Google+ Followers

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Câncer moral


Você se considera uma pessoa mal humorada?

Talvez os que tenhamos problemas com variações constantes de humor não reconheçamos, assim, com tanta facilidade.

Mas, se você perceber que vez ou outra é atacado por uma crise de mau humor, vale a pena refletir sobre esta mensagem do Espírito Joanna de Ângelis:

O mau humor sistemático - vício de comportamento emocional gera a irritabilidade que desencadeia inúmeros males no indivíduo, em particular, e no grupo social onde o mesmo se movimenta, em geral.

Desconcertando a razão, provoca tendências negativas que devem ser combatidas, promovendo a maledicência e a indisposição de ânimo.

Todos aqueles que o alimentam, transferem-se de um para outro estado de desajuste orgânico e psicológico, dando margem à instalação de doenças psicossomáticas de tratamento complexo.

Todas as criaturas têm o dever de trabalhar pelo próprio progresso intelecto-moral, esforçando-se por vencer as más inclinações.

O azedume resulta, também, da inveja mal disfarçada quanto do ciúme incontido.

Atiça as labaredas destruidoras da desavença, enquanto se compraz na observância da ruína e do desconforto do próximo.

Muitas formas de cânceres têm sua gênese no comportamento moral insensato, nas atitudes mentais agressivas, nas rogativas emocionais enfermiças.

O mau humor é fator cancerígeno que ora ataca uma larga faixa da sociedade imprudente.

* * *

Revista-se de equilíbrio ante os mal-humorados e violentos, maledicentes e agressivos.

Eles se encontram enfermos, sim, em marcha para a loucura que os vence sob a aprovação da vontade acomodada.

Vigie as nascentes dos seus sentimentos e lute com destemor, nas paisagens íntimas, contra o mau humor.

Não olvide da gratidão, nas suas crises de indisposição...

O amanhã é incerto.

Aquele a quem hoje você magoa será a porta onde buscará apoio amanhã.

Conquiste o título de pacífico ou faça-se pacificador.

Todo agressor torna-se antipático e asfixia-se na psicosfera enfermiça que produz.

* * *

Quando você perceber que o mau humor está batendo à sua porta, pare e reflita.

Respire fundo. Se possível, pare tudo o que esteja fazendo, e se permita cinco minutos de silêncio, de descanso, de solidão.

Quando essa lente negativista quiser controlar seus atos e pensamentos, lembre-se das razões que tem para estar feliz!

Lembre-se de tudo que está dando certo em sua vida.

Entre em contato com a natureza. Leia uma mensagem otimista. Faça uma oração. Procure rir um pouco.

O segredo pode estar na mudança dos pensamentos, da rotina, da sintonia.

Quem cultiva o bom humor tem saúde abundante, tem amigos por perto e está sempre disposto a aprender.

Quem cultiva o bom humor já vive a felicidade, mesmo não tendo consciência disso.



Redação do Momento Espírita com base no cap. 12 da obra Receitas de paz, pelo Espírito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal.
Em 06.02.2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário