Google+ Followers

sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Leis imutáveis


A palavra lei expressa uma regra ou um conjunto de regras, criadas com o objetivo de definir e regulamentar diversas situações entre os homens.

A lei civil, por exemplo, regula a relação entre os cidadãos. A lei criminal define os delitos e determina a maneira como serão as punições referentes a cada falta.

Verificamos, nas leis da química, física e astronomia, a definição de algumas relações constantes, que existem entre os fenômenos naturais.

A lei moral ou Divina indica ao homem o que ele deve fazer ou deixar de fazer.

É um conjunto de normas ou regras, emanadas da Providência Divina, que orientam os atos humanos segundo a justiça natural.

É a ética religiosa de todos os povos e de todas as nações.

A desobediência aos seus códigos causa sofrimento e desequilíbrio ao infrator que, de forma alguma, fugirá ao reajuste.

O homem traz a lei de Deus gravada em sua consciência e mesmo o mais bruto sente-a em forma de impulsos. Somos todos capazes de distinguir o bem do mal.

Deus é a Inteligência Cósmica que rege o mundo com perfeição.

Não é como um hábil relojoeiro que formou o mundo, deu-lhe corda e a deixa esgotar-se, lentamente, até o fim. Pelo contrário, Ele é o Pai amoroso que cuida daquilo que criou.

Colocou junto a nós seres superiores, nossos guias espirituais e protetores, que estão sempre prontos a nos aconselhar e amparar. Permanecem ao nosso lado desempenhando uma missão de amor.

Através da inspiração que recebemos desses Espíritos, Deus nos alerta, a cada instante, se fazemos o bem ou o mal.

­Achamo-nos então, constantemente, em presença da Divindade.

Segundo a palavra do Cristo, estamos em Deus assim como Ele está em nós.

Ele nos criou, deu-nos um objetivo e nos fornece os meios de alcançarmos essa meta. Colocou-nos sob Sua regência.

O Supremo Pai utilizou-Se, através dos tempos, de profetas e sábios para nos indicar essa rota segura.

Mas foi Jesus quem nos apresentou o modelo perfeito a ser seguido, ensinando, pelo exemplo e sacrifício, toda a vivência do estatuto das leis morais.

Elas têm o seu fundamento no amor e encerram todos os deveres dos homens uns para com os outros.

As leis naturais de justiça, amor, igualdade e caridade resumem todas as outras e possibilitam ao homem adiantar-se na vida espiritual.

Estabelecidas pelo Pai Criador, as invioláveis leis morais são de todos os tempos e constituem roteiro de felicidade no caminho evolutivo.

Pensemos em como tem sido o nosso proceder na relação com Deus, no uso do nosso tempo, no cuidado com o corpo físico, na vida em sociedade e em família, no uso dos bens da Terra e perante as desigualdades sociais.

Em benefício da nossa própria evolução moral e espiritual, mantenhamos viva a chama da fé e a sintonia com a Espiritualidade maior, para que consigamos seguir com fidelidade as leis morais da vida.



Redação do Momento Espírita.
Em 21.08.2012.

4 comentários:

  1. Oi amigos, devemos sempre seguir as leis da vida.
    Tenha uma linda semana, abraços para você e para os seu cachorro fofos! kkk'

    ResponderExcluir
  2. Meus amigos queridos! Obrigada pelo carinho e pelos comentários sempre tão gentis! Que texto mais lindo! Palavras sábias e cheias de ensinamento, para a reflexão de todos nós!
    Desculpe pela demora em aparecer!.... Venham comer bolo comigo.... Num dos tópicos do dia 05....
    Tem post novo!
    Um abençoado e feliz final de semana!
    Abraço carinhoso!
    Elaine Averbuch Neves
    http://elaine-dedentroprafora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir