Google+ Followers

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Alimentos Perigosos para os Gatos



Os gatos e os cães têm organismos muito diferentes do nosso, ou seja, é preciso não esquecer que eles não são humanos. Os seus estômagos não digerem, ou têm muita dificuldade, em digerir certos alimentos "humanos":

Chocolate 


O chocolate tem teobromina (8 vezes mais no chocolate preto do que no branco). Esta substância vai entrar em choque com o organismo, pode causar desde vómitos e diarreia a aumento da actividade cardíaca ou mesmo ataques de epilepsia.

Cebola, Alho e alho francês 


Interferem com o sistema sanguíneo dos cães e gatos, diminuindo a quantidade de glóbulos vermelhos e provocando degenerescências e anemias. Os sintomas podem ser rápidos ou demorar alguns dias mas o melhor é levar o seu animal ao veterinário o mais rapidamente possível já que, em casos extremos, pode ser necessária uma transfusão.

Cafeína


Geralmente muito tóxica para os animais, com efeitos tanto no sistema nervoso e cardiovascular. Os efeitos secundários mais comuns são vómito, diarreia, alterações cardíacas, tremores, convulsões e mesmo morte.

Bebidas Alcoólicas 


Regra geral não são atractivas para os animais mas estes são muito pouco tolerantes aos seus efeitos adversos. Os sintomas são pouco específicos e passam pela excitabilidade ou depressão exagerada, aumento da frequência de micção, alterações cardíacas e respiratórias e eventualmente a morte. Em caso de suspeita contacte imediatamente um veterinário.

Alimentos ricos em gorduras 


São os preferidos de cães e gatos, mesmo entre as rações, as preferidas são as que têm maior teor de gordura. Mas o excesso de gordura pode causar pancreatite, uma doença grave cujo primeiro sintoma costuma ser o vómito incoercível. A diarreia pode também aparecer e a dor abdominal tende a ser forte o que faz com que os animais andem frequentemente com o dorso arqueado.

Laticínios
 
Não são muito prejudiciais e o iogurte ou queijo fresco até são recomendados. Mas, no geral, são mal tolerados já que os cães e gatos, a partir do desmame, deixam de produzir a principal enzima responsável pela digestão da lactose e assim podem surgir gases ou diarreias. Os produtos extremamente gordos como queijos curados podem originar também pancreatite.

Frutas 


As maçãs, pêssegos, cerejas, alperces ou ameixas podem, ingeridos em grande quantidade, podem causar toxicidade aos cães e gatos, por terem na sua composição, um derivado do cianeto. Os sintomas incluem dilatação das pupilas, hiperventilação e choque.

Abacates 


As folhas, frutos cascas e sementes de abacates contêm o derivado de um ácido gordo – a persina – tóxica para os gatos. Os principais sintomas desta intoxicação incluem dificuldade respiratória, dor abdominal e acumulação de fluidos na cavidade torácica.

Fermento em pó


Constituído por agentes levedantes e bicarbonato de sódio, quando ingeridos em grandes quantidades podem causar desequilíbrios electrolíticos (baixa concentração de cálcio e potássio no sangue e/ou subida do sódio) e, consequentemente, insuficiência cardíaca congestiva ou espasmos musculares.

Adoçante (xylitol) 


Neste grupo também fazem parte os doces, rebuçados, as pastas de dentes, líquidos para higiene bucal e qualquer alimento que possa ter sido confeccionado com este adoçante.

Uvas e passas 


Já foram reportados casos de intoxicação renal em animais que ingeriram uma grande quantidade, não se sabe exactamente qual é a quantidade tóxica. A consequência pode ser uma lesão permanente dos rins.

Pimenta e especiarias


Também são de evitar, podem causar diarreia e indisposição nos gatos. E nada de alimentos confeccionados e picantes, como salchichas, enchidos ou chili.
O Louro e noz-moscada, podem ser tóxicos, mesmo para humanos, quando ingeridos em grandes quantidades. Nenhum deles costuma ser adorado pelos animais mas, em caso de ingestão, poderão causar sintomas nervosos como tremores, convulsões ou mesmo a morte.

Fígado


Os gatos gostam de fígado e este aparece na composição de muitas raçoes e patês mas quando tomado em grandes quantidades, os gatos podem contrair hipervitaminose A, que pode tornar-se um problema muito sério ou até mortal. As quantidades de fígado nas rações e patês são controladas, não sendo maléficas.

Carne, peixe crus


Ainda que os gatos gostem de carne crua, peixe ou ovos, estes são potencialmente perigosos quando ingeridos crus. A carne crua pode conter parasitas e bactérias perigosas. Ao preparar comida caseira para o seu gato, deve sempre cozinhar a carne, de modo a evitar que o animal se exponha à Toxoplasmose, a qual pode estar presente na carne crua.
Um gato alimentado unicamente com peixe pode mostrar deficiência de vitaminas B1 e E, enquanto uma dieta só com carne magra produz deficiências vitamínicas e de cálcio. Algumas espécies de peixes crus – especialmente a carpa e o arenque – contêm tiaminasa, que é uma enzima que destrói a vitamina B1, a qual é eliminada na cozedura.
O peixe enlatado como por exemplo o atum ou as sardinhas não é saudável, excepto em quantidades pequenas como no caso de uma guloseima ocasional. Estes enlatados conservados em óleo são ricos em polinsaturados, os quais são difíceis de serem metabolizados pelos gatos.

Ovos Crus


Os ovos crus, quando dados frequentemente, podem causar uma deficiência de uma vitamina essencial chamada “biotina”. Por precaução quando der ovo cru, ofereça apenas a gema de ovo, a clara não pois a vitamina B é prejudicial ao gato.

Outros alimentos que podem ser tóxicos.
  • Nozes
  • Sementes de maçã
  • Caroços de frutas, especialmente de pêssego, nectarinas, alperce, ameixas e cerejas
  • Alimentos com bolor (fruta, pão, leite azedo)
  • Sementes de mostarda
  • Folhas de Ruibarbo
  • Folhas e caules de Tomate

Ração para cão 


Não se deve dar comida para cão ao gato. A comida para cães é nutricionalmente deficiente para os gatos. Os gatos necessitam de quase mais 5 vezes proteínas que os cães. Contudo, ao contrário dos cães, os gatos não armazenam proteína excessiva e precisam de a repor quase diariamente. Além disto, a comida para cães é deficiente num aminoácido muito importante para os gatos, chamado “taurina”. Uma dieta deficiente me taurina pode levar à cegueira, problemas de reprodução, cardiomiopatia a mesmo morte resultante de um ataque cardíaco. Os gatos também necessitam de tomar diariamente vitamina B em maior quantidade do que os cães.


6 comentários:

  1. Olá meu amigo!

    A minha gata só come ração, mas gostei de saber sobre os males do excesso de fígado, tenho uma vizinha que tem este hábito.
    Vou avisa-la.

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sempre bom estarmos atualizados né amiga?
      Meu filhote também só come ração!!!
      Como foi castrado, não quero que tenha problema de obesidade no futuro.
      Beijos

      Excluir
  2. Respostas
    1. também gostei Lu rs
      pois como sabe, sou pai de gato de primeira viagem rs
      beijos

      Excluir
  3. Oi amigo, me desculpe pela ausência também.
    Fico feliz que o cão está bem, vou orar por ele!
    Tenha uma ótima semana, Abraços para ele, para belinha, pro pingo e pra você, claro rs

    ResponderExcluir