Google+ Followers

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Pássaros falantes fogem de casa e ensinam cacatuas selvagens a falar

No começo, eram só rumores de que um bando de pássaros nas copas das árvores estavam puxando papo com as pessoas que passavam pelas ruas. Parece loucura, não? Mas um naturalista do Australian Museum confirmou a história.

Tudo teve início quando pássaros de estimação fugiram de suas gaiolas e começaram a ensinar as aves selvagens a falar o que haviam aprendido com os humanos. “Estes pássaros são muito espertos e sociáveis, a comunicação e o contato são muito importantes para eles”, diz o naturalista, Martyn Robinson.

Pássaros falantes têm assustado os pedestres australianos
Crédito: Alamy

“As pessoas nos ligavam e diziam que estavam ficando loucas ou que alguém havia colocado algo na bebida delas. Tudo isso porque saíram para o quintal e ouviram os pássaros do alto das árvores dizendo: ‘who’s a pretty boy, then?’ (‘quem é um menino bonito’ – em tradução para o português)”, conta Robinson.

Normalmente, os chamados dos papagaios “selvagens” são em frequência mais alta e muito mais rápidos que a voz humana. Nem todas as espécies de papagaios imitam as outras criaturas, mas isso pode acontecer entre os selvagens. Por isso, a ideia de que um ruído estranho, como a voz humana, poderia se espalhar entre uma população de papagaios pode não ser tão inverosímil quanto se pensa.

Teorias dizem que imitando as chamadas de criaturas nas proximidades, os papagaios têm o equivalente aos dialetos humanos. Assim, as aves são capazes de distinguirem um papagaio de outra área geográfica, o que as ajuda a reconhecer seus pares quando separadas por um certo tempo.

Desta forma, grandes grupos de papagaios podem “aprender” os chamados de outros e até “difundir” os sons humanos em uma população de aves.

Australian Museum: pássaros podem ensinar outros pássaros
Crédito: Alamy

O movimento teve início quando papagaios que fugiram de casa acabaram virando “professores” do idioma aprendido com os humanos. “Os pássaros se estabeleceram e até se reproduziram nas cidades, passando para seus filhotes as frases aprendidas anteriormente”, comenta Robinson. “Só espero que ninguém tenha ensinado palavrões para os papagaios”, diverte-se ele.

A história dos “pássaros falantes” ficou tão conhecida que o radialista Jason Morrison comentou em seu programa sobre uma reportagem publicada sobre este assunto. A surpresa foi enorme quando ele se deparou com o número de pessoas que ligavam para a emissora contando já terem sido “convidadas para uma conversa” com estes pássaros quando passeavam pelas ruas.

Fonte: PetMag

Nenhum comentário:

Postar um comentário