Google+ Followers

sexta-feira, 18 de maio de 2012

Plantas que Curam: CUPAI - Clusia rósea


Descrição : Família das Gutiferáceas. Esta planta é um arbusto de 3 a lOm de altura com 64cm de diâmetro, geralmente epífita, pseudo-parasita, germinando sobre outras árvores, para onde os passarinhos transportaram as suas sementes. Conhecida com os nomes de mata-pau e cebola-brava. científico é Clusia rósea Jacq. (C. alba Kunth, C. retusa Poir., C. rubra). Sua madeira, castanho-avermelhada ou mesmo vermelha com raios bem visíveis e listras mais escuras ou mais claras, é forte, compacta, dura, apenas aproveitada para moirões de cerca e como lenha. Essa planta enquanto nova é um cipó cujas raízes adventícias descem para o solo e nele se entranham ao mesmo tempo que emitem outras laterais, todas se entrelaçando, envolvendo e apertando a planta que as hospeda, até causar-lhe a morte por interrupção da circulação da seiva. Suas folhas são opostas, curto--pecioladas, arredondado-obovadas, largo-arredondadas na base, de 7 a 15cm de comprimento e quase de idêntica largura, inteiras, muito grossas, coriáceas, rígidas, peninervadas e com muitas nervuras laterais paralelas; suas flores são polígamas, curto--pedunculadas, solitárias ou geminadas, de 6 pétalas de 3 a 4cm, brancas ou róseas com muitos folíolos imbricados, os mais centrais maiores, membranosos e coloridos, as flores femininas com ovário globuloso, dispostas em cimeiras axilares. Seu fruto é uma cápsula esférica, quase branca de 5 a 8cm de diâmetro contendo muitas sementes com arilo, deiscente na maturação. Natural da Guiana. Muito conhecida principalmente no continente americano.

Indicações: É também medicinal. A casca é lisa, fina e ótimo adstringente e eficaz contra o reumatismo; as suas folhas que, segundo a lenda, serviu de papel para os colonizadores espanhóis escreverem suas cartas, servem para infusão peitoral muito reputada; a resina do fruto é resolutiva no tratamento de fraturas e entorses e, finalmente, seu látex amarelo e espesso, que se obtém pela perfuração no caule, é amargo, balsâmico, purgativo e drástico, proveitoso na cura das chagas do gado e muito valioso para a calafetagem de canoas e barcos.


Contra-indicações/cuidados: não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário