novo projeto, algo diferente de tudo o que já havia feito, e desde então começou a fazer várias gravações aleatórias com vários artistas, como os tenores italianos "Alessandro Safina" e "Andrea Bocelli", o contratenor argentino "Fernando Lima" e o vocalista da banda "Kiss" o americano "Paul Stanley". Sarah anunciou que seria um CD gótico com uma temática mais sombria. Então, em 2008, Sarah lança o álbum "Symphony", que tinha um fundo mais escuro e sombrio com músicas misturando o clássico com o Rock 'n' Roll. As músicas mais destacadas do disco são "Fleurs du Mal" e "Running". O CD possui vários duetos: "Canto Della Terra" com Andrea Bocelli, "I Will be with You" com Com Paul Stanley, "Sarai Qui (There'll be)" com Alessandro Safina e "Pasiòn" com Fernando Lima (tema da novela mexicana "Pasiòn").


Em 2008, Sarah participou do "Classical Brit Awards" de 2008, no Royal Albert Hall em Londres, e cantou as músicas: "Canto Della Terra" com Andrea Bocelli e "Pie Jesu".

Em Agosto de 2008, Sarah faz outro grande sucesso no mundo todo cantando novamente na Abertura de uma Olimpíada, mas desta vez, em Pequim (Beijing) na China, cantando a música "You and Me" que é um dueto com o cantor chinês "Liu Huan". Sarah foi assistida na abertura dessa olimpíada por mais de 4 bilhões de pessoas, conquistando a admiração de muitas pessoas em todo o mundo.

Em 2007, Sarah estava participando das gravações de um filme de terror-musical, produzido pelo mesmo diretor de "Jogos Mortais", o filme se chama "REPO! The Genetic of the Opera" que conta a história do mundo no ano de 2056, onde uma terrível epidemia de falência de órgãos começa a destruir a humanidade que havia acabado com toda a natureza em favor do progresso. Em meio a isso, surge a "GeneCo", uma empresa que financiava órgãos para as pessoas doentes, mas aqueles que não pagavam suas dívidas em dia eram assassinados pelos "Repo Men", que eram assassinos que arrancávam os órgãos dessas pessoas e os levavam de volta para a GeneCo. Sarah Brightman atua no filme no papel da cantora e "garota-propaganda" da GeneCo, Blind Mag.

No fim de 2008, Sarah lança seu primeiro CD natalino, "A Winter Symphony", que fez um grande sucesso no mundo, por consequência das Olimpíadas de Pequim, onde ela ficou ainda mais conhecida por todo o Mundo. O disco traz canções natalinas bem tradicionais como "Amazing Grace", "When a Child is Born" e "Jesu, Joy of Man's Desiring". Há dois duetos no álbum: um dueto com o tenor grego Mario Frangoullis, cantando a música "Carpe Diem" e outro com o contratenor argentino Fernando Lima, cantando uma versão bela, diferente e em espanhol da música "Ave Maria". Há também um DVD do "A Winter Symphony" onde Sarah conta todo o Making of do CD, falando das gravações, fotos, da sua experiência nas olimpíadas de Pequim e a preparação para a Symphony Tour. Há também uma galeria com várias fotos e uma apresentação de 4 músicas do álbum Symphony numa pista de gelo: "Fleurs Du Mal", "Symphony", "Let It Rain" e "Running".

Sarah começa a Symphony World Tour, que passou pelo México, Estados Unidos e Canadá no fim de 2008, e no Japão, China, Taiwan, Indonésia e Malásia no começo de 2009. A turnê trouxe grandes sucessos de Sarah além de contar com uma tecnologia holográfica que faziam do concerto uma experiência mágica e inesquecível com Sarah. A turnê teve a participação de Alessandro Safina no México e na Ásia, Mario Frangoullis nos E.U.A e Canadá, Fernando Lima no México, E.U.A e Canadá e Liu Huan na Ásia. Não houve nenhuma filmagem do show.

Em Outubro de 2009, Sarah montou uma pequena turnê pela América do Sul e México, que se chama "In Concert", cantando os maiores sucessos da sua carreira especialmente para esses países que nunca receberam nenhuma de suas turnês. O show foi bem simples, onde só se vê Sarah, sua banda e pequenos jogos de luzes. A Turnê começou no México, no "Festival Internacional Chihuahua" onde no encerramento do mesmo, Sarah apresentou o show. A turnê se seguiu na Argentina, no Brasil, Chile, Peru, Venezuela e voltou para o México, onde se encerrou com um grande show na pirâmide Maia de Chícken Ítza. Não houve filmagens dessa turnê.


No começo de 2010, Sarah fez outra pequena turnê, "Sarah Brightman In Concert with Orchestra", que passou apenas pelo Japão, onde ela cantou várias composições clássicas como "Nessun Dorma" e "La Wally". Houve uma filmagem da turnê para uma emissora de TV Japonesa, em um show no Templo Todaiji, mas só foram filmadas 5 músicas: "Nessun Dorma", "Nella Fantasia", "Time to say Goodbye", "Running" e "Ave Maria".

No dia 14 de Agosto de 2010, Sarah completou 50 anos de vida. São 50 anos tendo esse "Anjo da Música" em nosso meio que nos encanta cada vez mais com a beleza da sua voz e da sua pessoa. Sarah mandou uma mensagem para seus fãs em seu Site Oficial, dizendo que comprou uma passagem para o "Turismo na Lua" que iria começar a fazer os testes com as naves e dentro de 18 meses começariam as primeiras excursões para a Lua. Ela disse também que a partir de agora começaria a fazer outros trabalhos que não envolvessem tanto a música, ela comprou a autoria de alguns livros e pensa ser diretora de cinema, pois sempre gostou disso, mas disse também que nunca abandonaria a música.

Em 2009, Sarah começou a participar de filmagens para o seu primeiro filme não-musical, "Cosi - The First Night", uma comédia romântica baseada na Ópera "Cosi fan tutte" de Mozart. Sarah interpreta o papel de "Celia", uma maestrina. O filme foi lançado em Fevereiro de 2011 no Festival Glascow.

No começo de 2011, Sarah cantou no Ano Novo Chinês as músicas "Scarborough Fair" e "Nessun Dorma".

Até o momento atual não se sabe o que Sarah está planejando fazer, mas todos esperam que seja um trabalho surpreendente...

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário