Google+ Followers

domingo, 25 de setembro de 2011

Plantas que curam: Abóbora


Descrição : Planta rasteira de folhas membranosas e flores amarelas com fruto de numerosas sementes. Herbácea rasteira, muito ramificada, podendo atingir 10 metrôs de comprimento. Sua folhas são pecioladas e apresentam pêlos ásperos.

Propriedades : anti-helmíntica, antiinflamatória, anti-febril, antitérmica, bactericida, diurética, emoliente, estomáquica, hepática, tenífuga, umectante, vermífuga.

Origem : América Central

Modo de conservar : A polpa do fruto e o broto devem ser utilizados frescos. As sementes podem ser secas ao ar livre ou em forno.

Plantio : Multiplicação: reproduz-se por semente; Cultivo: plantio o ano todo (na primavera de preferência). Espaçamento de 6m X 6m. Exige solos humosos, por isso faz-se covas grandes para colocar bastante esterco (húmus). É própria de clima quente. Não tolera solos muito encharcados, mas aumenta bastante a produção com irrigação; Colheita: dos brotos, folhas, frutos e semente o ano todo.

Indicações : erisipela, febre, inflamação (rins, vias urinarias, fígado, baço, próstata, ouvido, pele, generalizada), queimadura, vermes, dores de ouvido, anemia, avitaminose, infecções dos rins, náusea, vômito da gravidez, ferida de origem sifilítica, peles oleosas, limpeza da pele, acne, suavizar e amaciar a pele, máscara capilar, alisar os cabelos (submetidos a tratamento químico)

Princípios Ativo : As sementes contêm: óleo essencial (até 50%), albuminas, glicosídeo (cucurbitina), resina, minerais (principalmente) zinco.
A polpa contém açúcares, albuminas, gorduras, ácido ascórbico, ácido hidrociânico, ácido salicílico, aminoácidos, carotenóides, cucurbitacina E, cucurbitina, flavonóides, saponinas, tanino, trigonelina, vitaminas, minerais.


Modo de Usar : A decocção da polpa é indicada nos casos de diarréia e gases; o sumo da polpa para prisão de ventre. O cataplasma das folhas são indicadas em casos de queimaduras, inflamações e dores de ouvido. É um excelente vermífugo, principalmente para crianças. É tônico para o cérebro, fígado, rins e intestinos. Fruto cozido, em pedaços ou purê, com carne, carne seca ou camarão e sopas, na preparação de doces e compotas;
- Fabricação de loções para a limpeza da pele;
- polpa, retirada por decocção: diarréia e gases;
- sumo da polpa: prisão de ventre;
- suco das sementes trituradas: febre, inflamações das vias urinárias, afecções renais;
- As sementes, cruas e secas: tratamento de próstata, vermes intestinais;
- cataplasma das folhas: queimaduras, inflamações, dores de ouvido;
- folhas, cruas e frescas: anemia, avitaminose.

Para queimaduras que provocam bolhas ou não, coloque 50 a 100 gramas da polpa do fruto em 1/2 litros de água. Cozinhe em fogo brando até amolecer, coe e reserve a água. Amasse bema polpa e junte novamente a água do cozimento que foi reservada, obtendo um líquido xaroposo, espesso e amarelo, faça compressass sobre a parte afetada várias vezes ao dia. É importante manter o local afetado limpo e não rompa as bolhas.

Para corrimento vaginal faça banho de assento, de 2 a 3 vezes na semana, utilizando a mesma receita indicada para queimaduras e feridas.

Contra-indicações/cuidados: Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Efeitos colaterais: Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/indice.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário