Google+ Followers

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Plantas que curam: Abricó


Descrição : Planta da Família das Clusiaceae. Também conhecida como abricó-do-pará, abricó-das-antilhas, mamae, abricó-selvagem, abricoteiro, abricote, abricó-de-são-domingos eabricote. Árvore muito frondosa e grande, piramidal, chegando mesmo a ter 15 m de altura; suas folhas são oblongo-obtusas, coriáceas, verde-escuras, nernicosas, medindo até 14cm de comprimento e são pecioladas. Suas flores são brancas e perfumadas, solitárias ou em pares opostos, seu fruto é carnoso, quase redondo, muito duro, medindo 15 a 22 centímetros de diâmetro, contendo sementes, ou melhor, quase sempre uma só semente que mede até 7cm de diâmetro. É planta medicinal. Dos seus brotos amassados e fermentados extrai-se uma bebida, tipo vinho embriagante, que nos países que a fabricam recebe o nome de "Momin", ou "Toddy". Suas flores, submetidas à distilação, dão a "água-de-crioulos", ou o "creme-dos-crioulos", produtos fabricados em Cabo Verde e nas Antilhas como digestivos e refrigerantes. Em Cabo Verde é conhecida como Mamão. Seu fruto conserva indefinidamente o aroma e o sabor da polpa. Muito grande o seu consumo nos Estados Unidos da América do Norte. Também no Estado do Pará é bastante consumida, sendo que o fruto vai à mesa no estado natural, sendo que, no entanto, exige grande cuidado o seu descascamento porque tanto a casca como a massa, onde se encontra a polpa, contém uma substância fortemente amarga e acre, cujo contacto com os lábios ou a língua produz mal estar e permanece durante algumas horas. É cultivada em toda parte do Brasil, especialmente no Estado do Pará.

Plantio : Multiplicação, reproduz-se por sementes;

Cultivo: plantio por sementes ou mudas, de setembro a novembro em climas quentes e úmidos, não exige solos férteis. Espaçamento de 6m X 6m.

Colheita: colhem-se os frutos no outono.


Indicações: avitaminose Q, digestivo, febre, ferida, inseticida (bicho-do-pé, pulgões), limpeza do sangue, malária, picada de insetos, reumatismo, vermes. A resina que a casca da árvore solta, assim como as folhas e a raiz, são vulnerárias e inseticidas, principalmente contra o conhecido "bicho-de-pé", além de constituírem excelente remédio para picada de insetos . As sementes, amargas e resinosas, são antí-helmínticas. São comestíveis, sendo que sua fruta amarelo-avermelhada pesa até 4kg e é excelente para a confecção de xaropes, compotas e mesmo preparada com vinho e açúcar constitui ótimo alimento. É também ornamental.

Contra-indicações/cuidados: Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Efeitos colaterais: Não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br/ervas/indice.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário