Google+ Followers

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Ser Espírita


Ser Espírita – é ser clemente

É ter alma de crente

Sempre voltada pro Bem,

– É ensinar quem erra

E entre os atrasos da Terra

Não fazer mal a ninguém.



É sempre ter por divisa

Tudo que é nobre e suaviza

O pranto, a dor, a aflição,

E fazendo a caridade

Evitar a orfandade.



Em Deus, é ter sempre crença

Profunda, sincera, imensa,

Consubstanciada na Fé.

É guardar bem na memória

Os bons conselhos e a glória

De Jesus de Nazaré.



É perdoar a injúria,

É suavizar a penúria

De quem já não tem um pão

E se tornar complacente,

Para o inimigo insolente

Tendo por lema – o perdão.



Ser Espírita – é ser clemente

É ter alma de crente

Sempre voltada pro Bem.

– É ensinar ao que erra

– E entre os atrasos da Terra

Não falar mal de ninguém.


Eurípedes Barsanulfo

(Esta poesia foi publicada em 1914 na cidade de Sacramento-MG. Eurípedes desencarnou em 1918 com apenas 38 anos de idade. Deixou uma vasta sementeira de amor que o faz respeitado até hoje em nosso Movimento. Era médium, escritor, poeta, orador, professor e, principalmente, amigo de todos).

Nenhum comentário:

Postar um comentário