Google+ Followers

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Madonna faz show histórico no intervalo do Superbowl


Aos 53 anos, a cantora americana Madonna fez jus à sua fama de ícone do pop durante o show do intervalo do Superbowl, o maior evento esportivo do ano nos Estados Unidos, diante de 100 milhões telespectadores americanos e de 70.000 privilegiados que assistiram à partida no estádio Lucas Oil de Indianápolis.

A apresentação do último domingo durou apenas 12 minutos, mas foi literalmente histórica: a diva, apareceu num carro puxado por mais de cem gladiadores, num cenário de Roma antiga.

O primeira música que ela cantou também remeteu ao passado, com o hit 'Vogue', de 1990. Logo em seguida, Madonna tirou seu extravagante diadema dourado de Cleópatra para rebolar ao som do hit 'Music', de 2000, e não parecia incomodada com a lesão na coxa que sofreu durante os ensaios.


"Em 25 anos de cena, nunca trabalhei tanto e nunca ensaiei de forma tão minuciosa", declarou a cantora, que tinha afirmado antes da partida que era o "sonho de qualquer menina do Midwest (região rural do interior dos Estados Unidos) cantar no intervalo do Superbowl.

O show também contou com a participação de outros artistas, como o grupo de música eletrônica LMFAO, que inseriu o refrão do seu sucesso 'Sexy and I Know It' no meio de 'Music'.

Madonna também cantou 'Give Me All Your Luvin', do seu último álbum 'MDNA', lançado na última sexta-feira.


Para esta música, a diva, que trocou seis vezes de roupa durante a apresentação, apareceu de cheerleader (tradicional animadora de torcida), junto com duas rappers, a americana Nicki Minaj e a britânica M.I.A., num cenário inspirada ma série 'Glee'.

M.I.A protagonizou a grande polêmica deste Superbowl com um gesto obceno, ao mostrar o dedo diante das câmeras, numa cena que lembrou o escândalo que provocou a breve aparição de um seio da cantora Janet Jackson em 2004.

A televisão americana NBC, que transmitia a partida, reagiu logo após o incidente. "Pedimos desculpas pelo gesto inapropriado do intervalo. Foi um gesto espontâneo que o nosso esquema de transmissão não identificou (o Superbowl é exibido com alguns segundos de atraso para permitir censuras da televisão americana neste tipo de incidente).


Na última música, Madonna ganhou o reforço de um coral gospel para 'Like a prayer', clássico de 1989.

A coregrafia, assinada por Jamie King e pela equipe criativa do Cirque du Soleil terminou com uma mensagem: as palavras "World Peace" (paz no mundo) iluminando o gramado.

Fonte: http://veja.abril.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário