Google+ Followers

terça-feira, 24 de julho de 2012

Fonte de vida


Jesus ensinou que a caridade é o caminho que devemos seguir para promover a evolução espiritual e alcançar a verdadeira felicidade.

No entanto, compreender o sentido real dessa virtude ainda é um desafio, até mesmo para os cristãos.

A caridade tem muitas nuances e pode se manifestar de diversas maneiras.

Vai desde a doação de bens materiais, que tenham importância para quem os recebe, até um simples olhar livre de qualquer tipo de julgamento.

Quando compreendermos que a caridade é a atitude de amor em favor do outro, através de uma ação construtiva e útil, perceberemos que é possível praticá-la em todos os momentos, lugares e situações.

Mas, para que nossas ações possam ser consideradas caridosas, temos que refletir se elas estão sendo úteis.

Elas devem ter utilidade para a sociedade, para todos aqueles que atravessam nosso caminho, para o mundo ou para a natureza.

Os ensinamentos trazidos por Jesus têm o objetivo de promover o crescimento espiritual e fazem com que aqueles interessados no melhoramento íntimo, busquem novas maneiras de viver.

Na proporção em que assimilamos as verdades espirituais, vamos deixando de lado valores supérfluos.

* * *

Na medida em que Jesus ia revelando a beleza da Boa Nova, os Seus seguidores passavam a questionar a própria conduta.

Certa vez João, Seu discípulo, no auge da curiosidade juvenil, perguntou a Jesus qual a maneira mais adequada de se portar diante do próximo, no sentido de ajudar aos semelhantes.

Com voz clara e firme, o Divino amigo lhe respondeu:

João, se procuras uma regra de auxiliar os outros, beneficiando a ti mesmo, não te esqueças de amar o companheiro de jornada terrestre, tanto quanto desejas ser querido e amparado por ele.

A pretexto de cultivar a verdade, não transformes a própria existência numa batalha em que teus pés atravessem o mundo, qual furioso combatente do deserto.

Recorda que a maioria dos enfermos conhece, de algum modo, a moléstia que lhe é própria, reclamando amizade e entendimento, acima da medicação.

Lembra-te de que não há corações na Terra sem problemas difíceis a resolver; em razão disso, aprende a cortesia fraternal para com todos.

Acolhe o irmão do caminho, não somente com a saudação recomendada pelos imperativos da polidez, mas também com o calor do teu sincero propósito de servir.

* * *

Para nos tornarmos pessoas de bem, temos que abraçar as oportunidades de servir com boa vontade e disposição.

A caridade é fonte de vida.

Envolvamo-nos nessa abençoada tarefa e sejamos trabalhadores na seara do Cristo.

Deixemos que o amor de Deus tome nossos corações em favor do próximo, pois é um recurso que temos à nossa disposição a todo o momento.

Façamos, sobretudo, o melhor que pudermos, na felicidade e na elevação de todos os que nos cercam, não somente aqui, mas em qualquer parte; não apenas hoje, mas sempre.



Redação do Momento Espírita, com base no cap. 30, do livro
Jesus no lar, pelo Espírito Neio Lucio, psicografia de Francisco
Cândido Xavier, ed. Feb.
Em 26.6.2012.

Seguidores, visitantes, amigos, amigas, deixe seu comentário dizendo se gostou ou não de nossa postagem. Sua opinião é muito importante para Nós.  Ajude-nos a fazer um blog melhor. Obrigado. Abraxos.

2 comentários:

  1. bela e tocante mensagem,amigo...é deste tipo de atitude que estamos precisando para conseguirmos um mundo melhor.

    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir