Google+ Followers

quinta-feira, 26 de março de 2015

Adeus?! Talvez sim, ou talvez um até breve!!!


Amigos, Amigas,

quando comecei a escrever esse blog, na verdade ele ficava hospedado lá no antigo My Space, da MSN.
Tudo começou por causa do Cão rs
Quando ele teve a primeira paralisia das patinhas traseiras por causa de sete hérnias de disco...
Procurei na época na Internet algum depoimento, alguém que tivesse alguma experiência com isso, mas só achava termos técnicos...
Então resolvi escrever minha experiência sobre o assunto e assim foi indo...
Tudo que achava interessante, eu postava aqui no Blog...
Na verdade, foi assim até hoje!!!
Postando sobre vários assuntos que acho interessante e etc...
Felizmente, hoje vemos em vários sites os assuntos mais variados sobre cachorros e gatos e suas doenças, suas peraltices e etc...
O mundo finalmente acordou para estes seres que a tantos séculos nos fazem compania!!!
Esses nossos irmãozinhos que só nos dão amor e amizade!!!
Após a partida de meu filho mais velho, o Cão, para o plano espiritual, eu realmente não sinto mais vontade de escrever...
Não sei dizer o porque, mas com ele, uma parte de mim se foi...
Através desse Blog conheci pessoas maravilhosas, amizades que acredito que irão durar o resto da eternidade...
Nágela, do Blog "Natureza de Lua Negra",  a Ana Maria do Blog "O Tapete Colorido", e a Sissym que tem vários blogs rs (Perfil do Google aqui).
Peço desculpas, sei que existem outras pessoas, mas estas três realmente são especiais em minha vida.
Tenho para com elas um sentimento de amizade e carinho muito grande...
Mas, enfim, como eu ia escrevendo...
Já não vejo mais sentido em ficar escrevendo muita coisa aqui, pois existem vários Blogs e sites com notícias, artigos e etc sobre nossos queridos e amados.
E além disso, como escrevi acima, algo mudou dentro de mim depois da partida de meu querido e amado filho...
Para quem quiser manter contato, pode nos adicionar no Facebook, o link está aqui no Blog, ao lado direito...
Não vou tirar o Blog do ar.
Ele recebe várias visitas diárias e muita gente ainda o usando para pesquisa...
Ainda vou continuar a selecionar os comentários, por isso saberei se alguém quiser entrar em contato conosco, só não prometo responder logo... rs
O tempo está passando rápido nos dias de hoje...
Estou trabalhando cada vez mais também e está difícil conseguir conciliar facebook, blog, messenger, casa, filhos e etc... rs
Por isso, estou cortando muita coisa da minha vida e dar prioridade a meus filhos e amigos que tanto amo e quero bem!!!
Muito obrigado à todos por estarem conosco durante todos estes anos...
Foram 7 anos...

Imensos abraços meus, Wilson e mil lambeijocas dos pequenos aqui de casa, Belinha, Pingo, Hiro e Dengo!!!

Até mais!!!

Beautiful Scars - Letra e Tradução


Beautiful Scars

Just take me with all my stupid flaws
Changing me's like shooting in the dark
Patience please, I'll never be as perfect
as you want me to
Believe me I want it just as bad
Forgive me, wish I could change the past
Take it cause I'll never be as perfect
as you want

I think you're confusing me with somebody else
I won't apologize for being myself

Take me with all of my beautiful scars
I love you the way that you are
I come to you with all my flaws
With all my beautiful scars
I love you the way that you are
With all my beautiful scars

Don't judge me, just gotta let me be
Accept me, although I'm incomplete
My imperfections make me unique that's my believe

I think you're confusing me with somebody else
I won't apologize for being myself

Take me with all of my beautiful scars
I love you the way that you are
I come to you with all my flaws
With all my beautiful scars
I love you the way that you are
With all my beautiful scars

Never say never
Anything is possible
Always been a rebel
Overcoming obstacles
I can't give you perfect
But I can give you forever, oh oh oh

Take me with all of my beautiful scars
I love you the way that you are
I come to you with all my flaws
With all my beautiful scars
I love you the way that you are
With all my beautiful scars

With all my beautiful scars
I love you the way that you are

(you got to love me)
(you got to love me)
(you got to love me)
(you got to love me, yeah)
(oh oh oh oh oh)

Lindas Cicatrizes

Apenas me aceite com todas minhas falhas estúpidas
Me mudar é como atirar no escuro
Paciência, por favor, eu nunca serei perfeito
como você queria que eu fosse
Acredite em mim, eu quero tanto isso
Me perdoe, gostaria que eu pudesse mudar o passado
Me leve porque eu nunca serei perfeita
como você quer

Acho que você está me confundindo com outra pessoa
Eu não pedirei desculpas por ser eu mesma

Me leve com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é
Eu venho até você com todas as minhas falhas
Com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é
Com todas as minhas lindas cicatrizes

Não me julgue, apenas me deixe ser
Me aceite, embora eu seja incompleta
Minhas imperfeições me tornam única, é nisso que acredito

Acho que você está me confundindo com outra pessoa
Eu não pedirei desculpas por ser eu mesma

Me leve com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é
Eu venho até você com todas as minhas falhas
Com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é
Com todas as minhas lindas cicatrizes

Nunca diga nunca
Tudo é possível
Sempre fui uma rebelde
Superando obstáculos
Eu não posso lhe dar perfeição
Mas posso lhe dar o para sempre, oh oh oh

Me leve com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é
Eu venho até você com todas as minhas falhas
Com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é
Com todas as minhas lindas cicatrizes

Com todas as minhas lindas cicatrizes
Eu te amo do jeito que você é

(você tem que me amar)
(você tem que me amar)
(você tem que me amar)
(você tem que me amar, yeah)
(oh oh oh oh oh)

*****************************************

Eu, em particular, realmente gostei muito dessa letra...

quarta-feira, 25 de março de 2015

Acne Felina


Lesões são encontradas com mais freqüência na região do queixo e do lábio inferior

Gato apresentando acne na região do queixo e do lábio inferior. 
Fonte: Vanessa Pimentel de Faria

A acne é uma doença de pele de gatos que afeta principalmente o queixo dos gatos. A maioria dos proprietários leva seus gatos ao veterinário com a queixa de que o gato está com o “queixo sujo”.
É uma desordem de pele bastante comum no gato, podendo ocorrer em qualquer idade. No entanto, é improvável que ocorra em gatos com menos de um ano de idade (“adolescentes”), pois é uma doença principalmente de animais adultos.
As lesões da acne são encontradas com mais frequência na região do queixo e do lábio inferior, sendo de mais difícil visualização em gatos que apresentam pelagem escura. Cicatrizes e cistos podem ser observados em casos crônicos e severos
A lesão típica é um comedão (“pontos pretos”) e, ocasionalmente, espinhas superficiais podem ser observadas. À medida que a lesão progride, o folículo piloso pode ser recoberto com secreções. Caso isto aconteça, o queixo torna-se inchado e inflamado. O gato torna-se sensível e resistente ao toque da área afetada.

Causas e diagnóstico

A causa da acne felina permanece desconhecida. Na realidade, é possível que existam diversas causas, sendo que as mais prováveis incluem:
1. Hábito de autolimpeza pouco frequente.
2. Produção ou composição anormal de sebo, que é uma substância oleosa e macia produzida pelas glândulas da pele.
3. Obstrução do folículo piloso quando o pelo não é adequadamente removido.
4. Defeitos na produção de queratina, que é uma proteína que mantém a camada de proteção da pele.
Em seres humanos, a acne está relacionada com níveis hormonais e com a presença de bactérias na pele. Uma clara associação entre hormônios, bactérias e desenvolvimento da acne ainda não foi demonstrada em gatos. É possível que exista um fator genético envolvido.
Para se eliminar outras possíveis causas de infecção da pele, diversos testes diagnósticos devem ser realizados. Quando necessários, tais testes geralmente envolvem a remoção de material da superfície da pele, a fim de investigar pequenos parasitas e a realização de cultura bacteriana e/ou fúngica.

Tratamento

O tratamento tópico (em uma determinada área) geralmente é adequado para a maioria dos casos de acne, mas casos severos podem necessitar de terapia sistêmica por via oral.
A tricotomia (retirada dos pelos) do queixo é o primeiro passo do tratamento, permitindo a limpeza profunda dos folículos cobertos e a aplicação de medicação nas lesões. Uma vez que o queixo de alguns gatos pode estar extremamente sensível, a sedação pode ser necessária.
O tratamento deve ser continuado em casa. Os poros da pele abrem-se com a aplicação de calor na região. Um pano deve ser colocado em água quente e, a seguir, deve ser retirado o excesso de água. Em seguida, o pano deve ser colocado no queixo do animal por 2-4 minutos. A aplicação da medicação tópica deve ser realizada após a remoção do pano.
Existem diversos medicamentos disponíveis e a escolha é parcialmente determinada de acordo com a presença ou ausência de infecção. Se a infecção estiver presente, drogas antibióticas e antifúngicas podem ser administradas por via oral.
A Vitamina A por via oral ou tópica tem sido utilizada, mas a resposta varia muito e a medicação pode ser extremamente irritante à pele.

Prognóstico

A acne poderá ser um problema recorrente em muitos gatos. Ao primeiro sinal de recorrência, inicie o uso de compressas mornas e a aplicação da medicação tópica. Se isso não controlar o problema, seu gato precisará ser reavaliado pelo seu veterinário.

Autoras:

Vanessa Pimentel de Faria
vanessapimente@gmail.com

Débora Cristina G. Pimentel
deboracp@gmail.com

terça-feira, 24 de março de 2015

Somos visita ou inquilinos no Japão?


Concordo que o Japão tem suas particularidades, mas, como imigrantes, somos apenas visitantes necessitados, forçados a aceitar o julgamento daqueles que nos consideram como trabalhadores descartáveis e indesejados? Ou, somos inquilinos com um contrato de proveito mútuo, com voz e direito de reclamar quando há um problema no condomínio? Perguntas longas como essas, requerem respostas pensadas e esse é o meu objetivo: fazer você pensar sobre o seu papel no Japão.

Fico irritado com os argumentos simplistas dos opositores daqueles que questionam o papel crítico do imigrante estrangeiro na sociedade japonesa. “Se não está feliz, por que não volta para o seu país de origem?” Esse tipo de argumento é vago e, geralmente, vomitado por aqueles que se sentem inferiores e desconhecem o real papel do imigrante na sociedade de um país.

Devo retornar ao Brasil pelo fato de criticar o comportamento machista e opressor da sociedade japonesa? Devo fazer as minhas malas e zarpar do Japão por não concordar com decisões políticas de governantes que não tenho o direito de eleger, mas que influenciam diretamente na minha vida diária?

Há uma fina linha entre a crítica legítima do comportamento e a crítica da cultura de um país. A cultura do Japão, que em algumas vezes é expressada em comportamentos considerados estranhos para nossa mente ocidental, é intocável pelas palavras de qualquer estrangeiro, imigrante ou não. Devemos respeitar a cultura japonesa, pois é ela que pavimentou a prosperidade e o respeito que este país conquistou após a vergonhosa derrota na Segunda Guerra Mundial. Mas, o comportamento racista e opressor (da esmagadora minoria), pode e deve ser criticado. Decisões políticas de retrocesso, podem e devem ser criticadas pelos imigrantes.

Diferentemente daqueles que cruzam fronteiras ilegalmente e arriscam suas vidas para conseguir trabalho em um país mais próspero, uma lei imigratória da década de 90 – aprovada pela necessidade de mão de obra – e a descendência herdada de meus antepassados me deu o direito de ter meu passaporte carimbado com o visto de trabalho de longa permanência.

Não sei quanto a você, mas não moro do Japão pela boa vontade do governo japonês e não estou aqui de favor. Tenho um acordo com o Japão: Trabalho, pago meus impostos, gasto meu dinheiro com restaurantes, roupas, eletrônicos e todas as maravilhas consumistas que esse país me oferece. Em troca, o Japão me oferece segurança, estabilidade financeira e uma oportunidade única de aprendizado. Sou grato ao país pela oportunidade, mas não devo gratidão pelas minhas conquistas e pelo meu salário.

Há uma via de duplo sentido na nossa relação com o país. No caso específico do Japão e os dekasseguis brasileiros, nessa relação não teria de haver ganhadores e perdedores, mas as circunstâncias fazem alguns pensarem que não somos “dignos” de receber o que temos direito: respeito e um tratamento justo.

Talvez o seu senso crítico tenha sido amordaçado pelo complexo de inferioridade ou por medo de cometer os mesmos erros daqueles que personificam o diabo no corpo de um japonês. Quanto a mim, continuarei criticando legitimamente o país que amo e que escolhi para viver.







Fonte: IPC Digital

*******************************

Achei muito legal esta matéria!!!
Acho que o Japão vive hoje, um problema que países como o Brasil, viveram no século passado com a chegada dos estrangeiros...
Eu creio que é um assunto muito delicado e que pode nos levar a várias opiniões.
Eu penso da mesma forma que o autor do texto quando diz que deve ao Japão a oportunidade de estar aqui, mas não pelas conquistas e salário...
Foi como no emprego em que trabalho a mais de cinco anos. Foi o ex marido de uma de minhas primas que me conseguiu a entrevista, mas se estou lá a tantos anos, é por minha competência profissional e não pela entrevista que me conseguiram...
Eu acho que devemos respeitar muitas das regras e leis japonesas, porque se o país é o que é, é por causa delas.
O Brasil é um exemplo vivo do que faz o desrespeito as leis e as regras ao país....
Bom, é o que penso... rs

segunda-feira, 23 de março de 2015

Sua vida religiosa


Como tem sido sua vida religiosa?
Tem você mantido as aparências graciosas da fé, enquanto alimenta azedumes, invejas, mágoas e rapina no coração, ou temse esforçado por ser, intimamente, o que Deus espera de você?
Vida religiosa nada tem a ver com as atitudes artificiais ou piegas por muitos adotadas.
Ela se vai concretizando, em verdade, quando passamos a compreender que a religião verdadeira não passa obrigatoriamente pelas aparências de fora, mas sempre será uma realidade vibrante no íntimo dos seres.
Manter contato mais próximo com Deus, com Cristo ou com os prepostos da Luz Divina, pela capacidade de transformar velhas inclinações perturbadoras em novas posturas de trabalho renovador, por dentro e por fora de nós, isso sim é a base para a realização religiosa.
A sua vida religiosa precisa ter o aroma das reais virtudes, que crescem aos poucos, mas que não estão ausentes da vivência dos religiosos verdadeiros.
Nas lutas e renúncias de Gandhi, vemos sua vida religiosa ativa, laboriosae útil.
Nas pelejas e renúncias de Lincoln, achamos sua vida religiosa corajosa, desafiadora e útil.
Nos esforços e renúncias de madre Teresa, encontramos os sinais inquestionáveis da sua vida religiosa dedicada, transformadora e útil.
Se, na condição de pessoa religiosa, os seus atos não forem enobrecidos e úteis a ninguém, tenha a certeza de que eles são vazios e sem qualquer valor para a vida interior.
Pense e repense acerca da sua vida religiosa.
Transforme-se para o bem o quanto possa.
Desenvolva-se no amor o quanto puder, porque somente assim a sua atuação na esfera religiosa espalhará a luz do Cristo e o fará realmente feliz.

* * *

Em O livro dos Espíritos, Allan Kardec faz um questionamento fundamental, no que diz respeito à diversidade de doutrinas e crenças.
Todas as doutrinas têm a pretensão de ser a única expressão da verdade. Como se pode reconhecer a que tem o direito de se posicionar assim?
A resposta dos Espíritos é bela e profunda:
Será aquela que produza mais homens de bem e menos hipócritas, ou seja, pela prática da lei de amor e de caridade em sua maior pureza e sua aplicação mais abrangente.
Por esse sinal reconhecereis que uma doutrina é boa, pois toda doutrina que semear a desunião e estabelecer uma demarcação entre os filhos de Deus só pode ser falsa e nociva.
Notemos dois detalhes: o primeiro, associando a religiosidade à prática, à transformação moral do indivíduo, senão de nada ela lhe serve.
O segundo, deixando claro que não precisamos de umaque se sobreponha às demais. Basta que ela conduza ao bem, que ligue os homens ao Criador, e ela terá cumprido sua função primordial.
Não há mais porque escolher uma entre várias, ou tentar dizer que esta é melhor do que aquela, senão voltaremos a cair nos problemas que geramos, ao longo dos tempos, segregando pessoas por crença, cor, raça.
Cada doutrina atende a um tipo de necessidade, a um tipo de alma, num determinado estágio evolutivo, e sempre terá seu valor, desde que mantenha seu compromisso com o amor e a caridade.
Não há apenas um caminho. O amor e o bem têm diversas vias, podem estar pintados de cores diferentes, mas sempre serão o amor e o bem.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. 12, do livro Para uso diário, de Raul Teixeira, pelo Espírito Joanes, ed. Fráter e no item 842, de O livro dos Espíritos, de Allan Kardec, ed. FEB.
Em 9.3.2015.

domingo, 22 de março de 2015

Acima de tudo, Pai


A ciência nos permite penetrar as profundezas do infinito. Lançamos nosso olhar ao espaço e, de imediato, as centenas de pontos brilhantes que vemos, nos encantam.
No entanto, graças a potentes telescópios, vimos descobrindo milhares de mundos, lançando suas esplêndidas harmonias nos celestes campos da imensidão.
Diante desses horizontes, abertos à investigação humana, maravilhados,concebemos o Criador de todas as coisas, tão acima de nós que só um esforço da razão pode fazer que O entendamos.
A ordem, a grandeza, a majestade reinam por toda a parte. Tudo demonstra a bondade, a justiça dAaquele de quem todos os esplendores são apenas pálido reflexo.
E, se lançarmos nosso olhar para o próprio globo em que nos movemos, constataremos o emocionante quadro da vida estuante, em que Deus se revela.
As estações seguem seu curso, os corpos se combinam, a vida circula sobre o planeta, juntando e desagregando as moléculas, segundo leis que se cumprem maravilhosamente.
Na natureza tudo é harmonia. Tudo vibra, em acordes harmônicos, em condições determinadas por uma Inteligência.
Inteligência suprema, uma força eficiente.
É Deus que paira acima da Criação, que a envolve com Seus fluidos, que a penetra por Sua razão.
É por Ele que os universos se formam, que as massas celestes apresentam seus esplendores deslumbrantes, nas imensidões do infinito.
É por ele que os planetas gravitam nos espaços, em torno dos focos luminosos, formando brilhantes auréolas de sóis.
É Deus a vida eterna, imensa, indefinível, o Começo e o Fim, o Alfa e o Ômega.
É Ele que, no abismo dos tempos, quis que o universo existisse e a poeira cósmica entrou em movimento.
É por Sua vontade que as admiráveis leis da matéria desenvolvem no infinito as combinações maravilhosas que produzem quanto existe.
É Sua razão sem limites que ordenou tudo fosse feito em vista de um efeito inteligente.
É Sua justiça que traçou em caracteres indeléveis as leis de fraternidade e solidariedade que se fazem sentir entre os homens e os mundos.
É Sua bondade inefável que deu ao homem, incessantemente, o meio de conseguir a felicidade.
* * *
Deus! Ainda existem os que Lhe pretendem negar a existência. Ainda há os que pensam que o acaso poderia ter feito tudo o que existe, de forma tão perfeita, tão justa.
Contudo, Ele está em tudo e em todos. Mesmo que afirmem que Ele não existe, Sua ação se faz constante e precisa.
Acima e além de tudo, dispensa o Seu amor sem cessar.
Ele rega as plantas com a chuva delicada, alimenta as fontes e os rios, providencia o orvalho generoso.
Tempera a água dos mares, acaricia as ondas e as levanta, com majestade, fazendo-as uivar nos rochedos e cantar mansamente nas praias.
Atende a singela flor do campo, balança os ramos do salgueiro e aveluda as pétalas das rosas.
Todos os dias. A cada dia. E, enxuga as lágrimas dos Seus filhos, envia mãos generosas para os sustentar na jornada, a ninguém esquece.
Se é o Criador de tudo, é igualmente o Pai amoroso e bom, sempre presente.
Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. Discurso sobre Deus, de Gabriel Delanne, do livro Gabriel Delanne, vida e obra, de Paul Bodier e Henri Regnault, ed. CELD.
Em 12.3.2015.

sábado, 21 de março de 2015

Rebel Heart - Madonna - Letra e Tradução


Rebel Heart

I lived my life like a masochist
Hearing my father say: Told you so, told you so?
"Why can't you be like the other girls? "
I said: 'Oh no, that's not me
And I don't think that it'll ever be'

Thought I belong to a different tribe, walking alone
Never satisfied, satisfied
Tried to fit in but it wasn't me
I said: 'Oh no, I want more
That's not what I'm looking for?

So I took the road less travelled by
And I barely made it out alive
Through the darkness somehow I survived
Tough love, I knew it from the start
Deep down in the depth
Of my rebel heart
Of my rebel heart

I spent some time as a narcissist
Hearing the other say: Look at you, look at you?
Trying to be so provocative
I said: Oh yeah, that was me'
All the things I did just to be seen

Outgrown my past and
I've shed my skin
Letting it go and I'll start again, start again
Never look back
It's a waste of time, I said: 'Oh yeah, this is me'
And I'm right here where I wanna be
I said: 'Hell yeah! This is me'
Right where I'm supposed to be

So I took the road less travelled by
And I barely made it out alive
Through the darkness somehow I survived
Tough love, I knew it from the start
Deep down in my Rebel Heart

So I took the road less travelled by
And I barely made it out alive
Through the darkness somehow I survived
Tough love, I knew it from the start
Deep down in the depth
Of my Rebel heart
Of my Rebel heart
Of my Rebel Heart
Of my Rebel Heart

 
Coração Rebelde

Eu vivi minha vida como uma masoquista
Ouvindo meu pai dizer: 'Eu lhe avisei, avisei'
'Por que você não pode ser como as outras meninas'
Eu disse: 'ah não essa não, eu não sou assim'
E acho que nunca vou ser

Pensei que pertencia a uma tribo diferente
Andava sozinha, nunca satisfeita, satisfeita
Tentei me encaixar, mas não consegui
Eu disse: 'Ah não, eu quero mais
Isso não é o que eu estou procurando'

Então eu peguei a estrada menos percorrida
E por pouco sai dela viva
Em meio a escuridão, de alguma forma, eu sobrevivi
Um amor difícil, eu sabia desde o início
No fundo, nas profundezas
Do meu coração rebelde
Do meu coração rebelde

Passei algum tempo como uma narcisista
Ouvindo os outros dizerem: 'Olhe pra você, olhe pra você'
Tentando ser bem provocante
Eu disse: 'Ah sim, essa era eu'
Todas as coisas que eu fiz só para ser notada

Superando o meu passado
Troquei de pele
Deixando pra lá, vou começar de novo, começar de novo
Nunca olho para trás
É uma perda de tempo, eu disse: 'Ah sim, esta sou eu'
E eu estou aonde eu queria estar
Eu disse: 'Caramba! Esta sou eu'
Exatamente onde eu devo estar

Então eu peguei a estrada menos percorrida
E por pouco sai dela viva
Em meio a escuridão, de alguma forma, eu sobrevivi
Um amor difícil, eu sabia desde o início
No fundo, nas profundezas do meu coração rebelde

Então eu peguei a estrada menos percorrida
E por pouco sai dela viva
Em meio a escuridão, de alguma forma, eu sobrevivi
Um amor difícil, eu sabia desde o início
No fundo, nas profundezas
Do meu coração rebelde
Do meu coração rebelde
Do meu coração rebelde
Do meu coração rebelde

sexta-feira, 20 de março de 2015

Teste de Personalidade


O tipo de personalidade ISFJ é único, e muitas das suas características desafiam seus traços individuais. Apesar de possuírem o traço do Sentimento (F), os ISFJs tem habilidades analíticas excelentes; apesar de Introvertidos (I), eles possuem habilidades com pessoas bem desenvolvidas e ótimos relacionamentos sociais; e, apesar de serem Julgadores (J), os ISFJs são, normalmente, receptivos a mudanças e novas ideias. Assim como muitas coisas, as pessoas com o tipo de personalidade ISFJ são mais do que a soma de seus componentes, e é a forma como usam suas forças que definem quem eles são.

Os ISFJs são verdadeiros altruístas, reunindo a bondade com a bondade excessiva, e se engajando no trabalho e nas pessoas que eles acreditam, com muito entusiasmo e generosidade.

Não há um tipo melhor para formar uma parte tão grande da população, com quase 13%. Combinando o melhor da tradição e do desejo de fazer o bem, o ISFJ é encontrado nos ramos de trabalho com um senso histórico por trás, como a medicina, o ensino e o trabalho social.

As personalidades ISFJ (especialmente os que são Cautelosos), são normalmente meticulosos ao ponto do perfeccionismo e, apesar de procrastinarem, eles podem sempre ser confiados para que um trabalho seja feito dentro do tempo desejado. Os ISFJs levam suas responsabilidades a um nível pessoal, e constantemente fazem tudo o que for possível para exceder as expectativas e encantar os outros, em casa e no trabalho.

Nós Devemos Ser Vistos Para Sermos Acreditados

O desafio para os ISFJs é garantir que o que eles façam seja visto. Eles tem uma tendência de subestimar suas conquistas e, enquanto sua bondade é normalmente respeitada, as pessoas mais cínicas e egoístas podem acabar tirando vantagem da dedicação e humildade dos ISFJs para sobrecarregá-los de trabalho e depois receber os créditos. Os ISFJs precisam saber quando dizer não e se impor, se quiserem manter sua confiança e entusiasmo.

Naturalmente sociais, uma característica estranha para Introvertidos, os ISFJs utilizam suas memórias excelentes não para lembrar de dados, e sim de pessoas e detalhes de suas vidas. Quando se trata de dar presentes, os ISFJs não tem igual, usando sua imaginação e sensibilidade natural para expressar sua generosidade de maneiras que toquem o coração de quem está recebendo o presente. Isso acontece com colegas de trabalho, os quais são considerados verdadeiros amigos pelos ISFJs, mas é com a família que a expressão de afeto é ainda mais demonstrada.

Se Eu Puder Proteger Você, Eu O Farei

As personalidades de ISFJ formam um ótimo grupo de pessoas, raramente ficando inertes quando uma causa importante não foi concluída. A habilidade que eles possuem de se conectar com os outros em um nível íntimo é imbatível entre os outros Introvertidos, e a alegria que eles vivenciam ao usar essas conexões para manter uma família feliz e encorajadora, o que é um presente para todos envolvidos. Eles podem nunca ficar realmente confortáveis sendo o centro das atenções, e podem se sentir culpados levando o mérito por esforços da equipe mas, se eles puderem garantir que seus esforços sejam reconhecidos, os ISFJs provavelmente irão atingir um alto nível de satisfação no que fazem, de forma que outros tipos de personalidade não conseguem sentir.

**********************************

Fiz esse teste estes dias e achei interessante.
Faça você também:

quinta-feira, 19 de março de 2015

Eletricidade sem fio: japoneses transmitem energia pelo ar a 55 metros de distância


Cientistas japoneses deram um grande passo no avanço da tecnologia de transmissão de energia elétrica. Pela primeira vez, foi possível transmitir energia elétrica sem fio para um ponto alvo através de microondas.

Pesquisadores da Agência Japonesa de Exploração Aeroespacial (JAXA), conseguiram transmitir 1,8 quilowatts de energia através do ar para um ponto fixo a 55 metros de distância, disse um porta-voz da agência à AFP.

“A experiência bem sucedida pode pavimentar o caminho para a coleta de energia solar inesgotável no espaço e transmitir para a Terra.”, disserem os pesquisadores da JAXA.

A Estação Espacial Internacional e outros satélites são capazes de coletar energia solar para funcionamento de suas operações. O principal benefício da geração de energia solar no espaço é a disponibilidade permanente, independentemente das condições climáticas.

Fonte: IPC Digital

quarta-feira, 18 de março de 2015

Kylie Minogue fala sobre a queda da Madonna e o preconceito com idade que tem sofrido


A cantora Kylie Minogue deu uma entrevista ao jornal Herald Sun na Austrália e falou sobre diversos assuntos, incluindo Madonna e a queda no Brit Awards.

“Eu senti muito por ela. Em grandes performances como aquela, são muitos detalhes e atenção que temos que ter em tudo. E aconteceu aquilo. Mas ela se reergueu e voltou maravilhosa! Eu acho que isso foi bom para lembrarmos que a Madonna é humana. É bom para nós sabermos disso.”

Kylie comentou sobre o preconceito com a idade que também tem sofrido, assim como Madonna. Quando apareceu mostrando seu belo corpo no video de Sexercise, recebeu críticas e alguns maus comentários por ter 46 anos. E também tem sido barrada nas rádios por ser considerada fora da faixa etária.

“É uma área em comum que eu e Madonna temos. Eu nem sei dizer se meus amigos são velhos ou não. É um sinal dos tempos de hoje de que idade é relevante. Não é pra mim nem pra minha geração. É difícil explicar.”

“Eu serei a primeira a brincar com isso “Nossa, eu estou aparecendo de calcinha de novo?”. Eu fiz uma gravação outro dia de lingerie e isso tudo é meio espantoso. Não estou forçando nada, é algo natural. Estou apenas seguindo a tendência.”

“Não acho que as pessoas queiram ver a Madonna como uma dona de casa idosa, né? Eles querem glamour, querem a fantasia. Talvez não faça sentido em algum momento da vida, que é normal, eu nem sei. Mas isso é realmente algo que eu reluto para falar. Você só quer passar por isso e seguir. Pra mim isso tudo é apenas uma opinião, um gosto particular de cada um. Eu espero que eu tenha mais acertado do que errado até hoje.”

terça-feira, 17 de março de 2015

Receita de Ginger Ale, refrigerante de gengibre



O Ginger Ale é um refrigerante à base de gengibre e é bastante refrescante.
Ele é muito popular nos Estados Unidos, Canadá e Japão.
É ideal para ser tomado em pequenas quantidades, acompanhando refeições ou como um isotônico após atividades físicas.
A grande virtude desse refrigerante é o gengibre, que ajuda a acelerar o metabolismo.
O gengibre também é indicado para desintoxicação do organismo, além de ser considerado um poderoso anti-inflamatório, anticoagulante, antioxidante e bactericida.

Receita:

Ingredientes:

1 xícara de gengibre com a casca cortado em rodelas finas
3 pedaços grandes de casca de limão
1 ou 2 grãos de pimenta-preta
1 ou 2 grãos de pimenta-da-jamaica (opcional)
2 xícaras de água
Açúcar mascavo a gosto
Água mineral com gás para completar a bebida

Modo de Fazer:

Cozinhe o gengibre em duas xícaras de água e deixe ferver por meia hora.
Coe.
Volte o líquido à panela e acrescente todos os outros ingredientes com exceção da água com gás.
Ferva por cinco minutos.
Tire do fogo e deixe descansar por duas horas.
Coe.
Este xarope é a base do ginger ale e você pode guardá-lo por um longo período na geladeira.
Encha um terço de um copo com esse xarope e complete com a água com gás.


Está pronto o Ginger Ale.
Tome bem gelado e eventualmente usando folhas frescas de hortelã para enfeitar.

segunda-feira, 16 de março de 2015

Os Animais, por Chico Xavier


Um amigo perguntou ao Chico qual o animal mais evoluído espiritualmente e dele anotou a resposta:

– É o cão. O cão desperta muito amor e é modelo de fidelidade. As pessoas que amam e cultivam a convivência com os animais, especialmente os cães, se observarem com atenção, verificarão que os vários espécimes são portadores de qualidades que consideramos quase humanas, raiando pela prudência, paciência, disciplina, obediência, sensibilidade, inteligência, improvisação, espírito de serviço, vigilância e sede de carinho, infundindo-nos a idéia de que, quanto mais perto se encontram das criaturas humanas, mais se lhes assemelham, preparando-se para o estágio mais próximo da hierarquia espiritual.

Segundo o iluminado Espírito Emmanuel os animais são nossos parentes próximos, com sua linguagem, seus afetos e sua inteligência rudimentar.

Chico Xavier respondendo a uma pergunta sobre os animais, disse:

- Nossos benfeitores espirituais nos esclarecem que é preciso que todos nós consideremos que os animais diversos, a nos rodearem a existência de seres humanos em evolução no planeta Terra, são nossos irmãos menores, desenvolvendo em si mesmos o próprio princípio inteligente.

Se nós, seres humanos já alcançamos os domínios da inteligência desenvolvendo agora as potências intuitivas, eles, os animais, estão aperfeiçoando paulatinamente seus instintos na busca da inteligência da mesma maneira que nós humanos aspiramos alcançar algum dia a angelitude na Vida Maior, personificada em nosso mestre o Senhor Jesus, eles, os animais aspiram ser num futuro distante homens e mulheres inteligentes e livres. Assim sendo, nós podemos nos considerar como irmãos mais velhos e mais experimentados dos animais.

Deus outorgou aos homens a condição e proteção de nossos irmãos mais novos, os animais.

E o que é que esta humanidade tem agido em relação aos animais nos inúmeros séculos de nossa história?

Porventura nós, os homens, não temos nos transformado em algozes dos animais ao invés de seus protetores fiéis?

Quem ignora que a vaca sofre imensamente a caminho do matadouro?
Quem duvida que minutos antes do golpe fatal os bovinos derramam lágrimas de angústia?
Não temos treinado determinadas raças de cães exaustivamente para o morticínio e os ataques?
Que dizermos das caçadas impiedosas de aves e animais silvestres unicamente por prazer esportivo?
Que dizermos das devastações inconseqüentes do meio ambiente?

Tudo isto se resume em graves responsabilidades para os seres humanos.
A angústia, o medo e o ódio que provocamos nos animais lhes alteram o equilíbrio natural de seus princípios espirituais.

A responsabilidade maior recairá sempre nos desvios de nós mesmos, que não soubemos guiar os animais no caminho do Amor e do Progresso, seguindo a Verdade de Deus.

Cada animalzinho que passa em nossa vida, deixa um pouco do seu amor, e leva consigo o nosso carinho.
Esta é uma relação que transcende a vida terrena e perdura por toda a nossa existência.
Felizes daqueles que carregam consigo o olhar de gratidão de um caozinho feliz, recolhido do abandono das ruas, pois este amor é infinito e gratificante, e nos ensina a ser alguém melhor, um ser-humano de verdade.

domingo, 15 de março de 2015

A flecha que voa, o arco que permanece


Li, certa vez, um ditado: Ao pé do farol não há luz.
Mas o que dizer quando nos referimos não a uma proximidade geográfica, mas sim emocional, como a relação entre pais e filhos?
Somente hoje, distante dos meus pais, enxergo o suficiente para ver, com relativa nitidez, a luz de seu farol. Compreendo a liberdade acolhedora de seu amor que, à época, eu percebia como sufocante e limitador.
Foi preciso jogar-me ao mar, navegar nas águas e intempéries daquilo a que chamamos vida para vislumbrar, não somente o que me tornei, mas também para reconhecer a segurança do cais do qual parti.
Como todo jovem, clamava por liberdade. Aos pés do farol, contemplava deslumbrado o mar que à minha frente se expandia. Assim, tão cheio de possibilidades. E de perigos.
Perigos dos quais, por tantas vezes, fui alertado por meus pais que, com o farol de seu amor, iluminavam-me o caminho e a melhor rota a seguir.
Mas eu, que estava aos pés do farol, enxergava apenas a beleza do horizonte e meus olhos, teimosos e orgulhosos, não percebiam a dureza do percurso.
Hoje eu sou pai...

* * * * * * * * * * * * * * *

Meus filhos cresceram, amadureceram, ganharam mais e maiores responsabilidades e percebo que, como muitos pais, continuo a tratá-los como se tivessem a mesma idade, a mesma mentalidade, as mesmas fragilidades.
Agora compreendo que, para aprender a navegar, é necessário desafiar as tormentas e as borrascas do mar.
É chegada a hora de aceitar um dos mais difíceis e inevitáveis desafios da vida: se nossos filhos estão ao pé do farol, eles só poderão ver a luz se adentrarem ao mar.

Fala-nos o poeta Khalil Gibran: Vossos filhos não são vossos filhos.

São os filhos e as filhas da ânsia da vida por si mesma. Vêm através de vós, mas não de vós. E embora vivam convosco, não vos pertencem.
Podeis outorgar-lhes vosso amor, mas não vossos pensamentos, porque eles têm seus próprios pensamentos.
Podeis abrigar seus corpos, mas não suas almas; pois suas almas moram na mansão do amanhã, que vós não podeis visitar nem mesmo em sonho.
Podeis esforçar-vos por ser como eles, mas não procureis fazê-los como vós, porque a vida não anda para trás e não se demora com os dias passados.
Vós sois os arcos dos quais vossos filhos são arremessados como flechas vivas. O arqueiro mira o alvo na senda do infinito e vos estica com toda a sua força para que suas flechas se projetem, rápidas e para longe.
Que vosso encurvamento na mão do arqueiro seja vossa alegria: pois assim como ele ama a flecha que voa, ama também o arco que permanece estável.

* * * * * * * * * * * * * * *

Felizes aqueles que compreendem a dinâmica da vida.
Filhos, contemplem a vida em suas infinitas possibilidades, porém o façam através da luz que, zelosos, seus pais lançam sobre ela, a fim de protegê-los dos percalços do caminho.
Pais, tomem seus rebentos pelas mãos com o intuito de conduzi-los. Porém, lembrem-se de que guiar, indicar a direção a seguir, não é sinônimo de caminhar pelo outro.
Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita, com base no cap. Os filhos, do livro O profeta, de Khalil Gibran, ed. L&PM Pocket.
Em 6.3.2015.

sábado, 14 de março de 2015

Concurso elege as melhores fotos de cachorros de 2014


O site do The Kennel Club divulgou as fotos que foram eleitas as melhores da competição de fotógrafo de cachorro do ano de 2014. E tem um brasileiro na lista!

As fotos vencedoras vão aparecer em um grande telão no Crufts 2015, que é uma importante competição canina que acontece anualmente.

Além disso, as fotos também ficarão expostas na galeria de arte do The Kennel Club em Londres, até o dia 27 de março.
 
Veja as fotos vencedoras:


1º lugar na categoria "Melhor Amigo do Homem" - Carlos Aliperti do Brasil
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria "Melhor Amigo do Homem" - Emma Williams do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3º lugar na categoria “Melhor Amigo do Homem” – Denis Buchel da Bulgária 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

Vencedor geral e 1º lugar na categoria "Cachorros no Trabalho" - Steph Gibson da Austrália 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria “Cachorros no Trabalho” – Aleksandra Kaczor da Polônia 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3 º lugar na categoria "Cachorros no Trabalho" - Karsten Bidstrup da Dinamarca 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

1º lugar na categoria “Cachorros Brincando” – Art Burasz do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria "Cachorros Brincando" - Simon White do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3º lugar na categoria “Cachorros Brincando” – Kerry Jordan do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

1º lugar na categoria "Retrato" - Grzegorz Gebik da Polônia 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria “Retrato” – Alice Loder do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3º lugar na categoria "Retrato" - Dean Oseman do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

1º lugar na categoria “Eu amo cachorros porque…” – Abbie Lee do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria "Eu amo cachorros porque..." - Rebecca Lane do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3º lugar na categoria “Eu amo cachorros porque…” – Chris Faulkner do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

1º lugar na categoria "Filhotes" - Cat Race do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria “Filhotes” – Richard Ware do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3º lugar na categoria "Filhotes" - Diana Anderson da Austrália 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

1º lugar na categoria “Cães de serviço” – Ruud Lauritsen da Holanda 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

2º lugar na categoria "Cães de serviço" - Caroline Bridges do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

3º lugar na categoria “Cães de serviço” – Ffiona Erskine da Austrália 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

Menção honrosa - Rodrigo Alvarado da Austrália 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

Menção honrosa – Emily Canham do Reino Unido 
(Foto: Reprodução / The Kennel Club)

Menção honrosa – Kelly Miller da Austrália
 (Foto: Reprodução / The Kennel Club)


sexta-feira, 13 de março de 2015

Saudade não tem hora


Quando a barca da relação matrimonial começa a apresentar dificuldades, ameaçando soçobrar, de modo geral, os filhos percebem.
Embora os pais procurem disfarçar, mantendo o rol das discussões longe deles, o clima de desconforto do casal é percebido.
Até mesmo os bebês registram a psicosfera conjugal, que deixou de emitir vibrações de amor e harmonia. E, por não disporem da palavra para se manifestar, principiam a apresentar intranquilidade no sono, choramingos sem causa aparente, podendo evoluir para febres e infecções.
Crianças de pouca idade observam e, ante a saída rápida de um dos cônjuges para o trabalho, perguntam: Você não vai dar um beijo na mamãe?
E, quando não passa de um rápido pousar dos lábios no rosto, insistem: Não desse jeito. Beijo de verdade. Beijo de amor.
Se existem avós ou tios nas proximidades, não raro são surpreendidos com perguntas como: Posso ir na sua casa? Posso ficar com você?
Isso demonstra a inquietude quanto ao seu futuro. Se pai e mãe se separarem, para onde iremos?
E, na ausência de parentes próximos, os pequenos fazem as mesmas indagações a amigos ou vizinhos, na ânsia de garantirem, emocionalmente, um porto que lhes possa parecer seguro.
Finalmente, quando a relação se desfaz e um dos cônjuges deixa o lar, no balanço das emoções, o item perda irreparável se acentua.
Se adolescentes, as reações são as mais diversas, conforme a intensidade dos laços afetivos e de como interpretam a separação. Alguns se sentem literalmente traídos, outros se sentem abandonados, desprezados.
Dependendo dos motivos da separação, a questão se torna ainda mais nevrálgica.
Natural que se o casal descobre que não mais consegue viver sob o mesmo teto, compartilhando as dificuldades e o afeto, busque uma forma de melhor convivência.
Contudo, saudável que procure alternativas, antes da separação pura e simples. Importante que se indaguem o que os fez se unirem e conversem a respeito da possibilidade de investimento na continuidade do contrato matrimonial.
Não haverá ajustes a serem feitos, que permitirão o amadurecimento da relação e o consequente aparar das arestas?
Finalmente, se o caminho da separação se fizer inevitável, que os filhos não sejam esquecidos. Eles são a parte mais nobre e mais preciosa do inventário, na hora de se decidir quem fica com quem, em que condições.
Que, em nome da mágoa, não se criem empecilhos para o relacionamento com os filhos, que não se criem maiores entraves.
Guarda compartilhada, ajustes definidos de forma consensual ou não, os filhos são as joias que precisam ser preservadas de maiores prejuízos, nesse momento.
Lembramos de uma garotinha de seus três anos que, ante a saída do pai do lar, depressa aprendeu a digitar o número do seu telefone, para dizer: Pai,estou com saudades.
E, quando esse lhe dizia: Está bem, amor. Amanhã passo aí para lhe dar um abraço, ouvia a voz insistente: Pai, eu estou com saudades, agora!
Quem pode comandar a saudade, que é a manifestação do amor que deseja quem ama perto de si?
Pensemos nisso. E, em decisão tão importante, lembremos dos filhos, antes das deliberações da partilha do patrimônio, valores monetários e todos os demais detalhes.
Filhos – tesouro das nossas vidas. Pensemos neles!

Redação do Momento Espírita.
Em 4.3.2015.

quinta-feira, 12 de março de 2015

FamilyMart e Circle K dão início a negociações para se juntar no Japão


A rede de lojas de conveniência FamilyMart e o grupo Uny, detentora da rede Circle K Sunkus, iniciaram negociações para se juntar no Japão, informou a emissora NHK nesta sexta-feira.

As duas companhias juntas se tornariam a segunda maior rede de lojas de conveniência do país, perdendo apenas para o grupo 7 Eleven em termos de vendas. Mas em número de unidades elas ficariam iguais, com cerca de 17,6 mil cada.

A FamilyMart e a Circle K Sunkus ocupam, respectivamente, a terceira e a quarta posição no ranking do setor sobre vendas no Japão. Com a fusão, o montante subiria para ¥2,7 trilhões, superando a rede Lawson, atualmente em segundo lugar.

O setor de lojas de conveniência tem passado por dificuldades após a alta do imposto sobre consumo (shouhizei), em abril do ano passado. A intenção das duas empresas é aumentar o porte e diminuir os custos de operação.

Por enquanto, não há prazos definidos e a efetivação ou não da fusão deverá ser decidida durante as negociações. Uma resposta mais conclusiva pode ser anunciada ainda este mês.

quarta-feira, 11 de março de 2015

Banco de Dados Dos Imigrantes Japoneses no Brasil

Kasato Maru, o primeiro navio que levava imigrantes japoneses
 para o Brasil, em 1908

Em 2005 a associação Ashiato (pegadas, rastros), começou um trabalho incrível de fazer um Banco de Dados Digital de todos os Imigrantes Japoneses que foram para o Brasil entre os anos de 1908 à 1973, devido as comemorações do centenário da imigração japonesa em 2008.

Imaginem o trabalho que tiveram para reunir e digitalizar tudo isso...
Mas, o trabalho ficou perfeito e agora podemos descobrir em que navio e/ou ano nossos parentes viajaram para conquistar uma vida melhor no Brasil...


Para acessar o Banco de Dados dos Imigrantes Japoneses do Brasil, basta entrar no site do Museu Histórico da Imigração Japonesa (Museu Bunkyo) e acessar o banner que tem na lateral, escrito “Navios de Imigração” ou então você pode acessar o link diretamente no site Ashiato.

Digite os dados que souber sobre seu parente e depois clique no nome dele que vai aparecer outra lista com quem ele(a) viajou junto!!!

Eu em particular achei muito bom e interessante.

Espero que gostem!!!

terça-feira, 10 de março de 2015

Vamos Ajudar os Gatos de Rua do Japão!!!


Meus Amigos e Amigas,

como sabem, já adotei dois gatinhos de rua.
Hiro, o branco, eu mesmo que achei num parque aqui perto de casa.
Dengo, o pretinho, foi uma amiga, que tem uma ONG que trouxe ele aqui para casa.
Infelizmente, caso como esses são comuns em várias partes do mundo e aqui no Japão, não seria diferente.
Muitos deixam seus gatos "darem umas voltas" fora de casa, mas esquecem de castrá-los...
Na época do cio, os bichinhos acabam seguindo o instinto da Mãe Natureza... E acabam gerando mais pequeninos...
As ONGs estão cheias desses pequenos seres, que precisam de cuidados na saúde e na alimentação.
O que gera gastos permanentes...
Sim, porque como nós, eles precisam comer todos os dias... rs
Agora em abril, daqui a pouco, vão começar a nascer mais filhotes...
Eu já andei vendo algumas gatas de rua com um belo barrigão...
São novas despesas, pois os gatinhos achados nas ruas devem ser levados a uma clínica veterinária para fazerem exames, tomarem vacinas, remédios...
Tomam leite, comem ração...
Enfim, vários gastos.
Por isso gostaria de pedir a ajuda de vocês!!!
Estou juntando coisas para fazer um bazar para arrecadar dinheiro para ajudar estas ONGs.
Qualquer coisa.
Um livro, uma roupa (em bom estado né?! rs), um enfeite, um aparelho eletrônico que não estejam usando mais...
Eu mesmo estou revirando minhas coisas e já achei o suficiente para encher duas caixas grandes!!!
Quem quiser pode doar ração, leite próprio para gatos, comida em lata para gatos...
Enfim, qualquer coisa ou qualquer valor!!!
Sim, quem quiser ajudar com dinheiro, pode e agradeço!!!
Pois despesas na clínica veterinária existem e muito!!!
Quem quiser doar alguma coisa, pode trazer aqui em casa, pode mandar aqui para casa ou para uma das ONGs que quero ajudar.
É só entrar em contato comigo que passo o endereço!!!
Quem quiser ajudar com dinheiro, pode fazer a doação via Paypal que é uma das formas mais utilizadas nos dias atuais.
Tenho duas contas PayPal, uma no Brasil (para os amigos(as) Brasileiros que quiserem ajudar) e para os que estão no Japão e mundo a fora..
Quem estiver aqui no Japão, também pode depositar na minha conta do Correio.
Qualquer quantia será bem vinda!!!
E para quem puder, ajude com qualquer coisa.
Repito, um livro, uma roupa...

Para doações em Reais: clique aqui

Para doações em Yen ou Dólar: clique aqui

Depósito na conta do Correio: 


Quem me conhece, sabe que sou bem certinho, chego até a ser chato!!! rs
Por isso, podem confiar.
Meu objetivo é realmente ajudar estas ONGs, pois as despesas vão aumentar agora com os novos pequeninos.
Deem uma olhada em casa, nas suas coisas, que tenho certeza que vão achar algo para doar!!!
Comprem uma pacote de ração quando forem ao supermercado, ou algumas latinhas de ração, enfim, o que puderem!!!

Só ainda não sei exatamente o local do Bazar.
Estou pensando em fazer aqui mesmo em Nagoya depois que receber as doações!!!
Quem souber de um espaço, de alguém, enfim, seria de ótima ajuda!!!
Todos podem ajudar de toda forma.
Doando coisas, pedindo para amigos e familiares, divulgando a postagem...
Peço de coração, porque esses seres são indefesos e é nossa obrigação ajudá-los...
Para quem puder é claro!!!

"Deus outorgou aos homens a condição e proteção de nossos irmãos mais novos, os animais."

Abraxos!!!!