Google+ Followers

sábado, 5 de novembro de 2011

Japoneses aderem a capas antirradiação para pets

Roupas, chapéus, capas, acessórios. Para muitos, vestir seus pets pode ser uma questão de estilo, mas no Japão tornou-se uma questão de sobrevivência. Capas antirradiação viraram febre nas ruas, como uma resposta à crise nuclear.

Os proprietários de animais resolveram aderir 
a itens como capas antirradiação para proteger seus pets.
Crédito: Flickr

Preocupados com a radioatividade emitida pelo acidente em Fukushima, os proprietários de animais resolveram aderir a itens de segurança para proteger seus pets.

Agora, as jaquetas e capas são consideradas acessórios estratégicos de sobrevivência para animais que vivem em regiões afetadas pela radiação. A intenção é de que as peças coloridas e alegres, além de enfeitar os pets, mantenham longe os efeitos nocivos da radioatividade.

Veterinários alertaram sobre os perigos dos componentes liberados no acidente da usina, já que cães e gatos estão sempre em contato direto com o solo.

Depois da catástrofe ocorrida em março, as vendas de artigos protetores para animais aumentaram 50%, segundo o jornal The Times.

Os rumores de contaminação voltaram a crescer nesta semana, quando os níveis tiveram os registros elevados também em Tóquio, a 240 km do local do acidente. Aterrorizados, os donos de animais passaram a comprar água mineral engarrafada para seus pets, em meio a boatos de que os reservatórios haviam sido afetados.

Ativistas pelos direitos dos animais têm se manifestado a favor do resgate de cães e gatos abandonados em um raio de até 190 km do local da contaminação. Os peixes também foram atingidos depois de períodos de falta de energia elétrica, devido ao desligamento dos reatores da usina.

Centros de cuidados com anfíbios e peixes estão lutando para manter vivo o crescente números de animais nos aquários.

Fonte: PetMag

Um comentário:

  1. Ótimo!! Nossos bichinhos merecem toda a proteção!!!

    Um grande beijo

    Mariza

    ResponderExcluir