Google+ Followers

terça-feira, 23 de abril de 2013

Nova tecnologia pode aposentar as tradicionais senhas


As tradicionais senhas, que servem para comprovar e tornar nossa identidade na vida digital mais segura, podem estar com seus dias contados, tudo porque pesquisadores da Universidade de Berkeley criaram um tipo de tecnologia que pode aposentar tais senhas, tornando o funcionamento do cérebro de uma pessoa em algo similar a uma identidade biométrica, como a impressão digital e a íris.

Os padrões de ondas produzidas pelo funcionamento do cérebro de uma pessoa são únicos, assim como diversas características físicas dos nossos corpos, e o que os cientistas fizeram foi adaptar o uso desse tipo de assinatura neural, criando um sistema que usa os padrões gerados pela mente do usuário como critério na hora de dar acesso a algum recurso, ou seja, o pensamento acaba virando uma senha.

Para funcionar, o sistema usa um tipo de headset, um aparelho criado em Berkeley que conta com um eletrodo, que monitora os padrões das ondas cerebrais em tempo real, que nada mais é do que um aparelho de eletroencéfalograma, só que bem mais simples do que os usados em centros de diagnóstico de grandes hospitais. Através do Bluetooth, o sistema se conecta a um computador, e se os padrões neurais forem compatíveis com a identidade do usuário, a máquina permite o acesso.

O aparelho que lê as ondas cerebrais, custa apenas US$ 100 (aproximadamente R$ 200), e faz da tecnologia algo possível a curto prazo, precisando apenas aprimorar ainda alguns pontos, o uso do headset para fazer um simples login, por exemplo, não é a solução ideal, assim como o nível de precisão do sistema, também precisa ser melhorado, hoje consegue acertar 99% na hora de determinar a identidade de um usuário a partir das suas ondas cerebrais.

O que se pode esperar é que em breve, já se possa, com um simples celular perscrutar pensamentos, usando sensores em fones de ouvido, por exemplo, para determinar se o usuário é ele mesmo, dando acesso ao sistema do aparelho, bem como aos logins em redes sociais e serviços diversos na internet. Outros usos da tecnologia podem fazer com que credenciais corporativas sejam legadas aos funcionários de uma empresa a partir do seu padrão de pensamentos.

Via Extreme Tech

Nenhum comentário:

Postar um comentário