Google+ Followers

quarta-feira, 26 de junho de 2013

Chico Xavier fala sobre a hóstia católica


DISSE CHICO XAVIER:

“Em nossa infância, e na primeira juventude, frequentava a Igreja
Católica com o mesmo respeito com que nos dirigimos hoje a uma reunião
espírita cristã, e sempre sentimos, reconhecemos, dentro da Igreja
Católica, prodígios de espiritualidade inimagináveis.

Muitas vezes, principalmente nas missas da manhã, quando era possível
a comunhão de vibrações espirituais de todos os crentes numa só faixa
de espiritualidade e de fé em Jesus, tivemos oportunidade de ver
espíritos santificados que abençoavam as hóstias, e elas se
transformavam como se fossem flores de luz, que o sacerdote oferecia
na mesa da comunhão.

Muitas vezes, principalmente no altar daquela que nós veneramos como
sendo a nossa Mãe Santíssima, vimos irradiações de luz que alcançavam
toda a assembléia, do altar consagrado a Santa Teresinha de Lisieux,
muitas vezes vi repartirem rosas trazidas por criaturas desencarnadas,
amigos e amigas católicos da cidade de Pedro Leopoldo, sem que eu
pudesse explicar o fenômeno.”

Chico conta, ainda, que as hóstias iluminadas, quando recebidas por
pessoas de fé, não se apagavam ao serem ingeridas por elas, sendo
absorvidas, de preferência, pelos órgãos que estivessem atacados por
alguma enfermidade. Por outro lado, nas pessoas que comungavam sem fé,
as hóstias se obscureciam, assim que lhes tocavam os lábios.
O mesmo acontece com o passe espírita.


A fé e o amor são os responsáveis pelos milagres...

2 comentários: