Google+ Followers

sábado, 26 de novembro de 2011

Plantas que curam: MIL FOLHAS - Achillea millefolium


Descrição : Planta vivaz, com rizomas rasteiros, esbranquiçados ou purpúreos, que acabam enraizando-se. Possui galhos eretos, cuja altura varia de 30 a 90 cm. As folhas são verdes, tenras, compridas e apresentam segmentos recortados. As folhas são amargas e muito aromáticas. A inflorescência, em capítulos de florres pequenas e dispostas nas gastes terminais. Reproduz-se por rizomas e adapta-se a qualquer tipo de solo, desde que bem drenado, pois nãoaceita muita umidade. É uma plnata de clima subtropical, aprecia o calos e resiste bem à eca. Vegeta à margem das estradas e é também cultivada em hortas e jardins. É cinsiderada como erva daninha, e sendo muito vigorosa, pode sufucar outras culturas. A colheita das sumidades florais deve ser feita quando estào em plena floração.

Origem : Europa.

Plantio : Multiplicação: por estacas do rizoma (mudas); Cultivo: originária da Eurásia. Prefere regiões montanhosas onde o clima é ameno. Não é exigente em solos, mas cresce melhor em solos preparados, corrigidos, adubados com matéria orgânica e irrigação semanal. O espaçamento é de 40cm entre plantas. É necessário que seja feito de 3 em 3 meses um desbaste, visto que a planta possui muitos brotos. Colheita: colhem-se as folhas no período da floração que geralmente ocorre em outubro.

Modo de conservar : deve amarar os cahcos das flores e pendurar em varais, para a secagem à sombra, em local ventilado e sem umidade. Guardar em recipientes de vidro, ao abrigo da luz solar.

Propriedades : é tônica e estimulante das funções hepáticas. É antiespasmódica, adstringente, anti-hemorrágica, hemostática.

Indicações : As flores e folhas são usadas em chá para uso interno e externo. pele oleosa, calvície, queda de cabelos, lavar ulcerações e desinfetar gengivas inflamadas, estomatites.

Principios Ativos : Contém tanino, óleo essencial, insulina e aquileína.

Toxicologia : Desaconselhável para os que sofrem de úlcera gastro-duodenal. Em dose muito elevada produz na pele um tipo de alergia.

Modo de usar:
- decocção de 5 g de raízes de aquilégia em um litro água, por dez minutos. Depois de morna, filtrar e utilizar para bochechos, gargarejos e lavagens.
- suco fresco da planta só sob prescrição médica, nas doenças do fígado, nas cólicas e nas erupções cutâneas.

Estimulante das funções digestovas. estomacal e intestinal; gases intestinais; cálculo renal : em 1 xícara de chá, coloque 1 colher de sobremesa de sumidades floridas e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome 1 xícara de chá, 2 vezes ao dia.

Manopausa; cólicas mentruais; estimulante das funções digestivas estomacale intestinal; gazes intestinais; cálculo renal : coloque 2 colheres de sopa de sumidades floridas em 1 xícara de chá de álcool de cereais a 60%. Deixe em maceração por 5 dias e coe. Tome 1 colher de café, diluído em um pouco de água, 2 vezes ao dia.

Prostatite; fissuras anais; hemorróidas : coloque 2 colheres de sopa de sumidades florais em 1/2 litro de água em fervura. Desligue o fogo e coe. Adicone à água morna e faça banho de assento, durante 15 minutos. No caso da prostatite, procure esvaziar a bexiga n aágua do banho, e para fissuras anais e hemerróidas, faça massagens suaves.

Dores reumáticas; cólicas menstruais; cólicas renais : em um apenela com água fervente. coloque uma peneira, de modo qua a mesma não toque na água e, sobre a peneira, um pano. esparrame sobre o pano 3 colheres de sopa de sumidades floridas e abafe. espere que o vapor da água quente amorne o pano com as flores nas partes doloridas, cubra com outro pano e deixe agir por 15 minutos, 3 vezes ao dia.

Fonte: http://www.plantasquecuram.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário