Google+ Followers

domingo, 15 de janeiro de 2012

Plantas que Curam: BERINJELA - Solanum melongena


Descrição : Herbácea de até um metro de altura, de caule ereto e com ramificações. A folha é alongada, de cor verde, pilosa e às vezes com pecíolo espinhoso. O fruto é carnoso, redondo ou oval e alongado, com casca lisa, de coloração esura ou arroxeada, cuja forma e tamanho varia pelo cultivo. A variedade berinjela branca somente é utilizada para fins ornamentais. Deve ser cultivada em clima quente ou temperado quente, em solo areno-argiloso, bem drenado, com média ou fraca acidez, em local protegido de geadas. O seu plantio deve ocorrrer por semeadura, em canteiros prórios, e após tranplantada para local definitivo. Tratando-se de uma planta anual, a semeadura deve ocorrer durante o verão e o outono.

Parte utilizada: Fruto.

Habitat: De origem asiática, é cultivada nos climas quentes do Brasil, em soto areno-argiloso bem drenado, de média acidez, protegida de geadas, Reprodução por sementes.

História: De origem asiática, foi cultivada na Europa e África, de onde chegou ao Brasil no século XVII. É utilizada como alimento no mundo inteiro.

Origem : Índia e cultivada na África, de onde chegou à Europa e mais tarde às Américas. É encontrada no Brasil desde o século 17.

Modo de conservar : O fruto deve ser utilizado não inteiramente maduro. A casca do fruto deve ser retirada, seca ao sol e após conservada em sacos de papel.

Princípios Ativos : Pigmentos; ácidos clorogênicos; aminoácidos; vitainas; saponinas e cinarina.

Propriedades : Oxidante, remineralizante, alcalinizante, calmante, resolutiva, diurética, emoliente(folhas),digestiva.


Indicações : Reduz a ação de gorduras no fígado e diminuir o colesterol. Diminui o colesterol, combate a inflamação dos rins e uretra, as enfermidades do fígado e estômago. Suas folhas servem para o preparo de cataplasmas para queimaduras, abcessos e herpes. O suco do fruto é bom diurético.

Modo de Usar :

Protetor das funções hepáticas; aumenta a produção de bílis e sais biliares; facilita a contração da vesícula biliar; laxante; digestiva; diminue e regula o colesterol - coloque 1 fatia pequena de casca crua ou seca em 1 xícara de chá de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos e abafe. Deoxe em maceração por 15 minutos e coe. Tome 1 xícara de chá duas vezes ao dia, sendo de preferência a primeira dose de mahnhã, em jejum.

Receita dois - Coloquq 6 fatias de casca seca e picada em uma garrafa com vinho branco. Deixe em maceração por 5 dias e coe. Tome 1 cálice, antes das principais refeições.

Contra-indicações/cuidados: não encontrados na literatura consultada. Porém nenhuma planta deve ser consumida em excesso e nenhum tratamento deve ser feito sem orientação médica.

Farmacologia: Pesquisas realizadas por Roffo.A.; Valeta, A.; Feijão, R.O.; Morais.D. e Ochoa, T.L. confirmam as indicações citadas.

Posologia: Adultos: 4g de fruto fresco (2 colheres de sopa para cada xícara de água) em infuso até 3 vezes ao dia, com intervalos menores que 12hs, sendo a 1a. dose em jejum; Os frutos, sob a forma de suco, são usados internamente para todas as indicações hepato-biliares e digestivas; O mesmo suco ou pedaços crus do fruto são usados para as afecções da pele; Crianças: posologia por peso corporal: 1 /6 a 1/3 da dose; Deve ser consumida como alimento também, nunca frita, para as mesmas indicações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário