Google+ Followers

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Plantas que curam: Abrótamo


Descrição : Planta da família das Asteraceae. Também conhecido como aurônia, losna. É uma planta que possui flores amarelas com folhas verde-cinza, pequenas e estreitas. O nome Artemisia é uma homenagem para a deusa Artemis. As plantas do gênero, juntamente com artemísia e absinto possuem uma cânfora com forte odor e foi usado historicamente como um aromatizador. Forma uma espessa vegetação arbustiva, é amplamente cultivado por jardineiros.

Plantio : Ele pode ser facilmente propagada por estacas ou por divisão de raízes.

Origem : Europa meridional e da Ásia maior.

Propriedades : anti-helmíntica, carminativa, diurética, estimulante, tônica.

Indicações : ascite, asma, dispnéia, enfermidades nervosas, estomatite, frieira, processos exsudativos, tuberculose do peritônio e do mesentério.

Modo de Usar : Infusão de uma pitada de folhas secas de abrótano em uma xícara de água fervente, sem açúcar. Deixar amornar e fazer vários bochechos durante o dia para estomatite;
- Infusão de três colheres de folhas secas em 150 ml de água fervente. Deixar repousar e coar. Fazer massagens no couro cabeludo, com as pontas dos dedos, três ou quatros vezes por semana como loção capilar;
- Infusão de doze colheres de folhas secas em 300 ml de água fervente. Adicionar à água do banho;
- Infusão de 1g de folhas secas em uma xícara de água fervente e adoçada. Tomar duas ou três xícaras ao dia para menstruação difícil e dolorosa;
- Infusão de duas colheres das de café de folhas secas em 57ml de água fervente. Deixar amornar e coar. Beber morno no uso geral.

Contra-indicações/cuidados: Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Efeitos colaterais: Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/indice.html.

Nenhum comentário:

Postar um comentário