Google+ Followers

domingo, 30 de dezembro de 2012

Ele, o Cristo



Fez-se humano, Ele que é luz estelar, para que pudesse entre nós trafegar e cantar o Seu verbo de luz.

Fez-se simples, Ele que conhece e compreende toda a complexa e grandiosa estrutura do Universo e as Leis do Criador.

Exemplificou a humildade, mesmo tendo em Suas mãos o destino de todo o planeta.

Quando tantos esperavam o conquistador, Ele veio ser servo de todos, amparando as mazelas humanas, curando as feridas da alma, sustentando as necessidades do Espírito.

Quando muitos queriam o Messias Rei, Ele se fez operário, filho de carpinteiro, vindo de um vilarejo simples, quase desconhecido, para que Seu verbo de luz conquistasse os corações.

Quando outros anelavam pelas conquistas terrenas, pelos tesouros que brilham aos olhos, Ele apontava para as riquezas da alma.

Quando muitos elegiam a beleza, a fama, as ilusões do mundo, Ele estava com os coxos, leprosos, cegos e estropiados, do corpo e da alma, mostrando a transitoriedade da vida física.

Quando tantos se perdiam em tradições e regras vazias, Ele dava novo significado às coisas e aos atos, ensinando que o exterior nada significa se não reflete o mundo interior, esse sim, de grande importância.

Trafegava entre poderosos, ricos e intelectuais, mas também entre os simples, os analfabetos e os pobres, pois via a todos como almas em evolução, Seus irmãos, filhos de Deus.

Se tantos elegiam as armas, a guerra e a morte como ferramentas de conquista e usurpação, Ele veio conquistar o mundo, sem nada usurpar, falando e vivenciando o amor, na sua mais alta expressão.

Se à época foi incompreendido, preterido ou ignorado por muitos, não foram poucos aqueles que se deixaram tocar pela Sua presença, e nunca mais voltaram a ser os mesmos.

Naqueles dias, grassava a violência, a barbárie e as injustiças. Não muito diferente dos dias de hoje.

Naqueles dias, o poder, o dinheiro e as glórias externas eram o desejo e ambição dos homens. Tal e qual nos dias que hoje transcorrem.

Se a tecnologia, filha do intelecto, transformou o mundo, nós ainda continuamos praticamente os mesmos.

O amor, filho do coração, ainda aguarda espaço para surgir em nós e nos transformar intimamente, para que o mundo então se transforme efetivamente.

Somos todos nós ainda, os cansados e aflitos que Ele aguarda, pacientemente, para nos amparar.

Somos ainda os estropiados, não do corpo, mas da alma, necessitados dEle para a nossa cura definitiva.

Somos aqueles, de alma sofrida, pelas opções infelizes que fizemos, agora sedentos da Sua paz.

E ainda hoje Ele nos aguarda, para que, cansados das ilusões da vida, possamos tê-lO efetivamente, como o Caminho, a Verdade e a Vida.

* * *

Jesus Cristo é sempre a melhor resposta para todas as nossas necessidades, anseios e carências.

Como há mais de dois mil anos, Ele prossegue como o pastor fiel, o jardineiro das almas, nosso Mestre e Senhor.

Não nos percamos nos labirintos do mundo, entre a incerteza e a solidão. Entreguemos nossas vidas ao amor não amado e sintamos os benefícios da Sua presença em nós.

Façamos isso.

Redação do Momento Espírita.
Em 29.12.2012.

4 comentários:

  1. Querido amigo, mensagem de fé e esperança, bem elê foi um ser iluminado.
    Pssando para retribuir a sua visita e te desejar um 2013, com muita luz e paz.
    Claro como também para Belinha e Pingo,diga a eles que os adoro e desejo a elês muita ração gostosa,muito banho perfumado e muito,muito amor do seu dono,mais do que já o tem.
    Feliz 2013, Banzai!!!,Banzai!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Célia minha amiga querida,

      é muito bom te ver por aqui!!!
      Tu sabes bem o quanto gosto de ti!!!

      Obrigado pelos votos!!!

      Beijocas!!!!

      Excluir
  2. Meu amigo,

    Obrigada pela visita e carinhoso comentário.

    Recebi uma bela mensagem de Ano Novo, que repasso sem conhecer sua autoria. Mas, vale a pena! Um abraço e os meus votos de um muito feliz Ano Novo!!!

    Dentro de algumas horas, como um trem, um Ano Novo vai chegar a essa estação.
    Se você não puder ser o maquinista, que seja então o seu mais divertido passageiro.
    Procure um lugar próximo à janela desfrute as paisagens com o prazer de quem realiza a primeira viagem.
    Não se assuste com os abismos, nem com as curvas que não deixam ver os caminhos que estão por vir.
    Procure curtir a viagem da vida, observando arbustos, riachos, tons mutantes de paisagem. Desdobre o mapa e planeje roteiros.
    Preste atenção em cada ponto de parada, e fique atento ao apito da partida.
    E quando decidir descer na estação onde a esperança lhe acenou, não hesite.
    Desembarque nela junto com os seus sonhos…
    Viver é a única coisa que não dá para deixar para depois…
    Desejo que a sua viagem pelos dias de 2013, seja de PRIMEIRA CLASSE!

    Bjsssssss,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Leninha!!!

      Você como sempre deixando palavras que nos trazem tanta alegria!!!

      Beijocas mil!!!!

      Excluir