Google+ Followers

sábado, 23 de julho de 2011

A Busca Pessoal





Em que constitue a busca pessoal? A busca pessoal é a busca pelo próprio EU, pela nossa essência. Aqueles que empreendem a “busca” se propõem também a se aventurar pelos apaixonantes caminhos do conhecimento, da aprendizagem, a constatar que somos muito pouco diante do Todo e, no entanto, fazemos parte dele e, sendo assim, somos o Todo. A busca pessoal é a completa e total compreensão de que nossos atos refletem em ações e reações, positivas ou negativas, e estas influenciam o todo e nossa vida.


A melhor forma para empreendermos a busca pessoal é a dos descobrimentos intelectuais, ou seja, procurar, pensar, meditar e decidir. Os descobrimentos intelectuais constituem sempre uma “aventura” e um risco. Só os audazes, os que obedecem a seu próprio “eu”, estão capacitados para enfrentar isso. Só esses autênticos “buscadores” da Verdade, sabem explorar com determinação e sem medo as realidades da experiência religiosa pessoal. E essas vitórias, único objetivo da existência humana, só conduzem a um fim: a busca pessoal de Deus.

Todo o homem que se empenhe nessa suprema aventura encontrará o Pai, até mesmo no desalento das dúvidas. A religião do Espírito significa luta, conflito, esforço, amor, fidelidade e progresso. O dogmatismo, ao contrário, só exige de seus fiéis uma parte ínfima desse esforço. A tradição, é um caminho fácil e um refúgio seguro para as almas fracas e temerosas, incapazes de afrontar as lutas do espírito e da incerteza.

Os homens de fé viajam sempre pelos difíceis oceanos, à busca de novos horizentes. Os submissos limitam-se a navegar pela costa ou a fundear suas inquietudes ao abrigo de portos limitados, inadequados a “navios” construídos para audazes e distantes singraduras.

Portanto meu amigo, conhecimento e fé são fundamentais para encontrarmos a Deus. Não nos esqueçamos que na condição de humanos, estamos propensos ao erro. Nunca tenha medo ou vergonha de errar! As maiores lições tiramos de nossos maiores erros. E sempre ouça o próximo; as vezes os mais ingênuos e humildes são os portadores da mais pura sabedoria. Lembre-se, Deus se manifesta nas mais diferentes formas...

E busque, busque sempre. Seja mais um portador do archote que iluminará o caminho da humanidade.

Inspirado e adaptado:

Operação Cavalo de Tróia 3, J.J. Benítez – Ed. Mercuryo

Fonte: http://www.acasicos.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário