Google+ Followers

sábado, 13 de dezembro de 2014

Cão luta contra o Câncer - Terceira Cirurgia do Cão


 Deitadinho na cama como ele tanto ama

Pois é, terceira cirurgia este ano para retirar um tumor do Cão...
Coitado do meu filhote!!!
O que me conforta, é que ele é surpreendentemente forte!
Como sabem, esta história começou a três anos atrás, quando o Médico Veterinário diagnosticou erroneamente um tumor com uma simples bola de gordura...
Depois de três anos, que esta bola começou a crescer rapidamente.
Após a cirurgia que fui informado que era um tumor maligno...
Algumas semanas após a primeira cirurgia e todas aquela complicações que se sucederam, fazendo carinho nele, achei mais uma bola, que já estava enorme, mas desta vez dentro dele.
Achei um absurdo na época eu ter achado e não a Médica Veterinária, pois, penso eu que se eu fosse médico, sabendo que a criatura está com esse tumor a três anos e que pode se espalhar, eu faria um exame completo na pessoa ou no animal.
Pelo menos, penso eu assim...

 Tem que ficar na casinha para andar o menos possível.
Assim, os pontos cicatrizam mais rapidamente.

Enfim, foi feita a segunda cirurgia, mas o tumor era muito grande e me lembro bem que após a cicatrização,  ficou em uma parte, uma pequena saliência, que a própria Veterinária disse que estava preocupada, pois poderia ter ficado ainda algumas células canceríginas.
Mas, deu para entender que realmente não tinha como tirar mais do que tinha sido tirado.
Infelizmente essa "saliência" com o tempo se tornou uma pequena bola e de semana passada para cá, ela foi aumentando rapidamente.
Já mais experiente, nesta quarta-feira, fui na Clínica Veterinária para a Médica ver o que era.
Ela fez o exame rápido, colhendo com uma seringa o conteúdo interno da bola e apareceu células cancerígenas.
Com todo histórico do Cão, ela falou que era um tumor, mesmo não fazendo o exame padrão, que demora uma semana para sair o resultado.
E disse que o melhor seria operar o mais rápido possível.
Foi ver a agenda da Clínica e resolveu operá-lo naquele mesmo dia.
Eu levei um belo de um susto, isso sim.
Não estava preparado para isso.

Os pontos...

Parece drama, mas minha vida está bem agitada nestas últimas semanas e não estou tendo tempo nem para pensar rs.
E ai isso me baqueou mesmo e cheguei até a chorar.
Eu estava com uma amiga japa, a Matsumoto que vem nos levando a Clínica de carro algumas vezes.
Quando sai da sala de consulta, sai para tomar um ar e fumar um cigarro, porque fiquei sem reação.
Conversando com ela, quando dei por mim, as lágrimas já estavam caindo e ela, coitada, tentou me animar.
Mas, não dá tempo de ficar para baixo não, logo em seguida vim para casa e já cuidei dos quatro que aqui estavam me esperando para comer rs
No dia seguinte fui buscar meu filho.
A recepcionista te chama antes para você pagar a conta e depois te entregam o cachorro ou gato. Assim você já sai e pronto.
Quando ela me chamou, falou que não tinha remédio para ele tomar e que só iam dar aquele "abajur" para colocar no pescoço dele.
Ai eu já não gostei e pedi para chamar a Médica, pois ele sempre toma remédio, devido ao fato que quando se tira um tumor, a cicatrização é mais complicada e também porque só o "abajur", não funciona com o Cão rs
Ela não gostou e eu fingi que não vi a cara que ela fez. Simples assim.
Como ela demorou muito, eu não quis nem saber e entrei lá dentro e chamei a outra Veterinária com quem passo quando os problemas são mais simples rs
A Doutora Emiko, Médica do Cão, estava numa consulta.
Ai a Doutora Ono já me trouxe o Cão, que eu estava doido para abraçar e beijar rs, e conversamos.
Nisso a Doutora Emiko saiu da consulta e já chamei ela rs
Falei da falta de remédio e que queria um curativo rs
Nisso, a Clínica naquele dia não estava muito cheia, devido a chuva e apareceu mais médicos e enfermeiros aonde estávamos rs
A Doutora Emiko, que é uma das proprietárias da Clínica, já falou para o povo se virar para arranjar um modo dele não lamber aonde foi feita a cirurgia, enquanto ela falava com o médico que tinha operado o Cão rs.

Não gosto, ele muito menos, mas é preciso...

Eu só vi quando ela puxou o médico para uma sala que a porta é de vidro, então vi tudo rs, e pelo que pude perceber, ela estava dando uma pequena "comida de rabo" no infeliz rs
Saiu da sala com aquela cara de poucos amigos e logo chegou com o remédio para ele tomar e explicando tudo muito educadamente.
Arrumaram umas fraldas para o Cão e pronto rs.
Tudo resolvido.
Até me perguntaram se voltaríamos de ônibus para casa e eu expliquei que seria o modo que eu queria, devido ao baixo preço, mas como para o Cão, recém operado e com dores, com certeza não seria bom, então que voltaria de táxi.
Voltamos finalmente para casa e pude curtir e cuidar um pouco do meu filho.
Só para esclarecer algumas coisas sobre a Clínica Veterinária.
O lugar já foi melhor, confesso, mas sou obrigado a dizer que ainda é um dos melhores lugares que conheço.
O que acontece, é que os donos não são mais casados e o Dono que era o estressado, hoje é o bonzinho e a que era boazinha, a Dona, virou a estressada, pois está praticamente tudo nas mãos dela.
E ela comanda ainda mais três outros médicos veterinários que trabalham para eles.
Então, é muita coisa para uma pessoa só e eu prefiro entender o que está acontecendo do que simplesmente virar as costas.
Existe um clínica que eu gostei muito mesmo, mas eu teria que tomar um ônibus, trem e depois ainda andar rs
A Clínica que fica perto aqui de casa.... Nossa... Depois conto para vocês, porque quero fazer um outro post sobre isso, pois é sobre uma outra doença...
Enfim, agora meu filho está em casa, com a família!
Semana que vem voltará para uma nova consulta e talvez, retirar alguns pontos.
Vamos ver!!!

Eu quero aproveitar para agradecer imensamente a ajuda de todos os amigos e amigas que nesses últimos tempo estão me ajudando muito. Cada qual de uma maneira e estou realmente muito feliz e agradecido.
Peço desculpas por não poder ficar respondendo as mensagens, comentários no facebook, mas é que realmente o tempo está bem curto e não estou dormindo quase nada, apenas 3 horas por dia.
Mas, o serviço voltou a despencar rs e terei mais tempo agora.
Só não sei se choro ou dou risada, porque quanto menos trabalho, menos ganho rs
Mas, os filhos estão precisando de mim rs, então, vou sorrir!!!

Beijos e abraxos!!! 

2 comentários:

  1. admiro sua dedicação aos animais, torço para que o bebê fique bem... abraços carinhosos

    ResponderExcluir
  2. Sinto pena quando os bichos ficam doentes. Eles são tão bonzinhos. A cachorrinha de uma amiga foi operada ontem, ela deslocou o osso de uma das pernas. Poucos meses atras foi a outra, agora esta. Engordou um bocado por não poder caminhar. Ainda bem que a dona dela gosta muito e cuida com carinho. Beijinhos

    ResponderExcluir