Google+ Followers

segunda-feira, 21 de julho de 2014

25 métodos para perder peso sem sofrimento


1. Mastigue bem os alimentos para facilitar a digestão e nos saciarmos, já que foi comprovado que sentimos fome durante 15 a 20 minutos.

2. Beba água entre as refeições, para ajudar o nosso corpo a eliminar toxinas. Se bebermos um copo de água antes de começar a comer, também conseguiremos controlar a ansiedade pela comida.

3. Consuma alimentos ricos em fibra: frutas, frutos secos, verduras, arroz integral etc. A fibra é muito saudável e nos ajuda a eliminar o que o corpo não necessita.

4. Evite o açúcar branco e substitua-o por stevia, por exemplo, que não tem calorias. Devemos observar também os alimentos que ocultam grandes quantidades de açúcar, como os bolos ou as bebidas com água.

5. Tome chás, como o chá verde ou o chá vermelho, que ajudam a queimar gordura e a evitar a retenção de líquidos.

6. Evite o sal, que causa retenção de líquidos. O melhor é consumi-lo em quantidades pequenas, usando também especiarias, alho, limão, vinagre e cebola para temperar as comidas.

7. Tome um café da manhã completo, pois nos ajuda a ter energia durante todo o dia e a não ficarmos beliscando. Escolha frutas, iogurte, torradas, batidas, frutos secos etc.

8. Faça uma janta leve, visto que o nosso consumo a partir das 8 horas da noite não é queimado e além disso prejudica o nosso fígado, podendo provocar insônia, prisão de ventre etc.

9. Coma uma fruta como lanche, que é rica em fibra e água, baixa em calorias e muito saciante.

10. Coma frutas e frutos secos em pequenas quantidades para evitar a prisão de ventre. Mesmo que sejam bastante calóricas, podemos comer uma pequena quantidade diária.

11. Coma habitualmente purês de verduras, que são saciantes e saudáveis. Inclusive, podemos adicionar algas, que aumentam a saciedade e nos dão muitos minerais.

12. Não faça dietas baixas em calorias ou ricas em proteínas, pois elas prejudicam a nossa saúde e fazem um efeito rebote depois de um determinado tempo. Procure um equilíbrio entre as frutas e os vegetais, cereais, legumes, proteína animal etc.

13. Coma abacaxi e mamão em jejum, já que ambos ajudam a eliminar líquidos e a limpar o organismo.

14. Não coma alimentos fritos ou processados, pois eles contêm grandes doses de gorduras pouco saudáveis. Se não tiver alternativa, procure consumir em pouca quantidade, combinando tais alimentos com saladas ou verduras e uma infusão digestiva.

15. Não abuse de nenhum alimento, especialmente dos que sabemos que não nos fazem bem, mas evite também “a dieta da alcachofra”, “a dieta da pera” etc. Cada alimento tem seus benefícios e o ideal é consumi-los moderadamente.

16. Tente preparar a sua própria comida e evite comer fora de casa, que geralmente é mais calórico e menos saudável.

17. Não coma diante a televisão, falando muito ou com preocupações, pois geralmente comemos mais do que precisamos e pode provocar má digestão.

18. Nunca fique cheio com suas refeições. Fique um pouco com a sensação de fome a qual desaparecerá depois de alguns minutos.

19. Não coma sobremesas depois das refeições. Melhor consumir doces de vez em quando e fora das refeições. Assim são melhor digeridos e saboreados.

20. Não coma frutas como sobremesa, já que dificulta a digestão. É melhor comê-las no meio da manhã ou da tarde. Duas exceções são a maça e a pera, que são consideradas neutras.

21. Consumir ginseng durante algumas semanas ajuda a ativar o metabolismo e a eliminar mais calorias.

22. Não abuse das farinhas nem dos lácteos, visto que há muitas pessoas que não os digerem bem e isso provoca depósitos de gordura em nosso corpo.

23. Faça exercícios regulamente, ao menos 3vezes na semana.

24. Acostume-se a subir escadas ao invés de usar o elevador, esta é uma maneira fácil de fazer exercício diariamente.

25. Não dê tanta importância à comida, desfrute dela com serenidade. É importante comer de modo saudável, mas se se torna uma obsessão afetará o nosso equilíbrio e nos custará muito atingir o peso ideal.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

Pesquisa indica que ouvir Katy Perry pode trazer felicidade


Pesquisa realizada em uma parceria do serviço de música digital via streaming Spotify e o professor de psicologia cognitiva e neurociência Jacob Jolij descobriu que ouvir Katy Perry, Coldplay e Avicii pode trazer a sensação de felicidade. Será?

O estudo as emoções sentidas entre as músicas das paradas de sucesso dos últimos 18 meses, levando em conta elementos como letra, escalas musicais e ritmo.

O ritmo da canção Birthday, de Katy Perry, encoraja o movimento, provocando sensação de felicidade. Já os acordes de Magic, do Coldplay, trazem sentimentos positivos, usados para superar o medo.

De acordo com o professor Jolij, a música pode liberar hormônios que mexem com o humor. Além de Katy Perry e Coldplay, a pesquisa contou com canções de Avicii, OneRepublic, John Legend, David Guetta e American Authors, analisando emoções felizes e as que provocam raiva e tristeza.

Veja a relação de músicas analisadas e a reação que cada um provoca:


Felicidade: Katy Perry – Birthday


Tristeza: OneRepublic – Something I Need

Otimismo: American Authors - Best Day of My Life 

Raiva: David Guetta – Bad 


Superação do medo: Coldplay – Magic 

Excitação: Avicii – Wake Me Up


Nostalgia: John Legend – All of Me

Fonte: R7

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Desabafo sobre o Processo Judicial - Cão luta contra o Cancer


Amigos e Amigas,

como sabem, o Cão a três anos atrás teve essa bola crescendo na perna dele.
Eu fui na Clínica Veterinária e pedi para que o Dono examinasse.
Ele examinou, fez exame e falou que era apenas uma bola de gordura.
Durante estes três anos nenhum outro médico veterinário me disse alguma coisa sobre essa bola, nada.
Não podem dizer que falaram algo e eu não entendi porque não entendo 100% do idioma japonês, porque antigamente tinha uma funcionária brasileira lá e depois, eu entendo sim e quando não entendo, sempre ligo ou peço para alguém me acompanhar.
Bom, como sabem a bola estourou, depois veio a cirurgia, depois a conversa com a ex mulher do dono que também é médica veterinária e que no fim, não assumiram o erro.
Tudo bem, ela disse que iria cuidar dali para frente, apenas ela, da saúde de meus filhos.
Disse também que era para eu ficar de olho nele, pois poderia aparecer outro tumor...
Até ai tudo bem.
Eu, o ignorante em assuntos de veterinária, imaginei que a Médica Veterinária, formada, com anos de experiência, iria fazer um exame completo no Cão após a cirurgia para ver se havia algum outro tumor.
Penso eu, o ignorante aqui, que seria o primeiro passo a ser dado, em vista que por um diagnóstico errado dado pelo ex marido dela, ele, o Cão, já está com câncer a três anos...
Mas, para minha surpresa, quem achou o segundo tumor, que vá lá, tinha seus 5 centímetros, fui EU!!!!
Lá fomos para a segunda cirurgia, mas é claro que desta vez fiz ela fazer um exame completo, para ver se não havia outro tumor nele.
A preocupação dela era se havia algum no pulmão e eu em qualquer lugar do corpo...
Agora, voltamos ao tratamento, que ela falou que iria ficar num tanto de ienes e já passou a muito tempo desse valor.
Não foi uma, ou duas pessoas que me falaram sobre processo.
Eu cheguei até marcar consulta com um advogado, mas sinceramente, desisti na última hora.
Existe uma revolta dentro de mim?! Ah!!! Existe sim!!!
Estou muuuito puto com a Clínica?! Ah! Podem ter certeza que sim!!!
Mas, não sei dizer o porque que não quero levar isso a diante.
Não quero um processo, não quero briga, não quero nada disso na minha vida.
Se eu ganhar, dizem que ganho tranquilo, teria dinheiro para pagar todas as contas com certeza, sendo que já fiquei sabendo que tem gente por ai que ganhou fortunas por menos.
Mas, sinceramente, não quero isso.
Quero terminar o tratamento do Cão neste clínica e procurar outra depois.
Não sei se estou certo ou errado, mas já tem tanta briga, problemas e outras coisas acontecendo na minha vida e no mundo todo, que não to afim de enfrentar mais uma.
Sim, eu sei que eu, o Cão principalmente e outras pessoas estão pagando "o pato", digo outras pessoas, porque muita gente anda me ajudando desde que tudo isso aconteceu, mas prefiro deixar nas mãos de Deus mais uma vez.
Mais uma vez vejo que eu errei, eu tinha que ter ido mais afundo nesse assunto e diagnóstico.
Como aconteceu comigo de pegar um péssimo médico de diabete, eu teria que ter ido a outra clínica ver se era apenas uma bola de gordura que o pequeno tinha.
Além disso, sei que foi justamente nesse período que os donos da clínica se separaram devido ao gênio do dono e depois disso, os problemas só aumentam.
Eu sei que o Cão e eu não temos nada haver com isso e pagamos o pato, mas resolvi deixar de lado, deixar nas Mãos de Deus.
Quem não erra?
Quem já não errou?!
Mas, como não dá para ser "cobaia" sempre, decidi que assim que o tratamento dele terminar, vamos a outra clínica.
Assim, eu decidi.
Pelo menos até agora rs
Porque se algo acontecer a ele nesse tempo por causa do tratamento....
Ai o bicho vai pegar... rs
Abraços.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Alimentos Perigosos para os Gatos



Os gatos e os cães têm organismos muito diferentes do nosso, ou seja, é preciso não esquecer que eles não são humanos. Os seus estômagos não digerem, ou têm muita dificuldade, em digerir certos alimentos "humanos":

Chocolate 


O chocolate tem teobromina (8 vezes mais no chocolate preto do que no branco). Esta substância vai entrar em choque com o organismo, pode causar desde vómitos e diarreia a aumento da actividade cardíaca ou mesmo ataques de epilepsia.

Cebola, Alho e alho francês 


Interferem com o sistema sanguíneo dos cães e gatos, diminuindo a quantidade de glóbulos vermelhos e provocando degenerescências e anemias. Os sintomas podem ser rápidos ou demorar alguns dias mas o melhor é levar o seu animal ao veterinário o mais rapidamente possível já que, em casos extremos, pode ser necessária uma transfusão.

Cafeína


Geralmente muito tóxica para os animais, com efeitos tanto no sistema nervoso e cardiovascular. Os efeitos secundários mais comuns são vómito, diarreia, alterações cardíacas, tremores, convulsões e mesmo morte.

Bebidas Alcoólicas 


Regra geral não são atractivas para os animais mas estes são muito pouco tolerantes aos seus efeitos adversos. Os sintomas são pouco específicos e passam pela excitabilidade ou depressão exagerada, aumento da frequência de micção, alterações cardíacas e respiratórias e eventualmente a morte. Em caso de suspeita contacte imediatamente um veterinário.

Alimentos ricos em gorduras 


São os preferidos de cães e gatos, mesmo entre as rações, as preferidas são as que têm maior teor de gordura. Mas o excesso de gordura pode causar pancreatite, uma doença grave cujo primeiro sintoma costuma ser o vómito incoercível. A diarreia pode também aparecer e a dor abdominal tende a ser forte o que faz com que os animais andem frequentemente com o dorso arqueado.

Laticínios
 
Não são muito prejudiciais e o iogurte ou queijo fresco até são recomendados. Mas, no geral, são mal tolerados já que os cães e gatos, a partir do desmame, deixam de produzir a principal enzima responsável pela digestão da lactose e assim podem surgir gases ou diarreias. Os produtos extremamente gordos como queijos curados podem originar também pancreatite.

Frutas 


As maçãs, pêssegos, cerejas, alperces ou ameixas podem, ingeridos em grande quantidade, podem causar toxicidade aos cães e gatos, por terem na sua composição, um derivado do cianeto. Os sintomas incluem dilatação das pupilas, hiperventilação e choque.

Abacates 


As folhas, frutos cascas e sementes de abacates contêm o derivado de um ácido gordo – a persina – tóxica para os gatos. Os principais sintomas desta intoxicação incluem dificuldade respiratória, dor abdominal e acumulação de fluidos na cavidade torácica.

Fermento em pó


Constituído por agentes levedantes e bicarbonato de sódio, quando ingeridos em grandes quantidades podem causar desequilíbrios electrolíticos (baixa concentração de cálcio e potássio no sangue e/ou subida do sódio) e, consequentemente, insuficiência cardíaca congestiva ou espasmos musculares.

Adoçante (xylitol) 


Neste grupo também fazem parte os doces, rebuçados, as pastas de dentes, líquidos para higiene bucal e qualquer alimento que possa ter sido confeccionado com este adoçante.

Uvas e passas 


Já foram reportados casos de intoxicação renal em animais que ingeriram uma grande quantidade, não se sabe exactamente qual é a quantidade tóxica. A consequência pode ser uma lesão permanente dos rins.

Pimenta e especiarias


Também são de evitar, podem causar diarreia e indisposição nos gatos. E nada de alimentos confeccionados e picantes, como salchichas, enchidos ou chili.
O Louro e noz-moscada, podem ser tóxicos, mesmo para humanos, quando ingeridos em grandes quantidades. Nenhum deles costuma ser adorado pelos animais mas, em caso de ingestão, poderão causar sintomas nervosos como tremores, convulsões ou mesmo a morte.

Fígado


Os gatos gostam de fígado e este aparece na composição de muitas raçoes e patês mas quando tomado em grandes quantidades, os gatos podem contrair hipervitaminose A, que pode tornar-se um problema muito sério ou até mortal. As quantidades de fígado nas rações e patês são controladas, não sendo maléficas.

Carne, peixe crus


Ainda que os gatos gostem de carne crua, peixe ou ovos, estes são potencialmente perigosos quando ingeridos crus. A carne crua pode conter parasitas e bactérias perigosas. Ao preparar comida caseira para o seu gato, deve sempre cozinhar a carne, de modo a evitar que o animal se exponha à Toxoplasmose, a qual pode estar presente na carne crua.
Um gato alimentado unicamente com peixe pode mostrar deficiência de vitaminas B1 e E, enquanto uma dieta só com carne magra produz deficiências vitamínicas e de cálcio. Algumas espécies de peixes crus – especialmente a carpa e o arenque – contêm tiaminasa, que é uma enzima que destrói a vitamina B1, a qual é eliminada na cozedura.
O peixe enlatado como por exemplo o atum ou as sardinhas não é saudável, excepto em quantidades pequenas como no caso de uma guloseima ocasional. Estes enlatados conservados em óleo são ricos em polinsaturados, os quais são difíceis de serem metabolizados pelos gatos.

Ovos Crus


Os ovos crus, quando dados frequentemente, podem causar uma deficiência de uma vitamina essencial chamada “biotina”. Por precaução quando der ovo cru, ofereça apenas a gema de ovo, a clara não pois a vitamina B é prejudicial ao gato.

Outros alimentos que podem ser tóxicos.
  • Nozes
  • Sementes de maçã
  • Caroços de frutas, especialmente de pêssego, nectarinas, alperce, ameixas e cerejas
  • Alimentos com bolor (fruta, pão, leite azedo)
  • Sementes de mostarda
  • Folhas de Ruibarbo
  • Folhas e caules de Tomate

Ração para cão 


Não se deve dar comida para cão ao gato. A comida para cães é nutricionalmente deficiente para os gatos. Os gatos necessitam de quase mais 5 vezes proteínas que os cães. Contudo, ao contrário dos cães, os gatos não armazenam proteína excessiva e precisam de a repor quase diariamente. Além disto, a comida para cães é deficiente num aminoácido muito importante para os gatos, chamado “taurina”. Uma dieta deficiente me taurina pode levar à cegueira, problemas de reprodução, cardiomiopatia a mesmo morte resultante de um ataque cardíaco. Os gatos também necessitam de tomar diariamente vitamina B em maior quantidade do que os cães.


terça-feira, 15 de julho de 2014

Cão 3 semanas após a Cirurgia - Cão luta contra o Cancer



Amigos e Amigas,

sei que estou devendo notícias, mas além da falta de tempo, achei melhor esperar tudo se resolver primeiro para escrever... rs
Cão tirou alguns pontos depois de uma semana e o resto na semana seguinte!!!
Alguns ainda vão demorar três meses para sair, mas são aqueles feitos de um material que o corpo absorve.
Houve um pequeno problema em um dos pontos, mas tudo se resolveu!!!
Semana passada ele já voltou a tomar os remédios para o tratamento contra o cancer e vamos que vamos!!!
Ele está bem.
Brinca, corre, faz charme... rs O Cão de sempre!!!
Quero aproveitar para agradecer o apoio de todas as pessoas que estão orando e mandando pensamentos e energias positivas ao Cão e a todos Nós!!!!
Essa batalha começou a meses atrás, quando a minha amiga Claudina me apoiou muuuito nos levando a clínica, fazendo tradução e nos dando força.
Existem tantas pessoas que tenho que agradecer, que nem sei por onde começar...
Cada uma nos ajudou ou está nos ajudando de alguma forma, da forma que pode e não importa como, mas estão ao nosso lado!!!
Tem pessoas que estão mais que presentes no fato de sempre estarem escrevendo, me perguntando as coisas.
Apesar de certas horas achar que vou ficar doido, que não vai dar para continuar a luta, tem sempre alguém que chega e mostra o contrário e por isso só tenho a agradecer à todas as pessoas que estão conosco nessa luta de alguma forma!!!
Obrigado mesmo!!!
Abraços e beijos!!!!

sábado, 12 de julho de 2014

Grupo Gatos de Rua de Iwata



Olá Amigos e Amigas!!!
Hoje eu venho dedicar esta postagem ao Grupo "Gatos de Rua de Iwata".
É um grupo de pessoas aqui do Japão que também tem como objetivo acabar com esse abandono de gatos pelas ruas...
Ainda não conheço bem o trabalho deles, mas pelo pouco que vi é muito bonito.
Apesar que de onde não é belo o trabalho de cuidar de animais de rua, não é mesmo?
Tem cada gatinho que eu juro, se pudesse enchia minha casa com todos eles rs
Resgatam bebês, mães grávidas, alguns apenas para castrar... Enfim, uma infinidade...
E é claro que precisam de ajuda financeira para arcar com os gastos, rações e muita areia para dar conta de tantos gatinhos... rs
Eu não sei se eles fazem bazares para arrecadar fundos, mas eu acredito que também o fazem, então, podem mandar aqueles presentes que nunca usaram para eles ou aquelas coisas que compraram e nunca usaram... rs
Lembrem-se que dizem que para "entrar coisas novas em nossas vidas, devemos tirar aquilo que não nos serve mais"...
Isso mesmo, vamos reciclar as coisas, as energias fazendo algo de bom para alguém!!!
Ajude com o que puder!!!

Site: http://www.anjinhosdoasfalto.com/index.html
 
E curtam as fotos de alguns dos pequeninos que foram resgatados por eles!!!





Endereço do Grupo:

438-0232
Iwata-shi 
Kawabukuro 1817 3 
Haitsu Asaiama 101 

Tel: 080-3489-2975

Número da conta:

Ajudem por favor!!!
Abraços mil!!!!

PS.: Pessoal, ¥ 1.000 que seja, não vai deixar ninguém mais pobre rs e ajuda bastante!!! rs

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Tecnologia e responsabilidade






É lugar comum dizermos que vivemos em um mundo tecnológico.


Nada mais explícito e presente do que a tecnologia, nos dias atuais.

Ela abraça todas as nossas atividades, nossas relações, nosso cotidiano.

Se vamos ao banco, lá está o caixa eletrônico, o cartão magnético, a dispensar funcionários.

Se vamos viajar, são inúmeras as possibilidades de aquisição de passagem, reservas de hotéis, restaurantes, tudo à distância, sem recurso humano nenhum, apenas com o teclado e a internet a nos prover as necessidades.

Mesmo quando vamos às compras, a tecnologia lá está, a possibilitar tudo adquirirmos sem nem ao menos sair de casa.

Embora tantas facilidades, recursos e máquinas admiráveis, tudo isso é apenas tecnologia, nada mais.

Existem os arautos do mundo moderno que creem que ela possa tudo substituir.

Há os apressados que imaginam a tecnologia como a grande deusa moderna, suprindo todas as necessidades humanas, plena e satisfatoriamente.

Porém, não podemos esquecer que ela é simples instrumento que nos facilita o dia a dia, possibilitando continuarmos a viver a vida, na plenitude que ela merece.

Não há como imaginar algum aparato tecnológico a substituir o carinho de mãe, a atenção do pai, as preocupações na educação do filho.

Verdade que não são poucos aqueles que delegam o tempo precioso de convivência para os tablets, games, programas de TV.

É impensável que alguma invencionice humana possa substituir a conversa leve e solta com um amigo, a troca de ideias e a brincadeira divertida que nasce da intimidade daqueles que se querem bem.

Porém, é crescente o número dos que, por conveniência, trocam o convívio social pelos relacionamentos inventados e imaginários das redes sociais e dos bate-papos virtuais.

Se, no convívio da família, é que buscamos esteio, referência, amparo, assim como somos chamados a amparar e dar sustento, não haverá possibilidade de máquina alguma substituir essas relações, que geram crescimento e aprendizado.

Entretanto, existem os que preferem os relacionamentos à distância, dando notícias vez por outra em mensagens vazias de significado ou em encontros breves nas telas dos computadores, para logo mais desplugar-se, sem outro compromisso maior.

Pensemos que estes dias de tecnologia geram em nós a responsabilidade de bem conviver com ela.

Dar-lhe a medida adequada, a fim de se utilizar dela sem fazer-se escravo.

Ter a clara noção de sua abrangência e utilidade, mas nunca tê-la como substituta das coisas da alma e do coração.

Portanto, estes não deixam de ser dias de aprendizado, para que a tecnologia não nos embruteça, não nos torne frios ou nos tire todo o significado da existência.

Afinal, o homem tecnológico é aquele que se utiliza da tecnologia para facilitar sua vida e usa com sabedoria o tempo livre que ela lhe possibilita, para investir nas coisas que lhe são caras ao coração.

Pensemos nisso.

Redação do Momento Espírita.
Em 5.7.2014.

Fonte: Momento Espírita

quinta-feira, 10 de julho de 2014

Pedido de Ajuda aos Gatos de rua do Japão


 (foto tirada do perfil da Neusa Gonçalves)

Infelizmente no mundo todo há animais abandonados pelas ruas...
Em alguns países, mais, em outros menos...
Apesar do Japão ser um país de primeiro mundo, existe muitos gatinhos abandonados pelas ruas...
Não vemos cachorros abandonados pelas ruas, isso é verdade.
Mas, isso só acontece, porque são deixados nas prefeituras ou nos zoológicos das cidades e depois vão para a camara de gás.
Vejam estas postagens aqui do blog:




(foto tirada do perfil da Neusa Gonçalves)

Já os gatinhos, ficam espalhados pelas ruas.
Como sabem, o Hiro, novo membro da nossa família, foi encontrado em uma praça, como vários outros que são adotados por várias pessoas.
Muitos são achados ainda bebês, como aconteceu comigo mesmo e podem conferir nesta postagem neste link GATOS ABANDONADOS NAS RUAS DO JAPÃO.
Eu realmente não tive tempo para cuidar dos pequeninos e apesar deles não terem sobrevivido, quem cuidou deles foi a Fabi, da cidade de Toyota.
A Fabi na verdade, ajudou a Neusa, uma pessoa de muita luz, que faz um trabalho muito lindo em Shizuoka-Ken, na cidade de Kosai.
A Neusa (clique aqui para ver o perfil no facebook), me ajuda com conselhos desde que achei o Hiro no parque rs. Ela me atura a quase um ano!!! rs

 (foto tirada do perfil da Neusa Gonçalves)

Ela resgata gatinhos das ruas e cuida deles com muito amor e carinho, com ajuda de amigos e família.
Tenta achar um lar definitivo para esses pequenos e fica com aqueles que não conseguem.
Tudo isto gera um gasto imenso... Acho que podem imaginar...
E por isso venho aqui hoje, pedir para quem pode ajudar.
Pode ser através de ração, areia, dinheiro... Enfim, o que puderem...
Até coisas que ganhamos e não usamos podemos mandar para ela vender em bazares que faz para arrecadar dinheiro.
Porque aceitando ou não a ideia, gatos não vivem apenas de ração rs, precisam tomar vacinas e etc.
Ainda mais aqueles que chegam da rua, passam por exames de aids felina, leucemia e etc...
Por isso, quem puder ajudar com qualquer coisa ou quantia, Nós, Os Cachorros e a Neusa e os Gatinhos e Gatinhas, agradecem!!!

Quem puder ajudar com dinheiro, eis os dados da conta bancária:


 Quem quiser ajudar com rações, areia ou outra coisa eis o endereço:

〒 431-0303
SHIZUOKA-KEN KOSAI-SHI
ARAI-CHO
HAMANA 2109-1

Conto com vocês!!!
Ah! Quem não puder ajudar com algo, pode pelo menos divulgar esta postagem, quem sabe assim chegue a alguém que possa, né?!
Obrigado!!!!
Abraços mil!!!

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Obrigado as duas amigas, Neusa e Sílvia!!!


Desde quarta-feira passada as coisas por aqui andam bem corridas rs
Sem tempo nem para pensar...
Por isso peço desculpas, mas não tive como agradecer antes!!!
Semana passada chegou aqui em casa uma caixa com uma doação/ajuda de duas amigas queridas, a Neusa (clique aqui para ver o perfil no Facebook) e a Silvia (clique aqui para ver o perfil no Facebook).
Neusa eu conheço a quase 20 anos rs e a Silvia foi apresentada pela Neusa e nos conhecemos a um ano mais ou menos.
Quero agradecer de coração a ajuda das duas!!!
As crianças com certeza amaram!!! rs
Beijos e que Deus as abençoe!!!


sexta-feira, 4 de julho de 2014

A História da Cebola


As cebolas são pequenas e seus tecidos deixam pouco ou nenhum rastro, por isso não há nenhuma opinião conclusiva sobre o local exato e tempo do seu surgimento. Muitos arqueólogos, botânicos e historiadores de alimentos acreditam que as cebolas tenham origem na Ásia Central. Outra pesquisa sugere que cebolas apareceram primeiro no Irã e no Oeste do Paquistão.

Presume-se que nossos ancetrais descobriram e começaram a comer cebolas selvagens muito cedo - muito tempo antes do cultivo ou até mesmo da invenção da escrita. Muito provavelmente, este humilde vegetal foi básico na dieta pré-histórica.

A maioria dos pesquisadores concordam que a cebola vem sendo cultivada há cinco mil anos ou mais. Considerando que as cebolas cresceram selvagens em várias regiões, elas provavelmente foram consumidos por milhares de anos e foram “domesticadas” simultaneamente no mundo inteiro. Cebolas podem ser uma das culturas mais antigas porque eram menos perecíveis que outros alimentos, eram transportáveis, de fácil crescimento e podiam ser cultivadas em uma grande variedade de terras e climas. Além disso, a cebola era útil para sustentar a vida humana. Cebolas preveniram a sede e poderiam ser desidratadas e preservadas para consumo posterior, quando comida fosse escassa.

Enquanto o lugar e a época da origem da cebola ainda são um mistério, há muitos documentos antigos que descrevem sua importância como alimento e seu uso em arte, medicina e mumificação.

Cebolas já cresciam em jardins chineses há cinco mil anos e também são citadas em algumas das escritas Védicas mais antigas da Índia. No Egito, as cebolas já eram consumidas em 3.500 A.C. Há evidência que os sumérios cultivavam cebolas já em 2.500 A.C. Um texto sumério de aproximadamente 2.500 B.C. narra alguém arando o canteiro de cebolas do governo de uma cidade.

No Egito, cebolas eram de fato um objeto de adoração. A cebola simbolizava eternidade dos egípcios, que enterravam cebolas junto com seus Faraós. Os egípcios viam vida eterna na anatomia da cebola por causa de sua estrutura de “círculos-dentro-de-círculos”. Pinturas de cebolas podem ser vistas nas paredes internas das pirâmides e nas tumbas do Velho e do Novo Reinados. A cebolas são mencionadas como oferendas de funerais, são descritas nas mesas dos grandes banquetes - cebolas grandes, descascadas e esbeltas - e são mostradas nos altares dos deuses.


Freqüentemente são vistas pinturas de sacerdotes com cebolas nas mãos ou cobrindo altares com suas folhas ou raízes. Em múmias, freqüentemente são achadas cebolas nas regiões pélvicas do corpo, no tórax, achatadas contra as orelhas e na frente aos olhos. Foram achadas cebolas florescentes no tórax, nas solas dos pés e ao longo das pernas. Rei Ramses IV que morreu em 1160 A.C., foi enterrado com cebolas nas órbitas oculares. Alguns egiptólogos teorizam que cebolas podem ter sido usadas porque acreditava-se que seu cheiro forte e/ou poderes mágicos incitariam o morto a respirar novamente. Outros egiptólogos acreditam que era porque cebolas já eram conhecidas pelas suas qualidades antissépticas, o que era interpretado como mágico e útil na vida após a morte.

No Velho Testamento, Números 11:5, as crianças de Israel lamentaram a dieta escassa obrigada pelo Êxodo: “Lembramo-nos dos peixes que, no Egito, comíamos de graça; dos pepinos, dos melões, dos alhos silvestres, das cebolas e dos alhos.”

Na Índia já no sexto século antes de Cristo, o famoso tratado médico Charaka - Sanhita celebra a cebola como medicamento - um diurético, bom para digestão, o coração, os olhos e as juntas.

Igualmente, Dioscorides, médico grego no primeiro século depois de Cristo, descobriu vários usos medicinais das cebolas. Os gregos usavam cebolas para fortalecer os atletas para os Jogos Olímpicos. Antes de competição, atletas consumiriam libras de cebolas, bebiam suco de cebola e esfregavam cebolas nos corpos.

Os romanos comiam cebolas regularmente e levaram-nas em viagens para suas províncias na Inglaterra e Alemanha. Plinio o Ancião, agudo observador romano, descreveu as cebolas e repolhos Pompeia. Antes que fosse morto pelo Vesúvio, Plinio o Ancião catalogou as convicções romanas sobre a eficácia da cebola em curar problemas de visão, induzir o sono, curar feridas da boca, mordidas de cachorro, dores de dente, disenteria e lumbago. Pesquisadores da Pompeia soterrada acharam jardins onde, da mesma maneira que Plinio tinha dito, as cebolas tinham crescido. Os bulbos tinham deixado cavidades denunciadoras no chão.


Apicius, o gourmet romano, escreveu um dos primeiros livros de receitas (datados do oitavo e nono séculos depois de Cristo), incluindo muitas referências a cebolas.

Antes da Idade Média, os três legumes principais de culinária européia eram feijões, repolho e cebolas. Além de servir como uma comida para pobres e ricos, eram prescritas cebolas para aliviar dores de cabeça, mordidas de cobra e perda de cabelo. Elas também eram usadas como pagamentos de aluguéis e presentes de casamento.

Na América do Norte, os primeiros peregrinos trouxeram cebolas com eles no Mayflower. Porém, eles descobriram que os índios americanos nativos já usavam cebolas selvagens de uma grande variedade de modos, comendo-as cruas ou cozidas, como tempero ou legume. Tais cebolas também eram usadas em xaropes, como cataplasmas, como ingrediente em tinturas e até mesmo como brinquedos.


quarta-feira, 2 de julho de 2014

Hiro Chan, o novo membro da família, Nós, Os Cachorros


rs.
Só rindo mesmo!!!
Só hoje percebi que nunca escrevi aqui sobre o Hiro Chan... rs
Então vamos lá... rs
Em julho do ano passado, eu estava trabalhando de dia..s
Tirando um pouco de folga da noite, pois estava muito estressado rs
Eu pegava trêm para trabalhar e atravessava uma praça para chegar ao trabalho.
Um dia, passei e senti algo na minha perna e levei um susto!!! rs


Não é que era um gatinho, todo branco que tinha saído de um arbusto?!
É claro que não resisti e brinquei um pouco com o pequeno, mas logo fui trabalhar.
No dia seguinte a mesma coisa: o pequeno sai do arbusto e vem brincar comigo.


Passaram os dias e vejo que o pequeno continua ali e comecei a levar ração para ele, de cachorro, mas estava levando... rs
Ele sempre que me via, vinha ao meu encontro e eu dava a ração e brincava um pouco com ele.
Um dia, uma senhora japonesa viu ele no meu colo e se espantou, falou que sempre tentava pegar ele, mas ele fugia rs
Disse que levava atum em lata para ele, mas que ele não saia do arbusto de jeito nenhum rs
Eu me senti rs, pois ele sempre vinha ao meu encontro.
Um dia, estava uma tempestade daquelas, estava passando um tufão, então, muito vento, muita chuva...
Eu sai correndo do trabalho para a estação, pois o guarda-chuva de nada adiantava...
Quando passei pela praça, não é que o bichano veio atrás de mim?!
Fiquei com dor no peito, mas não podia fazer nada...


No dia seguinte, pedi para sair mais cedo, pois era sexta e queria ir a uma reunião numa casa espírita que tinha conhecido.
Como estava meio atrasado, corri de novo para não perder o trem e não é que o bichano correu atrás de mim de novo?!
Mas, nesse dia eu estava com a conciência tão pesada do dia anterior, que não resisti e parei para dar atenção ao pequeno rs
Como sempre, sentei no chão e ele já veio para meu colo se roçando todo rs
Liguei para várias pessoas perguntando se ninguém o queria, mas sem sucesso rs
Bom, não teve outra, passei no Cainz Home (home center), comprei comida para ele, banheiro e mandei mensagem no celular do meu amigo Arley que trabalha comigo para que assim que saísse do trabalho, NOS levasse para minha casa rs
Pois é, não dava para deixar aquele pequeno lá... rs
Meu amigo me achou doido como sempre rs
Bom, como ele é um gato e veio da rua e poderia ter doenças, deixei ele na cozinha rs
Mas, ele não me deixava em paz!!!


Ficou grudado o tempo todo comigo, tanto que dormi na cozinha junto a ele!!! rs
Mas, o mais interessante rs, é que eu até então, chamava ele de LINDA, pois não vi nada "ali em baixo" e ele fazia xixi sentadinho como uma cachorrinha... rs Para mim, era fêmea...
Os cachorros estavam todos curiosos, mas não deixei ele chegar perto, até mesmo porque ele ficou bem arisco...


No dia seguinte fomos a clínica Veterinária...
O médico examinou e me falou que era um MENINO... até me mostrou no "negócio" dele, porque eu não acreditava... kakakakakkaka
Rimos muito!!!
Ai ele me falou que ele tinha por volta de apenas 4 meses... rs
Vacinas, exames e voltamos para casa!!!
E eu tentando achar com amigos e amigas uma pessoa para ficar com ele.
Deixei a porta da cozinha aberta, porque estava muito quente em pleno verão japones e como as crianças teriam que conviver um tempo juntas, tinham que se entender...
Logo no sábado ele, Hiro, foi para a sala e já deitou na cama, claro que depois de um belo banho, pois estava imundo!!! rs


Deitou bem no meio da cama e colocou, digamos assim, os cachorros todos num cantinho da sala... kakakakaka Dominou geral!!!


No domingo, fez amizade com o Cão, claro!!! O Cão tinha que ser o primeiro a conquistar a amizade dele!!!
Só sei que na terça-feira, todos já estavam entrosados, dormindo junto e Pingo e Hiro só sabiam é brincar um com o outro!!!
Nesse tempo, dias, nasceu o filho de um grande e querido amigo.
O bebê estava com problemas de saúde e sem entrar em muitos detalhes ou nenhum digamos assim, eu fiz uma promessa.
Não sou muito de promessas, mas o amigo é grande amigo e o bebê já era um sobrinho mais que amado.
O menino ficou bom e assim, o Hiro ficaria aqui em casa como pagamento da promessa!!!
Fez um ano em abril (data estipulada pelo médico veterinário) e já está conosco a 11 meses, nos dando muito amor e alegria!!!
Mas, depois escrevo o que ele andou aprontando no começo... rs