Google+ Followers

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Fatos históricos do dia 30 de agosto


Crimes Hediondos


No dia 30 de agosto de 1994, o Senado brasileiro aprova o projeto de lei que transforma em crime hediondo o homicídio qualificado ou praticado por grupos de extermínio. A escritora Glória Perez, que teve a filha Daniela (foto) assassinada em 1992, encabeçou o movimento e colheu 1,3 milhão de assinaturas.

1617 - Morre Isabel Flores, santa Rosa de Lima, patrona da América.
1848 - A Costa Rica proclama sua independência.
1855 - A Confederação da Argentina e Chile firmam um tratado de paz, de comércio e de navegação.
1879 - Thomas Edison apresenta seu primeiro aparato telefônico, que superou o antigo sistema de Felipe Heiss, aperfeiçoado por Bell.
1883 - Mais de 30 mil pessoas morrem em Java e em outras ilhas do arquipélago de a Sonda, quando 16 novos vulcões entram em erupção.
1913 - Nasce Richard Stone, britânico, Prêmio Nobel de Economia de 1984.
1914 - O exército russo perde 30 mil tropas na Batalha de Tannenberg. A derrota para a Alemanha aumentou o descontentamento contra o governo czarista e desembocou, três anos mais tarde, na Revolução Russa.
1918 - Lenin é ferido gravemente por um disparo. A bala, disparada por uma mulher, provocou uma paralisia nele dois anos depois.
1929 - Inauguração da Exposição de Rádio de Berlim, na qual se destacou a tendência dos receptores de onda curta.
1935 - Morre Henri Barbusse, escritor francês.
1937 - As tropas japonesas desembarcam em Xangai.
1939 - Chega a Valparaíso o navio "Winnipeg", que transportava emigrantes espanhóis retirados da França pelo cônsul especial chileno, o poeta Pablo Neruda.
1945 - A rendição do Japão é aceita e o general norte-americano McArthur entra em Tóquio.
1967 - O Senado dos Estados Unidos ratifica a designação de Thurgood Marshall como primeiro juiz negro do Supremo Tribunal.
1970 - Nasce Cameron Díaz, atriz norte-americana.
1973 - O Quênia bane a caça de elefantes e o comércio do marfim, fonte de subsistência da população do país.
1981 - O presidente e o primeiro ministro do Irã, Ali Rayai e Mohamed Bahonar, respectivamente, morrem na explosão de uma bomba na sede do governo em Teerã.
1982 - O presidente da OLP, Yasser Arafat, é obrigado pelas tropas de ocupação israelenses a sair do Líbano.
1983 - Três vagões carregados com gasolina descarrilam de um trem em Pojuca, na Bahia. Um deles explode no dia seguinte, causando a morte de 48 pessoas.
1991 - O Soviete Supremo do Azerbaijão aprova a declaração de sua independência da URSS, perdida em 1920, e retira o estado de emergência.
1991 - Morre Jean Tinguely, escultor e pintor suíço.
1993 - O rei Hassan II do Marrocos inaugura em Casablanca a Grande Mesquita que leva seu nome, a maior depois da de Meca.
1993 - Policiais civis e militares matam 21 pessoas na Favela Vigário Geral, no Rio de Janeiro. A chacina foi uma represália contra a morte de quatro policiais no dia anterior.
1994 - Morre Lindsay Anderson, escritor e cineasta britânico.
1994 - O Senado aprova o projeto de lei que transforma em crime hediondo o homicídio qualificado ou praticado por grupos de extermínio. A escritora Glória Perez, que teve a filha Daniela assassinada em 1992, encabeçou o movimento e colheu 1,3 milhão de assinaturas.
1995 - Uma centena de aviões da Otan bombardeiam alvos sérvios em Sarajevo, Mostar, Tuzla, Pale e Gorazde, em represália pela massacre sérvio em um mercado de Sarajevo.
2000 - O líder independentista Xanana Gusmão é reeleito para presidente do Conselho Nacional da Resistência do Timor Leste.
2001 - Acontecem as primeiras eleições democráticas para eleger os membros da Assembléia Constituinte no Timor Leste, com um índice de participação de 91 por cento.
2001 - Fernando Dutra Pinto, rapaz de 22 anos que seqüestrou Silvio Santos, se rende à polícia. Uma semana antes ele já havia aprisionado a filha do apresentador e empresário.

Redação Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário