Google+ Followers

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Gata aparece viva em necrotério após duas tentativas de sacrifício em câmara de gás

Diz a lenda que um gato tem sete vidas. Se isso for verdade, esta felina pode contabilizar duas a menos em seu histórico. Andrea, como passou a ser chamada, milagrosamente sobreviveu a duas tentativas de sacrifício nos Estados Unidos.

Um abrigo de Utah decidiu colocar a felina “para dormir” depois de 30 dias sem pretendentes para a adoção. A gata preta e branca, no entanto, chocou os veterinários ao sobreviver à câmara de gás.

Vontade de viver: gata sobreviveu a duas tentativas de sacrifício na câmara de gás
Crédito: PeoplePets

Na primeira vez, o monóxido de carbono pareceu não fazer efeito. Ela continuou firme e forte. Então, os funcionários fizeram uma segunda tentativa, que pareceu funcionar.

Desacordada, a gata foi colocada em uma bolsa e acomodada no freezer do necrotério. Menos de uma hora depois, quando um funcionário foi até o local levar o corpo de um cachorro, ouviu-se um “miau” vindo do interior da câmara gelada. Em seguida, mais um “miau”, mas agora mais forte. Intrigado, o funcionário abriu a bolsa e... ali estava a gata viva. Amedrontada e com frio, porém viva.

“Decidimos não tentar sacrificá-la mais uma vez”, disse, Aaron Crim, diretor de relações públicas da cidade de West Valley. “Este é um dos casos em que pensamos que o animal quer realmente viver. Vamos dar a ela a chance de encontrar um lar permanente.”

Apesar do estranho incidente, o abrigo continua com seu método de eutanásia, que é recomendado pela Associação Americana de Veterinária. “Desde que começamos a utilizar este método, não temos nenhum registro de que algo desta natureza tenha acontecido.

Normalmente, é tudo muito humano e rápido. O que ocorreu foi uma anormalidade”, disse o porta-voz da entidade.

A gata foi levada ao abrigo por oficiais, que a encontraram vagando pelas ruas. A primeira impressão foi de que a felina pertencia a alguém, mas que havia se perdido. Entretanto, foi mantida no local por 30 dias e ninguém apareceu para reclamá-la.

“O abrigo tem espaço limitado. Não podemos manter animais por um período maior que esse”, disse Crim.

Em breve, a milagrosa vira-lata estará disponível novamente para encontrar uma casa e uma família. Ela será liberada para adoção depois que se recuperar totalmente.

Um comentário:

  1. Realmente fico abismada, como o ser humano é predador.

    Matar outro ser vivo só por que ninguém procurou.

    É uma absurdo esse tipo de extermínio que é praticada em vários Países em pleno século 21.

    E parece que extermínio de seres vivos virou uma moda muito escura pelo planete.

    Que evolução estranha dessa "humanidade..."

    Os "animais" tem sido exemplo puro de superação, amor, fidelidade, amizade, companheirismo. Muito mais que muito seres humanos que andam em 2 pernas pelo planeta.

    Amigo querido, te desejo paz e alegrias.
    Beijos de luz.
    Lua.

    ResponderExcluir