Google+ Followers

domingo, 11 de setembro de 2011

Japão retira obrigação imposta a fábricas para economizar luz


A partir deste sábado, as empresas e fábricas das regiões Kanto e Tohoku não precisam mais cumprir a meta de economizar 15% de energia elétrica, de acordo com uma medida implantada pelo governo no dia 1º de julho por causa da redução do número de reatores nucleares para produção de eletricidade.

Apesar disso, o Japão continua com uma campanha, sem teor obrigatório, de economia de luz prevendo falta de energia para o próximo inverno, caso as usinas paradas no momento não voltem a funcionar.

Segundo o governo, a produção de energia poderá ser insuficiente em 8,4% na região Kansai e 7,3% em Tohoku no período de frio, quando aumenta o consumo de eletricidade por causa do uso de aquecedores e aparelhos de ar condicionado.

A desativação de usinas nucleares em decorrência do terremoto e do tsunami de março limitou a produção de energia elétrica nas regiões Kanto e Tohoku. Caso nenhuma providência fosse tomada neste verão, poderia ocorrer apagões por causa do alto consumo.

As empresas que não reduzissem o consumo em 15% poderiam ser multadas em até 1 milhão de ienes. Em outras regiões do Japão, como Kansai e Chubu, as companhias de energia pediram que as pessoas e grandes consumidores economizassem eletricidade, apesar da lei não ser aplicada nesses locais.

Fonte: Alternativa Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário