Google+ Followers

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Plantas que curam: Abacaxi


Descrição : Planta da família das bromeliaceas, também conhecido como ananás. Herbácea sem caule, com folhas intrincadas na base, dispostas na forma de roseta, aciculadas, com a margem serrilhada na variedade abacaxi e lisas na variedade ananás. Emite um ramo e em suas extremidades, urgem as flores, nas cores lilás, arroxeada e vermelha que formam o fruto. Os frutos se unem formando um fruto composto que não contém sementes. A reprodução é feita pelo broto lateral que aparece na base do fruto, pelo rebento que nasce na base da planta, que é mais indicado pois tem raízes, o que faz com que produza no 2°. ano. Prefere solos sílico - argilosos, leves, drenados e ricos em húmus. Após a florada, o fruto leva até 4 meses para amadurecer.

Parte utilizada : O fruto.

Habitat: Planta originária dos trópicos, é encontra­da no Havaí, Japão, Índia e Américas. É comum no norte e nordeste do Brasil.

Modo de conservar : Os frutos maduros e com casca, devem ser guardados em local seco e fresco. Quando descartados, guardar em geladeira.

Origem : América tropical e há quem afirme que é originário do estado de Pernambuco. No estado do Acre o abacaxi chega a pesar 18 quilos.

Componentes: Cinarina, triterpenos, saponinas, flavonoides, glicosideos, sacarideos, taninos e mucilagens. Enzimas: bromelina. Sais minerais Ferro, cálcio, vitaminas, ácidos orgânicos como, ácido málico, cítrico e tartárico.

Propriedades: Antiespasmódica, antitússica, expectorante, adstringente, anti-séptico, despigmentador, digestivo, diourético e expectorante, lipolitico, regenerador celular, rejuvenecedo, antiflogístico e proteolítico.

Indicações: Reduz a acidez estomacal, combate as afecções estomacais, combate a azia, bronquite, catarro, ativa a circulação e faz a drenagem linfática se usado como esfoliante, alisador de cabelos crespos se usado com máscaras de tratamento. Obesidade, o uso do farelo pode ser usado em regimes de redução de peso. Pancreatites, como enzima de substituição para os sintomas digestivos. Afecções da pele, como acne, espinhas, cravos e comedões, também reduz a oleosidade da pele, elimina manchas e sardas e reduz a celulite. As suas enzimas funcionam como proteolítico e renovador celular promovendo a cura de feridas. Apresenta também efeito inibidor da agregação trombocítica e feito anti-neoplásico. Eleva o nível sérico dos antibióticos quando usado constantemente. Edema pós-operatório ou pós-traumáíico, como antiflo-gísíico.

Modo de usar: purê ou suco: peles oleosas e acnéicas; loções e compressas: auxiliar no tratamento de inflamações do rosto; máscara facial: ajudar na regeneração dos tecidos, eliminação de manchas e sardas; ingerido: afecções das vias respiratórias e da pele, bronquite e acidez estomacal, diurético brando, vermífugo, calmante da tosse e expectorante;
- é usado em cremes, gel e óleos de massagem para combater a celulite e gordura localizada;
- como esfoliante enzimático para ativar a circulação do corpo e promover a drenagem linfática;
- máscaras de tratamento para alisar cabelos crespos;
- as bromelinas, enzimas contidas nos frutos, na fabricação de pílulas para inflamação de tecidos;
- sucos da casca: doenças respiratórias.
- extrato: quantidade que contenha 80 mgl de bromelina, tres vezes ao dia.

2 colheres de sopa de fruto picado amassado(s} com um veículo que pode ser amido ou levedura de cerveja para emplastro. Deixar por 15 minutos e lavar. Pode ser aplicado 2 vezes ao dia até a remissão do quadro. O fruto ou farelo do fruto pode ser usado 30 minutos antes das refeições no uso interno. Crianças: xarope frio de 2 colheres de sopa de fruto amassado com 1 xícara de chá de água, 1 colher de mel e 10 gotas de própolis. Após coar, dar 1 colher de chá do líquido 3 vezes ao dia com intervalos menores que 12 h (s).

Dica de Beleza : Máscara rejuvenescedora

Toxicologia : Evitar o contato com os olhos pois pode causar irritação. Não usar em mulheres grávidas e em pessoas com úlcera.

Efeitos Colaterais : Aumento do número de evacuações, ou, diarreia pastosa em intestinos com tendência à diarreia. Queixas gástricas e reações alérgicas podem aparecer após uso continuado.

Interação medicamentosa: Pode haver aumento de sangramento quando administrado simultaneamente a anticoagulantes ou inibidores da agregação trombocítica. A bromelina, associada a tetraciclinas, aumenta sua concentração no plasma e na urina.

Farmacologia: As proteinases mistura de pelo menos 5 cisteína proteinases muito semelhantes, incluindo EC 3.4.22.4 e EC 3.4.22.5. podem ser desativadas pela presença de agentes oxidantes e ativadas com tióis como a cisteína e também, pequenas quantidades de uma fosíatase - a peroxidase, e inibidores da protease. Muito utilizado na indústria cosmética.

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário