Google+ Followers

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

A maior dor


Qual é a maior dor?

Você já pensou nisso?

Um jovem deixou um bilhete aos familiares, pouco antes de cometer suicídio, e expressou no papel o que estava sentindo.

Disse ele que a maior dor na vida não é morrer, mas ser ignorado.

É perder alguém que nos amava e que deixou de se importar conosco. É ser deixado de lado por quem tanto nos apoiava e constatar que esse é o resultado da nossa negligência.

A maior dor na vida não é morrer, mas ser esquecido. É ficar sem um cumprimento após uma grande conquista.

É não ter um amigo telefonando só para dizer Olá. É ver a indiferença num rosto quando abrimos nosso coração.

O que muito dói na vida é ver aqueles que foram nossos amigos, sempre muito ocupados quando precisamos de alguém para nos consolar e nos ajudar a reerguer o nosso ânimo.

É quando parece que nas aflições estamos sozinhos com as nossas tristezas. Muitas dores nos afetam, mas isso pode parecer mais leve quando alguém nos dá atenção.

* * *

É bem possível que esse jovem tenha tido seus motivos para escrever o que escreveu. Todavia, em nenhum momento deve ter pensado naqueles que o rodeavam.

Se pudesse sentir a dor de um coração de mãe dilacerado ante o corpo sem vida do filho amado...

Se pudesse experimentar o sofrimento de um pai que tenta, em vão, saber do filho morto o que o levou a tamanho desatino...

Se sentisse o desespero de um irmão que busca resposta nos lábios imóveis do ser que lhe compartilhou a infância...

Se pudesse suportar, ainda que por instantes, a dor de um amigo sincero a contemplar seus lábios emudecidos no caixão, certamente mudaria seu conceito sobre a maior dor.

* * *

Se você pensa que está passando pela maior dor que alguém pode experimentar, considere o seguinte:

Uma mãe que chora sobre o corpo do filho querido que foi alvo das bombas assassinas, em nome das guerras frias e cruéis.

Uma criança debruçada sobre o corpo inerte da mãe atingida por granadas mortíferas.

Um órfão de guerra que é obrigado a empunhar as mesmas armas que aniquilaram seus pais...

Um pai de família que assiste o assassinato dos seus, de mãos amarradas.

Enfim, pense um pouco nessas outras dores...

Pense um pouco nos tantos corações que sofrem dores mais amargas que as suas.

E se ainda assim você estiver certo de que a sua dor é maior, lembre-se daquela mãe que um dia assistiu a crucificação do Filho inocente, sem poder fazer nada.

Lembre-se também Daquele que suportou a cruz do martírio mas não perdeu a confiança no Pai, que tudo sabe.

E se ainda assim você achar que é o maior dos sofredores, considere que talvez o egoísmo esteja prejudicando a sua visão.

* * *

Pense nisso!

Descobrir qual é a maior dor, é muito difícil.

Mas a maior decepção é fácil de deduzir.

É a daqueles que se suicidam pensando que extinguirão a vida e com ela todos os problemas.

Esses saem do corpo, mas, indubitavelmente, não saem da vida e, muito menos, acabam com os problemas.

Portando, por mais difícil que esteja a situação, nunca vale a pena buscar essa porta falsa, chamada suicídio.

É importante lembrar sempre: por mais escura e longa que seja a noite, o sol sempre volta a brilhar.

E por mais que pensemos estar na solidão, temos sempre conosco um amigo fiel e dedicado que jamais nos abandona: o meigo Rabi da Galiléia.

Pense nisso!

Redação do Momento Espírita, com base em
mensagem volante sem menção ao autor.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 6, ed. Fep.
Em 29.09.2009.

Folhas artificiais são mais eficientes que os painéis solares


A natureza é sábia e não é a toa que muitas vezes serve de inspiração para muitos. É o caso das folhas artificiais capazes de gerar eletricidade ainda melhor que os conhecidos painéis solares. Estas estão cobertas por materiais como nanotubos de carbono num composto de gel de base de água combinado com substâncias sensíveis a luz como a clorofila.

O intuito é imitar o processo da fotossíntese, pois são os próprios raios solares que ativam as moléculas sensiveis a luz, criando assim, eletricidade.

A ideia realmente parece ter futuro pois as folhas artificiais além de serem mais ecológicas são mais baratas que os painéis solares. O projeto ainda está numa fase que precisa se aperfeiçoar para poder ser colocado nas cobertas de edifícios como é a intenção dos pesquisadores responsáveis da Universidade Estatal da Carolina do Norte nos EUA.

Fonte: http://www.fayerwayer.com.br/

Os animais também são destros ou canhotos?


Sim, como ocorre com os seres humanos, os animais têm a tendência de usar mais um lado específico do corpo que o outro. Mas tudo indica que, assim como nós, os bichos destros são a maioria. "Pesquisas feitas com chimpanzés, macacos-pregos e saguis revelaram que a maioria dos indivíduos prefere usar a mão direita", afirma o neurocientista Carlos Tomaz, da Universidade de Brasília (UnB). Ou seja, a maior parte desses primatas é destra, mas alguns indivíduos são, sim, canhotos. Autores de um recente estudo feito com camundongos chegaram a conclusão semelhante. "Com base nessas pesquisas, é preciso rever o conceito de que ser destro ou canhoto é uma qualidade exclusiva dos seres humanos", afirma o especialista. Na população humana, por volta de 98% dos indivíduos são destros. Os cientistas não sabem exatamente o que define se alguém - e muito menos um bicho - vai ser destro ou canhoto, mas creem que isso é fruto de uma determinação genética. Uma corrente de estudiosos acredita que a preferência pelo lado direito tenha origem na própria evolução humana, que levou a uma especialização do nosso cérebro. Como se sabe, o cérebro humano é dividido em dois hemisférios, sendo que cada um deles controla a parte oposta do corpo - o hemisfério esquerdo controla o lado direito, e vice-versa. Como o lado esquerdo do cérebro é responsável pela função motora, a maioria das pessoas teria mais habilidade com o lado direito do corpo. Isso explicaria por que a maioria de nós é destra.

Fonte: http://mundoestranho.abril.com.br

Vegetais congelados são mais nutritivos


Desde que o médico e inventor americano John Gorrie (1803-1855) desenvolveu os primeiros sistemas de refrigeração, em 1850, a dificuldade para conservar alimentos nunca mais foi a mesma. Tudo bem que a proliferação das geladeiras domésticas só se deu anos depois, na década de 1920, mas a revolução havia começado, disparando descobertas muito além da máquina de fazer gelo. A notícia mais quente sobre o assunto mostra que o congelador, mais que solidificar água, é capaz de preservar nutrientes dos alimentos que, de outra forma, iriam para os ares.

O achado vem do Instituto de Pesquisa em Alimentação do Reino Unido (IFR Extra), onde se analisou o valor nutricional de vegetais como couve-flor, ervilha e cenoura 16 dias após a colheita, tempo médio que eles levam para chegar à mesa. À temperatura ambiente, as perdas de nutrientes alcançaram patamares entre 10 e 25%. As vítimas preferenciais foram as vitaminas. O estudo verificou prejuízos nos níveis da C, uma aliada das defesas, e nos de betacaroteno, precursor da vitamina A, que é essencial para a gente enxergar bem. Essas substâncias são classificadas como termolábeis — ou seja, sensíveis ao calor. “Por isso, quando os alimentos são refrigerados logo depois de colhidos, evita-se uma perda de seus nutrientes”, afirma Maria Elisabeth Machado Pinto e Silva, professora de nutrição da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo.

O feijão verde é outro que se beneficia dessa estratégia gelada. Um trabalho conduzido pela nutricionista Barbara Klein, da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, prova que essa vagem retém o dobro de vitamina C quando refrigerada. “Antes do congelamento, os vegetais passam por um processo conhecido como branqueamento, que é um cozimento rápido em água quente”, explica Barbara. Graças ao procedimento, são inativadas enzimas responsáveis por acelerar a extinção vitamínica. À temperatura ambiente, nem mesmo a embalagem natural das hortaliças, a casca, consegue barrar esse fenômeno.

A pausa na linha do tempo dos vegetais ocorre tanto no congelamento industrial quanto no doméstico. Porém, na indústria, além de a temperatura ser muito mais baixa, ele é instantâneo, formando cristais de gelo minúsculos. Em casa, a história é outra — e mais demorada. Além disso, as gotículas de água se unem em blocos que, ao se solidificarem, podem romper as células do alimento, modificando sua estrutura. Na hora de comer, leia-se textura. Daí que nem toda hortaliça sai do freezer ilesa, e, para algumas, o consumo logo após a compra ainda é a melhor pedida.

Pode!

Cenoura e abóbora
Elas são fontes de betacaroteno, precursor da vitamina A, responsável pela cor alaranjada desse duo e fundamental para a saúde ocular. Congeladas, conservam praticamente 100% do nutriente.

Feijão verde
Contém vitamina C, que previne o envelhecimento celular e fortalece o sistema imunológico. O congelamento mantém quase 100% das doses da substância presentes na leguminosa logo após a colheita.

Brócolis
No processo de resfriamento dessa crucífera, há perda de folato, que atua na formação e maturação de células do sangue. Em compensação, há retenção de 80% da vitamina C.


Não pode!

Folhas

São compostas de quase 80% de água, que se transforma em cristais de gelo durante o resfriamento. Eles rompem estruturas celulares, modificando sua textura. Também pode ocorrer perda de vitaminas. Portanto, em vez de apelar para o freezer, o ideal é comprá-las em quantidade suficiente para utilizar de pronto.

Modo de cozinhar

Após congelamento e descongelamento corretos, não erre a mão. Deixe os vegetais por pouco tempo no fogo. Isso porque o cozimento prolongado pode deixar um gosto amargo, como ocorre com a couve-flor. E não se esqueça: vitaminas hidrossolúveis, como as do complexo B e a C, vão parar na água durante o cozimento. “Portanto, procure usá-la no preparo do arroz, por exemplo”, aconselha Luana Grabauskas, nutricionista da Equilibrium Consultoria em Nutrição e Bem-Estar.


Na hora de descongelar

Os vegetais só devem ser retirados do freezer imediatamente antes da utilização e aquecidos no forno micro-ondas ou no fogão, podendo então ser consumidos em até 24 horas. Não os descongele junto a outros alimentos que liberem odores, como alguns peixes, porque o sabor final pode ser alterado. No caso de vegetais que já são comprados congelados, no supermercado, retire do freezer apenas a quantidade que será consumida naquele dia.

Antes do resfriamento...

...mergulhe os vegetais em água quente, a 90 °C. Veja abaixo por quanto tempo:

TEMPO ALIMENTOS

2 minutos Abobrinha cortada em pedaços, chuchu, ervilha fresca em grãos
3 minutos Abóbora em pedaços, cenoura em rodelas, couve-flor em buquês
4 minutos Aipo, berinjela, brócolis, alho-poró, aspargo
5 minutos Cenoura inteira, mandioquinha, nabo, palmito (branquear com água e limão)
8 minutos Beterraba inteira, mandioca, milho em espiga

Fonte: Gabriela Samico, Professora do Curso de Nutrição da Universidade Veiga de Almeida, no Rio de Janeiro | Produção: Odete Marietto - Tutille - Cleusa Presentes | Modelo de Mão: Lu Quintans

Qual a origem e o significado da cantiga Escravos de Jó?



Eis aí um mistério. A folclorista Fernanda Macruz, do Museu do Folclore, em São Paulo, passou cinco anos pesquisando o tema e não chegou a uma conclusão. "Dos 120 jogos que estudei, esse foi o único cuja origem não descobri", lamenta. A brincadeira é simples: consiste em bater um objeto na mesa a cada sílaba da música e passá-lo para a pessoa ao lado na roda. Mas a letra é uma salada. O Jó citado é o personagem do Antigo Testamento que foi posto à prova por Deus e perdeu tudo o que tinha, exceto a fé. Só que o livro sagrado não diz em nenhum momento que o paciente Jó tivesse escravos. E, mesmo se tivesse, eles certamente não jogavam caxangá, que não é jogo nenhum. "A palavra pode vir do tupi caa çanga, que significa reunião de rezadores", intriga-se Fernanda. Aparentemente, a letra foi tão modificada pelo tempo que perdeu o sentido. Em tempo: ninguém faz idéia de quem seja o Zé Pereira.

Fonte: http://super.abril.com.br/

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Google é o empregador mais atraente do mundo


A empresa Google é considerada a empregadora mais atraente do mundo.

É o que aponta a pesquisa global de atração de talentos, The World's Most Attractive Employers (As Empregadoras Mais Atraentes do Mundo), produzida pela consultoria americana Universum.

O levantamento, baseado em aproximadamente 130 mil buscadores de carreiras, com histórico em administração ou engenharia, conta com duas categorias: companhias e engenharia.

O gigante das buscas, a exemplo do que ocorreu no ano passado, é o primeiro em ambas as categorias.

Na categoria "engenharia", em especial, as companhias do setor de TI seguem dominando. Tanto em 2009 quanto neste ano, Google, Microsoft e IBM seguem ocupando, respectivamente, as três primeiras colocações.

Destaque, também, para a entrada da Apple na lista, na categoria “engenharia”.

Na categoria “companhias”, embora mantenha a liderança, o Google começa a enfrentar uma concorrência mais forte, tendo, no seu encalço, quatro grandes companhias de auditoria: KPMG, Ernst & Young, PricewaterhouseCoopers e Deloitte (10).

Ainda sobre as companhias de tecnologia, aparecem nas relações as seguintes empresas: Microsoft (terceira, em 2009, e hoje 7ª colocada), Intel (atual 6º lugar) e Siemens (8ª posição).

Confira, a seguir, as listas dos empregadores mais atraentes do mundo (entre parênteses, a posição das companhias em 2009).

Categoria “companhias”

1. Google (1)

2. KPMG (8)

3. Ernst & Young (5)

4. PricewaterhouseCoopers (2)

5. Deloitte (10)

6. Procter & Gamble (6)

7. Microsoft (3)

8. The Coca-Cola Company (13)

9. J.P. Morgan (7)

10. Goldman Sachs (4)

Categoria “engenharia”

1. Google (1)

2. Microsoft (2)

3. IBM (3)

4. Sony (7)

5. BMW (4)

6. Intel (5)

7. General Electric (6)

8. Siemens (8)

9. Procter & Gamble (10)

10. Apple (nova entrada)

Fica comigo


Se o cão falasse, diria que dono amigo é aquele que está por perto. Nem sempre, porém, é possível lhe dedicar atenção em tempo integral. Saiba o que fazer para que a sua ausência não seja para ele sinônimo de abandono

por DÉBORA DIDONÊ

Um cão pode morrer de saudade, sim. Literalmente. A vendedora Márcia Regina Adell que o diga. Quase perdeu seu schnauzer quando foi para os Estados Unidos. "Assim que soube que Peter foi internado, voltei para São Paulo e ele ficou novo em folha", conta. Nem é preciso ir tão longe para provocar uma crise. Basta deixá-lo sozinho em casa durante horas todos os dias. É que o animal, independentemente da raça ou da idade, encara isso como abandono. "Para o cão, que é social por natureza, ficar longe do dono é traumático, causa sofrimento", diz a psicóloga e veterinária Hannelore Fuchs, especialista em comportamento animal. E aí, não dá outra: ele interage menos, fica estressado e pode até chegar ao esgotamento nervoso. Tanta dependência é coisa séria, mas nem todos reagem da mesma maneira à ausência do dono. Poodle e yorkshire são algumas das raças mais carentes.

OLHE AQUI, PRESTE ATENÇÃO!

Se o seu amigo anda mesmo solitário e já dá mostras de apatia, abra o olho. Um simples desânimo pode progredir para depressão, falta de apetite e doenças causadas por vírus e bactérias, além de dermatite e gastrite. Sem contar outras mudanças de comportamento. "Ele simplesmente deixa de brincar ou de roer ossos. E, se ele só se alimentar quando o dono estiver em casa, a situação é grave", avisa Rossi. A saída, nesse caso, é um tratamento sério, que passa até por antidepressivos. Para evitar que a situação chegue a esse ponto, o dono deve adotar medidas diárias que aliviem a tensão do animal, como levá-lo para passear. "Estabelecer essa rotina é garantia de que vai ver outras pessoas e interagir com elas", explica a adestradora e especialista em psicologia canina Cláudia Pizzolato, da Lord Cão, no Rio de Janeiro. E nada de exagerar na atenção. Ficar 24 horas ao lado do animal também faz mal. "Ele deve se acostumar aos momentos de solidão, senão entrará em pânico quando isso acontecer", explica Rossi.

SOLIDÃO, QUE NADA

Não deixe que o isolamento faça mal ao seu amigo?
• Ter outro cão ou mesmo um gato pode aliviar o estresse provocado pela sua ausência. Antes de comprar outro pet, porém, consulte um especialista em comportamento animal.
• Uma diarista pode ser uma boa companhia, mas uma creche ou mesmo a casa de amigos ou parentes também são alternativas no caso de você precisar se ausentar por mais tempo.
• Procure sair e chegar em casa naturalmente, sem fazer alarde. Pedir desculpas antes de sair ou fazer festa sempre que volta só vai aumentar a ansiedade.
• Interaja com o cão no lugar onde ele fica preso quando está só. Sentir o cheiro do dono dá mais conforto e segurança.

Fonte: http://saude.abril.com.br

Por que mulheres e crianças têm prioridade em situações de emergência?


por Fred Linardi


“Em situações de emergência, crianças e mulheres são os mais propensos a sofrer abusos e explorações”, explica Halim Antônio Girade, coordenador da área de emergências da Unicef no Brasil. “Pessoas desse grupo são os primeiros a perder seus direitos em condições extremas, assim como os idosos, que também devem receber atendimento prioritário”. Um incidente que ilustra bem este problema é o furacão Katrina, que alagou a cidade de Nova Orleans, EUA, em 2005. Nos abrigos, mesmo abarrotados de gente, muitas mulheres sofreram abuso sexual. Já em países com guerras civis, é comum treinar crianças para entrar na guerrilha. Para manter os direitos deste grupo de pessoas, teoricamente mais frágeis e dependentes, existe a Declaração sobre a Proteção da Mulher e da Criança em Estados de Emergência e de Conflitos Armados, criada pela ONU em 1974 - o texto é reforçado pela Convenção sobre os Direitos da Criança, de 1989. No Brasil, a prioridade de atendimento em situações emergenciais é sempre de crianças, adolescentes e grávidas - por carregar uma criança no ventre. Só então é a vez de mulheres e idosos.


Por que mexemos a cabeça para dizer "sim" e "não"?


por Fred Linardi

Não se sabe bem o motivo de esses gestos serem assim. Mas é certo que tudo está ligado aos processos evolutivos de cada espécie, que determinam os tipos de comportamento e gesticulações. Até os animais desenvolvem e utilizam códigos para se expressar. "Aliado a isso, existem fatores culturais, que acabam diferenciando ou invertendo esses movimentos. Desde quando nascemos, aprendemos esses gestos observando nossos pais e outras pessoas", explica Esdras Vasconcellos, professor de psicologia da Universidade de São Paulo. Ou seja, a maneira de gesticular é diferente em algumas regiões, porque vai de acordo com particularidades e com a cultura de cada país.

DIGA SIM, DIGA NÃO

Alguns gestos podem parecer universais, mas sempre existem aqueles que fogem à regra. Saiba como afirmar e negar em algumas regiões do mundo.

NÃO

PARA CIMA E PARA BAIXO
Em alguns países os gestos de sim e não são o contrário do que estamos acostumados. Para dizer que não, eles mexem a cabeça para cima e para baixo. Isso acontece na Bulgária e em algumas regiões do Japão, da Grécia, da Itália e do Irã. Na Turquia o gesto é semelhante, mas ao negar eles também fazem um barulho com a boca.

SIM

VIRANDO A CABEÇA PARA OS LADOS
Nas regiões onde dizer "não" parece um "sim", o gesto para a afirmação também é invertido. Então, se quiser concordar com alguém, vire a cabeça para os lados, como se estivesse negando.

SIM

TOMBANDO A CABEÇA
Para dizer que "sim" na Índia, é bem diferente. As pessoas fazem um rápido movimento tombando a cabeça para os lados. Para fazer isso, eles mantêm os ombros parados e inclinam a cabeça uma vez ou mais para concordar.

SIM

ERGUENDO AS SOBRANCELHAS
É assim nas Filipinas. As pessoas erguem as sobrancelhas como sinal de acordo.

Proteção solar até 18 anos diminui risco de câncer em até 85%


A prática da proteção solar através do uso de filtros solares e proteção física, como bonés e barracas de praia, nos primeiros 18 anos de vida, diminui em até 85% o risco de desenvolvimento do câncer da pele na idade adulta.

De acordo com as estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), dos 402.190 novos casos previstos para o ano de 2003, o câncer de pele será responsável pelo diagnóstico de 82.155 novos casos.

O câncer da pele, por estar visível, pode ser diagnosticado precocemente e, por isso, tem baixa taxa de mortalidade. No entanto, suas lesões podem destruir os tecidos onde se desenvolvem, com resultados desfigurantes.

Além disso, um de seus tipos, o melanoma, quando não diagnosticado precocemente, tem alto poder para enviar metástases, sendo extremamente perigoso e de alta mortalidade.

Pele clara = maior risco

Crianças ou adolescentes de pele, cabelos ou olhos claros, com sardas, que se queimam mais do que se bronzeiam, ou com casos de câncer de pele na família fazem parte dos grupos de maior risco de desenvolvimento da doença.

O dano provocado na pele vai se acumulando durante a infância e a adolescência e o seu resultado só vai aparecer na idade adulta. Daí a importância da proteção solar nesta fase da vida, quando a exposição ao sol é muito maior.

Além da predisposição ao câncer da pele, a exposição ao sol sem proteção é responsável pelo envelhecimento cutâneo e pela formação da catarata. Por isso, recomenda-se que, durante o verão, além do filtro solar, utilize-se bonés, viseiras, chapéus e óculos de sol com proteção anti UV.

Cerca de 70% da população não se protege!

Uma pesquisa realizada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, em todo o país, mostrou que cerca de 70% da população frequenta a praia sem proteção solar. Durante a pesquisa, que também examinou a pele de quem participou, foram diagnosticados vários casos de câncer da pele, mostrando que, a população ainda não está consciente do risco provocado pela exposição excessiva ao sol.

A saída: educar desde cedo

Diante deste quadro, mostra-se de extrema importância que a educação comece desde cedo, com as crianças. Enquanto estão sob nosso controle, devemos ensiná-los da importância da proteção solar, para que, na adolescência, esta consciência já esteja formada.

Os adolescentes recebem grande pressão dos amigos e da mídia, que valorizam o bronzeado como sinônimo de beleza e saúde. Para se adequar a este padrão de beleza e obter a "cor do verão", os jovens se expõem em demasia ao sol, sofrendo queimaduras repetidas e colocando a saúde da sua pele em risco.

Saiba como orientar seus filhos e os cuidados com a pele das crianças.

Saiba também sobre os tipos de câncer da pele e o melanoma.

Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia - www.sbd.org.br .

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Religião e Deus


Quantos são os caminhos para encontrar Deus? De quantas estradas é feito o nosso trilhar para entender as coisas de Deus? Quais são os caminhares que nos levam a Deus?

Não houve na História da Humanidade cultura alguma que não tivesse nos seus valores o entendimento de Deus.

As formas de interpretação da Divindade variaram às centenas, porém, nenhum povo houve que negasse a existência de uma força maior a comandar os desígnios do Universo.

Assim, crer na existência de Deus transcende o aspecto cultural e se insere na essência do sentimento humano de que existe um Criador a gerar a vida, do macro ao microcosmo.

E, ao longo da História, vários foram os ensaios para se explicar e entender Deus.

Seja o deus castigo e vingança das civilizações antigas, ou o deus concebido em forma humana, como nas mitologias greco-romanas, ou ainda o deus natureza dos celtas, sempre foram tentativas do homem de entender Deus.

E hoje, como entendemos Deus?

Provavelmente as suas respostas e explicações acerca da Divindade estão pautadas em uma explicação doutrinária ou religiosa.

E é exatamente para isso que as religiões se estruturam: para nos ajudar a redescobrir Deus, Suas Leis, Seus desígnios e para Ele nos voltarmos.

Desta forma, podemos entender a religião não como um fim e sim um meio. O meio que encontramos para entender Deus e tê-Lo na nossa vida diária.

E, sendo a religião o meio que usamos para reencontrar Deus, é natural que cada um de nós tenha necessidade de um caminho que seja coerente e próprio em relação ao seu amadurecimento emocional, seus valores e conceitos.

Por isso, cada um de nós escolhe essa ou aquela escola religiosa, esse ou aquele caminho para chegar a Deus.

Porém, para Deus, todos os caminhos que levem a Ele são dignos de respeito. Toda doutrina, toda religião que nos torne melhores, é válida.

Além disso, devemos lembrar que a religião por si só não basta em nossa vida. Como também, para sermos pessoas de bem, a religião não é imprescindível.

Há inúmeras pessoas que, sem professarem nenhuma religião, têm uma vida de respeito ao próximo, de conduta ilibada, de retidão de caráter inquestionável.

E outras, apegadas a essa ou aquela escola religiosa, se mostram só preocupadas com a externalidade da religião, cuidando muito pouco do seu mundo íntimo.

Se a religião que escolhemos nos faz pessoas melhores, nos ajuda a entender as Leis de Deus, a nos entender e a entender ao próximo, essa é a melhor religião para nós.

Porém, se ainda nos vinculamos a uma religião, preocupados com o que os outros estão vendo ou pensando, somente para satisfazer vaidades ou expectativas nossas ou de outros, há que se repensar como estamos construindo nossa relação com Deus.

O mais significativo para nós deve ser perceber que a religião que adotamos é o meio que encontramos de construir a religiosidade em nós, do entendimento de Deus, respeitando o próximo nos caminhos que ele escolher para compreender Deus e trazê-Lo para dentro de si.

Redação do Momento Espírita.
Em 28.05.2010

Quer perder a barriga? Maneire na carne vermelha...


É o que dá para concluir dos resultados de um estudo publicado no periódico International Journal of Obesity. A pesquisa analisou a relação entre o consumo de carne vermelha e a ocorrência de obesidade usando o índice de massa corpórea (IMC) e a medida da circunferência da cintura em americanos adultos. Só para ter uma ideia, IMC acima de 30 e cintura além de 94 centímetros para os homens e 80 centímetros para mulheres já indicam um quadro obeso.

Os cientistas recorreram a dados obtidos num trabalho realizado entre 1999 e 2004 nos Estados Unidos, o National Health and Nutrition Examination Survey. A avaliação dessas informações revelou uma associação positiva entre o consumo de carne vermelha e o maior risco de obesidade e obesidade central, o nome técnico da popular barriga de chope. Além disso, quem ingeria maiores quantidades de bifes e afins também apresentou um consumo energético diário mais elevado. Em suma, novamente a carne vermelha sai com a pecha de malvada.

Fonte: http://saude.abril.com.br

Lar ideal para seu cachorro... Filhote ou idoso...


Se o seu cão já é idoso ou, ao contrário, você está prestes a receber um filhote, saiba que pequenas adaptações na casa podem tornar a vida do mascote muito mais confortável. Ele merece!

por Adriana Toledo

Cegueira, artrose, doenças de pele e outros problemas que chegam com a idade podem comprometer a qualidade de vida do seu cão. Nessa fase da vida, até as funções mais corriqueiras, como comer, dormir e fazer as necessidades fisiológicas, se tornam complicadíssimas. E o que dizer dos filhotes? Com sua típica bisbilhotice, acabam arrumando encrenca certa — isto é, vão parar no atendimento de emergência — sempre que engolem pequenos objetos ou tentam morder fios elétricos. Para evitar contratempos, faça adaptações no espaço, como as que sugerimos aqui.

BOAS-VINDAS AOS FILHOTES

Deixe pedaços de pano por perto para que a gestante monte o ninho no local que mais lhe aprouver. Os filhotes devem ficar em um quarto fechado, junto com a mãe, para evitar quedas e acidentes. Uma caixa de papelão, um bom cobertor e uma lâmpada acesa mantêm a família aquecida. Esconda fios de aparelhos eletrônicos, já que os cachorrinhos adoram mordiscá-los. E aí o maior perigo é um belo choque. Uma solução é recorrer aos repelentes para cabos elétricos. E nada de deixar botões, pilhas e outras miudezas por perto. O risco de que resolvam abocanhar é grande.

ANDAR QUASE PARANDO

Locomover-se vira tarefa árdua, sobretudo se o cão tem problemas de coluna ou nas articulações. Nesse caso, o ideal é evitar que sofra impacto ao subir em móveis. A cama, por exemplo, deve ficar em um local plano. Se ele insistir em subir na sua, lance mão de uma almofada para servir de rampa e facilitar o acesso. Pisos lisos são prejudiciais, pois escorregam e sobrecarregam ainda mais as articulações. Opte por tapetes ou pisos frios antiderrapantes. Bloqueie o acesso a escadas e desníveis.

XÔ, PULGAS E CARRAPATOS

Contra essas criaturas inconvenientes, o piso é mais importante do que pode parecer. Tacos de madeira, por exemplo, são péssimos, porque possuem frestas que dificultam a limpeza e propiciam a proliferação de insetos e aracnídeos. A melhor opção é o piso frio, lavável com água e sabão.

ELE JÁ NÃO ENXERGA BEM

Cães com problemas de visão se orientam pelos sons do ambiente ou pela memória visual. Para que ele não se perca, mantenha os móveis sempre no mesmo lugar, em especial o comedouro e o jornal. Bloqueie o acesso a escada, piscina e lareira. Ponha grade nas janelas, caso você more em apartamento. Vale a mesma dica para o bicho acostumado a circular pelo piso superior da casa. Reduza o número de obstáculos com os quais ele possa se chocar e evite deixá-lo em locais amplos. Senão fica difícil encontrar os pontos de referência.

Cachorro, Gato triste, o que fazer?


Meu mundo (animal) caiu
Estresse, medo, ansiedade, depressão, agressividade bichos, assim como nós, sofrem de tudo isso. Aprenda a reconhecer os sintomas que alteram o comportamento do seu pet.

por Adriana Toledo

Motivos não faltam para abalar as emoções do seu animal de estimação. O cachorro, por exemplo. Se ele não tiver um quintalzinho que seja para brincar e se exercitar à vontade, não vai viver lá muito feliz. Caso passe boa parte do tempo na mais completa solidão, idem. Quanto ao gato, por trás daquele ar de felina superioridade esconde-se um ser carente. Pois é, cães e bichanos são sensíveis ao que acontece ao seu redor. Basta ver a reação apavorada deles a trovoadas e rojões.

Até mesmo a agitação doméstica e vozes alteradas podem deixá-los nervosos, avisa o veterinário homeopata Marcos Eduardo Fernandes, de São Paulo. Há outras razões para a tristeza sem fim. A perda de um companheiro faz o bicho sofrer. O mesmo acontece quando nasce um bebê na família que o adotou e ele deixa de ser o centro das atenções. Mudanças de ambiente, uma viagem de curta duração, a ida ao pet shop para os cuidados com a higiene ou a estadia num hotelzinho também são fatores capazes de causar um certo estresse.

"Já que nem sempre dá para poupá-lo das adversidades da vida, a melhor forma de prevenir traumas é socializar o animal", recomenda a veterinária especialista em comportamento Hannelore Fuchs, de São Paulo. Assim que estiver devidamente vacinado, leve seu cão ou gato para passear, interagir com outras pessoas e animais e conhecer diferentes lugares. Desse modo ele fica psicologicamente mais preparado para encarar o que lhe desagrada.

Se mesmo com esses cuidados você notar sinais de alteração emocional no seu mascote, leve-o a um especialista em comportamento animal para que ele defina o melhor tratamento. "A terapia costuma dar bons resultados", garante o zootecnista Alexandre Rossi, especialista em comportamento, de São Paulo. As sessões consistem em treinamentos e na exposição gradativa ao fator estressante. Isso dessensibiliza o animal e facilita sua adaptação a situações desfavoráveis. O uso de florais e homeopatia também é excelente para equilibrar reações emocionais. Em casos extremos, o veterinário lança mão de medicamentos alopáticos, como antidepressivos e ansiolíticos.

Fonte: http://saude.abril.com.br

Algumas Verdades e Mitos sobre doenças da pele - Parte 6


Lixar os calos vai fazer com que eles desapareçam?
Mito. O calo é uma resposta da pele a um traumatismo constante. A pele engrossa para se tornar mais resistente. Lixar o calo vai apenas desbastá-lo, afinando a pele, no entanto, o calo voltará a crescer se a sua causa não for eliminada.

A pele negra envelhece mais devagar?
Verdade. Como o principal responsável pelo envelhecimento da pele é o sol e a pele negra é mais resistente a ele, ela demora mais para envelhecer.

Pessoas de pele escura não têm câncer da pele?
Mito. Apesar de pessoas de pele escura (fototipos V e VI) terem maior proteção contra a radiação ultra-violeta, também podem ser acometidas pelo câncer da pele, apesar da incidência ser bem menor do que nas pessoas de pele clara.

As fitas adesivas para tirar cravos funcionam?
Verdade. Mas funcionam apenas naquelas pessoas que tem cravos grandes, com ponta preta exposta. Para aqueles pontinhos escuros bem fininhos é melhor o uso de sabonetes abrasivos diariamente em leve massagem.

Cremes podem acabar de vez com a celulite?
Mito. Os cremes para celulite não tem a capacidade de alterar a estrutura do tecido gorduroso e o seu uso exclusivo não vai acabar de vez com a celulite. O tratamento da celulite depende de mudanças de hábitos alimentares e de saúde.

Fonte: http://www.dermatologia.net

domingo, 26 de setembro de 2010

Pão de Mortadela


História da Mortadela


A mortadela, que surgiu há mais de 2 mil anos, continua na moda.
Sem fazer esforço para virar alimento requintado, a mortadela está na moda.
De origem italiana a mortadela continua a ser um alimento apreciado por muitos e consumidores que podem comprar produtos mais caros descobriram sua apetitosa cor rosa, o sabor delicado da massa fina, o aroma suave das especiarias. No Brasil, a ascensão começou com a chegada das excelentes mortadelas italianas.


É um embutido antigo, surgido há mais de 2 mil anos, no Império Romano. Há duas explicações para seu nome. Derivaria da palavra latina "myrtata", que significa carne temperada com bagas da "mortella", planta de sabor resinoso; ou de "mortarium", vocábulo da mesma língua, almofariz empregado para amalgamar a carne.


O escritor Plínio, o Velho, contou que Augusto, primeiro imperador romano, não passava sem mortadela. Sua despensa era abastecida regularmente com peças vindas de Bolonha. Ainda hoje, a capital da Emília-Romanha tem a fama de fazer a melhor mortadela do mundo. Os italianos são loucos por esse embutido. Utilizam-no em antepastos, acompanhamentos, no recheio de massas, dentro de "polpette" (almôndegas) e nos "tortini" (pequenas tortas) de batata. Elegeram até uma madrinha para o produto. É a bela atriz Sophia Loren. A escolha foi realizada em 1971, quando ela estrelou La Mortadella, filme dirigido por Mário Monicelli.


Em Bolonha, usa-se exclusivamente carne magra de porco, sobretudo da paleta, e sobras cruas do presunto e da copa. Leva igualmente a firme e saborosa gordura da papada do animal. Para evitar retenção de água, a preparação segue a técnica da redução progressiva. Primeiro, corta-se a carne em pedaços, passando-se depois na máquina picadora, no pré-misturador e em duas moendas muito finas. O resultado é uma pasta cremosa que será enriquecida com pequenos cubos de gordura. A harmonização dos ingredientes dura de 5 a 15 minutos. Na etapa seguinte, embute-se a massa em invólucros naturais ou artificiais. O peso final de cada peça varia de 500 gramas a 100 quilos, embora possam existir menores e maiores. O produto é levado a estufas especiais, para cozimento no vapor, a uma temperatura máxima de 85ºC.


Finalmente, a mortadela recebe uma ducha fria e passa por um câmara de resfriamento, que a estabiliza. Cada produtor de Bolonha executa uma receita particular, às vezes secreta. Em outras cidades da Itália, entram cortes diferentes e mesmo carnes de outros animais.
A mortadela exclusivamente de suíno ostenta no selo um S. Marcada com as letras SB, deriva de suíno e bovino. SE identifica o embutido de suíno e eqüino. EB se refere às carnes eqüina e bovina. Quanto à gordura, sempre procede do porco. No Brasil, os ingredientes também variam. Não usamos carne eqüina, porque não a consumimos. Mas basta examinar os rótulos da mortadela nacional para descobrir que podem combinar aves e miúdos de porco, por exemplo. Essa versatilidade a converte em alimento adaptável ao paladar de diferentes mercados e bolsos. Pela lógica, quando mais alto o preço, melhor a qualidade.


No século 18, Bolonha quis ficar com a exclusividade da mortadela. Apoiada pelas autoridades eclesiásticas, publicou documento proibindo sua fabricação em outras cidades. Felizmente, ninguém se intimidou. Atualmente, é feita com o nome de Bolonha em toda a Emília-Romanha, inclusive em Modena. O saudável desrespeito à interdição contribuiu para que a mortadela se tornasse devoção universal

A receita:


1 kg de farinha de trigo
1 ovo
4 tabletes de fermento biológico fresco (60 gr)
200 ml de óleo de milho
aprox. 350 ml de água morna
1 colher de sopa de sal
2 colheres de sopa de açúcar
350 gr de mortadela fatiada bem fininha

Modo de fazer


Misture todos os ingredientes esove muito bem a massa, que deve ficar bem lisinha.
Deixe a massa crescer por 45 minutos, e depois a divida em 6 partes iguais, que devem ser abertas com o rolo numa espessura de 5 mm.
Cubra a massa com as fatias de mortadela e enrole como rocambole, faça talhos com uma faca na superfície do pão, dê uma torcida, pincele com gema de ovo misturada com azeite e polvilhe com sementes de papoula.
Leve para assar em forno alto até dourarem .

Fonte: http://pt.petitchef.com/

Falso Sushi


Ingredientes:

Pão de forma sem a casca
Atum
Azeitonas
Cenoura
Manjericão
Maionese
gergelim (preto/ branco)

Amasse o pão com um rolo, deixando bem fino.

Coloque cada fatia em cima de um papel aluminio, coloque uma colher de sopa de atum, pedaços finos e cumpridos de cenoura, zeitonas cortadas e a folha de manjericão, tudo enfilheirado.

Enrrole, com ajuda do papel aluminio, e deixe por uma hora na geladeira para pegar o formato.

Corte os pedaços, passe maionese e o gergelim.

Fonte: http://pt.petitchef.com

Conheça as vantagens da castração química


Nova no Brasil, a esterilização química é ideal para donos que desejam preservar a anatomia do cão, bem como evitar as dores do pós-operatório

Um dos principais incômodos para quem tem um cachorro recém-castrado é vê-lo sem os seus testículos. Para muitos, é como se o animal perdesse um pouco de sua virilidade. Apesar do pensamento não fazer sentido do ponto de vista biológico, já que o cão continua sendo macho, já existe no mercado uma forma de driblar esse impasse sem abrir mão da esterilização.

Mais conhecida como castração química, essa nova modalidade chegou ao Brasil em 2009, por meio do laboratório Rhobifarma, e promete ser uma alternativa indolor e prática para a convencional cirurgia de remoção dos testículos. De acordo com o veterinário Ricardo Lucas, a principal vantagem do Infertile é não ser necessário um procedimento cirúrgico. “Isso facilita campanhas de esterilização, que podem ser feitas em campo, junto com a vacinação antirrábica, por exemplo”, explica o médico.

Ele ressalta ainda que a castração química é indolor, uma vez que a agulha utilizada para a aplicação do produto é bem fina, semelhante à utilizada por diabéticos. Sua base de formulação é o zinco, substância aplicada em cada um dos testículos, diminuindo a produção de espermatozóides e deixando o animal definitivamente infértil.

O veterinário explica que o processo é irreversível, ou seja, após 30 dias da aplicação, o macho não será mais capaz de se reproduzir. Para quem gostou da novidade, a castração química chega a ser até 70% mais barata que o processo convencional, com a vantagem de não haver pontos, cortes e dores causadas pelo pós-operatório.
Surgimento e aplicação

Para Marco Ciampi, presidente da ONG Arca Brasil, pioneira em campanhas de castração de animais em São Paulo, a ausência da dor é um dos principais benefícios do produto. “Como promovemos muitos mutirões de castração, ter um procedimento que pode ser aplicado sem a necessidade de um centro cirúrgico e ainda que promove um maior bem-estar ao animal é algo muito bom”.

Marco explica também que a busca por um método alternativo à cirurgia é um movimento mundial, que começou nos Estados Unidos, em 2003. “Foi nesta época que surgiram os primeiros modelos, tanto, que trouxe esse debate para o Brasil, mas a versão nacional apresenta melhoras em relação ao modelo americano”.

A diferença apontada pelo profissional é o protocolo desenvolvido pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Unesp, campus Botucatu. Depois de uma criteriosa observação os pesquisadores criaram um protocolo de aplicação para que o animal não sinta dores nem desconforto. Cerca de 30 minutos antes da esterilização é aplicado um medicamento (Meloxican ou Acepromazina) que dispensa o uso de analgésicos adicionais de longa duração.

Vale lembrar que a castração química é indicada para cães de todas as idades, mas animais com severas lesões no escroto, inflamações ou com criptorquidismo (testículo escondido) não devem ser submetidos ao procedimento. Cabe ao médico veterinário avaliar o caso e julgar se o pet poderá ou não passar pela esterilização química. Após a aplicação, o cachorro já é liberado para voltar para casa, sem a necessidade de repouso.

Fonte: http://petmag.uol.com.br/

Casa limpa, cachorro saudável


Tá Limpo!
O asseio do ambiente faz toda a diferença na vida do seu pet. Conheça algumas estratégias eficazes de limpeza que realmente contribuem para a saúde dele e de toda a família.

por Elaine Moraisdesign Glenda Capdeville


Avacinação anual e os vermífugos a cada quatro meses são cuidados básicos de que todo pet precisa. Essas medidas o protegem contra ameaças depositadas literalmente pelo caminho — nos detritos deixados por outros bichos que passearam pela rua, por exemplo — e que são capazes de transmitir verminoses, dermatites e infecções. Exames de sangue, fezes e urina também devem ser periódicos. “Eles ajudam a detectar bactérias e fungos que aparecem devido ao descuido com a sujeira da casa ou do próprio animal”, alerta o veterinário Celso Martins Pinto, da Universidade Metodista, em São Paulo. Respeitadas essas recomendações, seu bicho só precisa contar com a expertise do dono na hora da limpeza geral. Mostramos como ao lado.

Faxina na casa
Ela é fundamental para prevenir dermatites, infecções e verminose

Prato e bebedouro – A regra é sempre servir água e comida frescas em tigelas limpas. A cada troca, lave-as com sabão neutro e água corrente para evitar a proliferação de fungos causados pela umidade do alimento.

Limpeza do chão – Deve ser frequente para que micro-organismos não se alastrem, possibilitando uma infecção daquelas – com diarreia e vômito no pacote. Mas atenção: não é recomendável usar qualquer produto de limpeza. Nas pet shops é possível encontrar desinfetantes específicos que previnem alergias nas mucosas e na pele do bicho se ele encostar na solução.

O banheiro animal – Hoje existem tapetes higiênicos que absorvem melhor a urina e as fezes do que o jornal. Alguns modelos ainda evitam que as patas do bicho entrem em contato com o material fisiológico. Por último, lembre-se: seu amigo não merece comer perto do local onde faz xixi. Mantenha o banheiro dele bem longe da comida.

Faxina nele
Um minirroteiro para afastar de mau hálito a doenças que levam à surdez

Dentes – Cuidar da saúde bucal do bicho três vezes por semana impede que as doenças periodontais ataquem a boca de seu cão, causando aquele bafo ou deixando-o banguela. Assim, mantenha a escova canina sempre a postos.

Banho – Um a cada 15 dias é o suficiente. No verão, a chuveirada uma vez por semana está liberada. ORELHAS – Seu veterinário pode recomendar produtos específicos para a higiene das orelhas. Esse hábito semanal afasta fungos e infecções que podem levar à surdez.

Pelo – Escová-lo diariamente dá brilho à pelagem, evita que os fios fiquem espalhados pelo chão e elimina os fios mortos que ainda não caíram e formam aqueles nós responsáveis pela coceira. Aproveite a sessão de beleza e aplique no pescoço e na pele do seu amigo remédios contra pulgas e carrapatos. A veterinária Fernanda Malatesta, da clínica Pró-Animal, em Santos, no litoral paulista, frisa que a atenção deve ser redobrada no verão, quando esses habitantes se proliferam com maior velocidade.

The Supremes - Baby Love - Letra e tradução



Ooh baby love, my baby love
I need you, oh how I need you
But all you do is treat me bad
Break my heart and leave me sad
Tell me, what did I do wrong
To make you stay away so long

'Cause baby love, my baby love
Been missing ya, miss kissing ya
Instead of breaking up
Let's do some kissing and making up
Don't throw our love away
In my arms why don't you stay
Need ya, need ya
Baby love, ooh, baby love

Baby love, my baby love
Why must we seperate, my love
All of my whole life through
I never loved no one but you
Why you do me like you do
I get this need

Ooh, ooh, need to hold you
Once again, my love
Feel your warm embrace, my love
Don't throw our love away

Please don't do me this way
Not happy like I used to be
Loneliness has got the best of me
My love, my baby love

I need you, oh how I need you
Why you do me like you do
After I've been true to you
So deep in love with you

Baby, baby, ooh 'til it's hurtin' me
'Til it's hurtin' me
Ooh, baby love
Don't throw our love away
Don't throw our love away

Querido amor

Querido amor, meu querido amor
Eu preciso de você amor, Eu, eu preciso do seu amor.
Mas tudo que você faz é me tratar mal
Quebrar meu coração, e fazer me sentir triste.
Me diga o que eu fiz de errado?
Para fazer você ficar longe tanto tempo...?
Porque querido amor, meu querido amor, Eu preciso de você amor...

Querido amor, meu querido amor,
Eu estou sentindo saudades suas, saudades de seus beijos
Em vez de ficarmos brigando, vamos fazer alguma coisa divertida
Não jogue nosso amor fora
Sim querido amor, meu querido amor, eu preciso de você amor.
Como eu preciso de você, amor.
Mas tudo que você faz é me tratar mal
Manda ver, e quebra meu coração e então eu me sinto mal
Bem, me conte o que eu fiz de errado
Para fazer você ficar longe tanto tempo?
Porque meu amor, meu querido amor...

Preciso te abraçar mais uma vez de novo, meu amor
Sentir o calor do seu abraço, meu amor
Não jogue fora nosso amor
Por favor, não me deixe desse jeito
Eu não estou feliz como eu custumava ser
Mas veja, solidão tem se tornado meu melhor.

Querido amor, meu querido amor
Eu preciso de você, preciso do seu amor
Mas tudo que você faz é me tratar mal
Você manda a ver, e quebra meu coração, e então eu me sinto tão triste
Me conte o que eu fiz de errado
Para fazer você ficar tanto tempo longe?
Porque querido amor, meu querido amor
Eu preciso de você amor.

Querido amor, meu querido amor
Eu preciso de você amor, oh como eu preciso do seu amor
Mas tudo que você faz é me tratar mal
Você manda ver, e quebra meu coração e então eu me sinto tão triste
Bom, me fale o que eu fiz de errado
Para fazer você ficar tanto tempo longe?
Meu querido amor, meu querido amor... Eu preciso de você amor.

Baby I Need Your Lovin' - Tradução



Baby, Eu Preciso do Seu Amor


Oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh
Oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh
Oh-oh-oh-oh-oh-oh-oh

Baby, eu preciso do seu amor
Baby, eu preciso do seu amor
Embora você nunca está por perto
Sua voz Eu ouvi muitas vezes
Outro dia, outra noite
Eu quero abraçar você apertado
Porque eu sou tão solitário

Baby, eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor
Baby, eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor

Alguns dizem que é um sinal de fraqueza
Para um homem suplicar
Então prefiro ser fraco
Se isso significa ter você pra cuidar de mim
Porque ultimamente tenho perdido o sono

Baby eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor
Baby eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor

Toda noite eu chamo seu nome
Às vezes me pergunto menina, eu serei sempre o mesmo
Quando você me vê sorrir você sabe
As coisas estão ficando muito pior
Qualquer sorriso que você possa ver baby
Tudo foi ensaiado
Baby eu não posso ir sem você
Essa solidão não vai me deixar viver sem você
Esse vazio dentro de mim baby
Faz-me sentir meio vivo

Baby, eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor
Baby, eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor
Baby, eu preciso do seu amor
Tenho que ter todo seu amor

sábado, 25 de setembro de 2010

Abra seu coração


A sala estava repleta de convidados, todos curiosos para ver a obra de arte, ainda oculta sob o pano branco.

Falava-se que o quadro era lindo.

As autoridades do local estavam presentes, entre fotógrafos, jornalistas e outros convidados porque o pintor era, de fato, muito famoso.

Na hora marcada, o pano que cobria a pintura foi retirado e houve caloroso aplauso.

O quadro era realmente impressionante.

Tratava-se de uma figura exuberante de Jesus, batendo suavemente na porta de uma casa.

O Cristo parecia vivo. Com o ouvido junto à porta, Ele desejava ouvir se lá dentro alguém respondia.

Houve discursos e elogios.

Todos admiravam aquela obra de arte perfeita.

Contudo, um observador curioso achou uma falha grave no quadro: a porta não tinha fechadura.

Dirigiu-se ao artista e lhe falou com interesse: A porta que o senhor pintou não tem fechadura. Como é que o Visitante poderá abri-la?

É assim mesmo, respondeu o pintor calmamente.

A porta representa o coração humano, que só abre pelo lado de dentro.

* * *

Muitas vezes mal interpretado, outras tantas, desprezado, grandemente ignorado pelos homens, o Cristo vem tentando entrar em nossa casa íntima há mais de dois milênios.

Conhecedor do caminho que conduz à felicidade suprema, Jesus continua sendo a Visita que permanece do lado de fora dos corações, na tentativa de ouvir se lá dentro alguém responde ao Seu chamado.

Todavia, muitos O chamamos de Mestre mas não permitimos que Ele nos ensine as verdades da vida.

Grande quantidade de cristãos fala que Ele é o médico das almas, mas não segue as prescrições d'Ele.

Tantos dizem que Ele é o irmão maior, mas não permitem que coloque a mão nos seus ombros e os conduza por caminhos de luz...

Talvez seja por esse motivo que a Humanidade se debate em busca de caminhos que conduzem a lugar nenhum.

Enquanto o Cristo espera que abramos a porta do nosso coração, nós saímos pelas janelas da ilusão e desperdiçamos as melhores oportunidades de receber esse Visitante ilustre, que possui a chave que abre as portas da felicidade que tanto desejamos.

E se você não sabe como fazer para abrir a porta do seu coração, comece por fazer pequenos exercícios físicos, estendendo os braços na direção daqueles que necessitam da sua ajuda.

Depois, faça uma pequena limpeza em sua casa íntima, jogando fora os detritos da mágoa, da incompreensão, do orgulho, do ódio...

Em seguida, busque conhecer a proposta de renovação moral do Homem de Nazaré.

Assim, quando você menos esperar, Ele já estará dentro do seu coração como convidado de honra, para guiar seus passos na direção da luz, da felicidade sem mescla que você tanto deseja.

* * *

O olhar de Jesus dulcificava as multidões.

Seus ouvidos atentos descobriam o pranto oculto e identificavam a aflição onde se encontrasse.

Sua boca, plena de misericórdia, somente consolou, cantando a eterna sinfonia da Boa Nova em apelo insuperável junto aos ouvidos dos tempos, convocando o homem de todas as épocas à conquista da felicidade.

Redação do Momento Espírita, com base no verbete Jesus, do livro
Repositório de sabedoria, v. 2, do Espírito Joanna de Ângelis, psicografia
de Divaldo Pereira Franco, ed. Leal e história de autor desconhecido.
Disponível no CD Momento Espírita, v. 11 e no livro Momento Espírita, v. 4, ed. Fep
Em 31.01.2010.

Empresa traz medição de glicose ao iPhone


A Sanofi-aventis, especializada em aparelhos para diabéticos, revelou o iBGStar, um medidor de glicose para ser acoplado ao iPhone ou iPod Touch.

O dispositivo permite que a medição de glicose seja feita diretamente no iPhone, basta acoplar o dispositivo na entrada inferior do celular ou iPod Touch, dar a famosa “fisgada” no dedo e colocar a gota de sangue no local indicado.

As informações referentes à contagem são exibidas na tela do aparelho, no aplicativo “Diabetes Manager App”, que oferece dicas de exercícios, resultados de medidas, estatísticas e planilhas para que o acompanhamento seja feito da melhor forma possível. O preço do aparelho e sua data de lançamento não foram divulgados.

Algumas Verdades e Mitos sobre doenças da pele - Parte 5


Os cremes auto-bronzeadores fazem mal à pele?
Mito. A não ser que a pessoa tenha alergia ao produto que está utilizando, os cremes bronzeadores não fazem mal à pele, pois apenas pigmentam a última camada da epiderme, conferindo coloração semelhante ao bronzeado. Saiba mais...

Câmaras de bronzeamento fazem mal à pele?
Verdade. A exposição aos raios ultra violeta provenientes do sol ou das câmaras de bronzeamento são danosos à pele, desencadeando o fotoenvelhecimento e predispondo-a ao câncer de pele.

Acima do FPS 15 todos os filtros solares são iguais?
Mito. Com um protetor solar FPS 15, a pele leva um tempo 15 vezes maior para se queimar do que sem proteção nenhuma. Com FPS 30, este tempo é 30 vezes maior, e assim por diante. Saiba mais sobre Filtros Solares e FPS.

Mesmo filtros solares de FPS alto devem ser reaplicados a cada 2 horas?
Verdade. Se a pessoa vai ficar exposta ao sol após um intervalo de tempo superior a 2 horas desde a última aplicação do filtro solar, deve reaplicá-lo para obter uma proteção eficaz e atingir o FPS do protetor.

A luz da tela de computadores e a "luz fria" de escritórios causam fotoenvelhecimento?
Mito. A quantidade de radiação ultra-violeta emitida pela tela dos computadores e pela luz fria é muito pequena e insuficiente para causar danos à pele.

Desodorante anti-transpirante provoca câncer de mama?
Mito. Não existe nenhuma relação entre o uso do desodorante anti-transpirante e o surgimento de câncer de mama. Este tipo de desodorante pode provocar um quadro obstrutivo das glândulas sudoríparas das axilas, formando nódulos inflamados e dolorosos na região. Saiba mais sobre a hidradenite.

Pele oleosa envelhece menos?
Verdade. A pele oleosa é mais resistente à ação dos raios ultra-violeta do sol e sofre menos os seus efeitos danosos, principais responsáveis pelo envelhecimento cutâneo.

Usar hidratantes após o sol evita o envelhecimento da pele?
Mito. A hidratação não vai evitar o envelhecimento da pele, combaterá apenas o seu ressecamento. Outras medidas devem ser tomadas para se evitar o envelhecimento cutâneo.

Proteger a pele do sol no dia a dia pode retardar o surgimento das rugas?
Verdade. A principal causa do envelhecimento da pele é a sua exposição aos raios ultra-violeta do sol (fotoenvelhecimento) e o uso frequente de proteção solar retarda o envelhecimento cutâneo.

O Botox (toxina botulínica) deixa a pessoa sem expressão?
Mito. Quando o procedimento é realizado sem exagero, tratando apenas os grupamentos musculares que produzem mais rugas, a expressão da pessoa não é afetada. Vale a pena lembrar que nem todas as pessoas formam "pés de galinha" ao sorrir, portanto, porque o uso do Botox tiraria a expressão? Saiba mais sobre o Botox.

Por que o focinho dos cães é gelado?


por LUÍS JOLY

Na verdade, o focinho dos cães não é gelado, mas, sim, bastante úmido. Isso acontece porque os cães possuem uma quantidade pequena de glândulas sudoríparas – glândulas que liberam o suor para auxiliar o corpo a eliminar calor. Para controlar a temperatura interna, o melhor amigo do homem precisa transpirar pela boca e pelo focinho. Isso explica por que os cães andam com a boca aberta, respirando como se estivessem ofegantes. O ato não significa necessariamente cansaço, mas, sim, um processo de eliminação de calor do corpo: o ar quente sai e o frio entra. Essa mesma troca ocorre no focinho. Quando o ar quente interno sai por ali e entra em contato com o ar ambiente mais frio, ele sofre o processo de condensação e ganha a forma líquida, molhando e resfriando o focinho.

Como é o treinamento dos cães farejadores de drogas?


por Yuri Vasconcelos

É um trabalho árduo, em que se busca tirar proveito das duas principais características dos cães que desempenham essa função: faro apurado e personalidade curiosa. Antes de meter as fuças em malas, carros ou pessoas em geral nos locais de grande fluxo de gente ou mercadorias, como alfândegas, aeroportos e terminais rodoviários , eles passam por meses de ralação, quando aprendem a identificar os diversos tipos de drogas e a se comportar em público. A escolha dos cachorros para o emprego de caça-bagulhos se deu em função de seu olfato poderoso. Eles começaram a ser usados para farejar substâncias ilegais no fim dos anos 60, durante a Guerra do Vietnã (1959- 1975), quando o consumo de heroína entre soldados americanos tornou-se um sério problema para o Exército dos EUA. Com o tempo, a nareba afiada deixou de ser o único pré-requisito para o posto. No início, a capacidade olfativa era um fator decisivo na seleção dos animais, mas hoje o que qualifica, de fato, um cão é o seu interesse por procurar e encontrar objetos, diz Antônio José Miranda de Magalhães, chefe do canil da Polícia Federal, em Brasília. A unidade é o principal centro de treinamento de cães farejadores no Brasil e, desde sua criação, em 1988, já formou mais de cem focinhos de ouro para a função. }:oo)

BISBILHOTEIROS OFICIAIS

Olfato extremamente apurado e temperamento curioso são os principais pré-requisitos dos focinhos de ouro da polícia

Labrador, golden retriever, pastor alemão e pastor belga malinois são as raças mais usadas no combate ao tráfico de drogas. Esses cães têm um faro apuradíssimo, graças aos seus mais de 200 milhões de células olfativas para ter uma ideia, o fox-terrier tem 147 milhões e o homem míseros 5 milhões.

Depois de passar na peneira dos bons de fuça, são escolhidos os animais mais curiosos e perseverantes, que gostam de procurar e recuperar objetos e não desistem facilmente da busca. Com isso, os policiais têm a garantia de que seus futuros parceiros não farão corpo mole em serviço.

No canil da Polícia Federal, o adestramento começa quando o cão tem apenas 2 meses. Antes do treino específico para achar drogas, os animais passam por um cursinho de socialização e comandos básicos, como responder ao chamado do policial, sentar-se etc. Isso é feito, entre outras coisas, para que eles não ataquem as pessoas nas rua.

O treinamento propriamente dito que dura cerca de dois meses só rola depois que o cão completa 1 ano de idade. A partir daí, ele entra em contato com o odor típico da droga, que é acondicionada dentro de tubos de PVC, mangueiras de borracha ou em pequenas bolsas, feitas de lona impermeável, que imitam seus próprios brinquedos.

Após o cão se acostumar com o cheiro dos diversos tipos de drogas, os brinquedinhos são escondidos para que ele os encontre. O grau de dificuldade do exercício aumenta com o tempo. Para disfarçar o odor do tóxico (recurso adotado pelos traficantes), os treinadores misturam a ele produtos diversos, como alho, pimenta e cebola.

Sempre que o animal encontra o bagulho, recebe elogios e agrados do treinador. Caso ele não seja bem-sucedido, não recebe punição, mas, se dá mostras de que não vai dar conta do recado, pode até ser afastado do treinamento. Em nenhum momento do curso, e em hipótese alguma, o cão entra em contato com a droga.

Depois que está craque em farejar os entorpecentes, é hora de o bicho mostrar que sabe se portar em público. Ele é levado para fazer o treino ambiental nos locais onde irá trabalhar (postos de fronteira, aeroportos, rodovias etc.), para se acostumar com o movimento desses lugares. A partir daí, ele está pronto para botar o focinho em ação.

Já no batente, o cão usa os dois tipos de alerta que aprendeu. No ativo, ele arranha e morde o local onde a droga está escondida, ou pode latir para o suspeito de levar tóxicos. No passivo, ele se posiciona ao lado desse local ou da pessoa. Para não cansar a nareba, os cães intercalam períodos iguais de até 50 minutos de trabalho e descanso. O tempo pode variar, mas em geral eles ficam na ativa até os 10 anos de idade.

SOLTA OS CACHORROS!
Além de farejar drogas, os cães podem desempenhar com perícia várias tarefas

CÃES DE RESGATE
São peritos em localizar desde sobreviventes ou cadáveres soterrados sob escombros até crianças perdidas. Golden retriever, labrador, pastor alemão e collie são as raças mais utilizadas. Quando treinados, detectam odores disfarçados debaixo de metros de entulho

GUIA DE CEGOS
Os cachorros têm sido usados na condução de cegos desde a década de 1920. As raças mais adequadas a essa função são labrador, pastor alemão, golden retriever, bóxer e collie. Para ser um bom cão-guia, é importante que o animal seja paciente, dócil e determinado

FAREJADOR DE MINÉRIOS
Na década de 1960, na Finlândia, um instituto de prospecção geológica treinou com sucesso cachorros pastores alemães para encontrar jazidas de minérios, como cobre e níquel. Os animais conseguiram farejar minerais enterrados a até 12 metros de profundidade.

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Bicho também tem ciúme


A chegada de um bebê em casa pode deixar seu animal enciumado. Veja como lidar com essa situação.

por Elaine Moraes


O ciúme não é uma exclusividade humana. E seu companheiro de quatro patas pode não gostar da ideia de dividir o espaço com um estranho, mesmo que ele seja tão pequenino e lindo como um bebê. Para evitar esse sentimento doloroso que bicho também tem, o casal que possui um animal de estimação deve tomar algumas providências já durante a gravidez.

É muito comum que nesse momento o animal fique em segundo plano e a liberdade em casa passe a ser bem mais restrita. As consultas médicas e toda a preparação para a vinda do filho roubam o tempo e a atenção dos donos, e a velha sala de tevê de repente vira um quarto inacessível, por exemplo. Bastam situações assim para que o bicho, até então rei absoluto, fique ressentido. “Falta de apetite, apatia, agressividade, uivos, miados excessivos ou até xixi fora do lugar são indícios de que ele está sentindo falta das regalias que tinha e isso poderá fazer com que, mais tarde, relacione a chegada da criança com uma ameaça”, alerta a veterinária Regina Mota, da clínica Homeopatas, em São Paulo. O sofrimento pode acometer gatos, cachorros, papagaios...

Especialista em comportamento animal, Wagner Zoriki, da Organização Cão Cidadão, em São Paulo, explica que exercitar o desapego do espaço e do dono evita uma futura frustração (veja no quadro acima). “Quando a criança finalmente chega ao lar, o importante é que os pais dividam sua atenção entre o bebê e o animal”, complementa Zoriki. Ficar com a criança no colo e, ao mesmo tempo, alisar o pelo do cão o fará associar aquele pequeno ser a um momento de satisfação.

“Cada animal reage de uma forma diferente. Às vezes, o cachorro nem demonstra hostilidade e o gato nem sequer se importa com a mudança. Mas é preciso atenção. Se as tentativas de adaptação falharem e a agressividade permanecer, procure um especialista”, orienta Regina.

Conforme a criança vai crescendo, é bem provável que o cenário mude e você presencie uma relação afetuosa entre ambos. O filho passa a interagir mais com o bicho e um sentimento recíproco de proteção toma o lugar do antigo ciúme.

Algumas Verdades e Mitos sobre doenças da pele - Parte 4


Desvende os mitos sobre a saúde e beleza da pele

Não se deve operar sinais senão podem virar câncer?
Mito. É frequente alguém dizer: "o fulano tinha um sinal que foi operar e virou um câncer. Não devia ter mexido...". Com toda certeza já era um câncer antes de ser operado. Operar um sinal ou pinta não provoca a sua transformação em câncer da pele.

Pintas e sinais podem virar câncer?
Verdade. Alguns tipos de sinais, como os nevos pigmentados (sinais escuros), podem se transformar em um câncer da pele chamado de melanoma. Saiba quando devemos remover um sinal.

Psoríase e vitiligo são doenças contagiosas?
Mito. A psoríase e o vitiligo não oferecem o menor risco de contágio para qualquer pessoa que entre em contato com os portadores da doença.

Psoríase e vitiligo não tem cura?
Mito. A psoríase e o vitiligo podem ser curados clinicamente, com o desaparecimento completo dos sintomas e recuperação total da pele. Entretanto, não se pode afirmar que a doença nunca mais voltará a manifestar seus sintomas.

Estrias não tem cura?
Verdade. As estrias são irreversíveis, e os tratamentos disponíveis (mesoterapia, subcisão, dermoabrasão, peelings e uso de certos tipos de ácidos ou laser) apenas visam melhorar o aspecto das lesões tornando-as mais semelhantes ao tecido sadio ao redor. Nenhum tipo de tratamento pode, ainda, fazer a pele voltar ao que era antes. Conheça os tratamentos para estrias.

Usar óleo de amêndoas para hidratar a pele evita as estrias da gravidez?
Mito. As estrias ocorrem em pessoas com tendência a elas. Mulheres que usaram hidratantes podem ter estrias e mulheres que não usaram podem não ter. De qualquer forma, recomenda-se a hidratação profunda da pele pois pode ajudar a evitá-las, mas não são a certeza de que elas não vão aparecer.

Cremes para estrias funcionam?
Mito. Os cremes para estrias atualmente comercializados não acabam com as estrias porque elas são irreversíveis. Mesmo os cremes a base de ácidos, formulados pelos médicos, e que são mais ativos que as substâncias presentes nos cremes comerciais, tem apenas um efeito de melhora sobre o aspecto das estrias.

Banho demais faz mal à pele?
Verdade. A água não faz mal à pele porém, o uso excessivo de sabonetes pode retirar a camada de oleosidade necessária para a manutenção da integridade da pele, causando o seu ressecamento, especialmente nos idosos e em cidades com clima seco.

Banhos quentes aumentam a oleosidade da pele?
Verdade. Em pessoas com pele oleosa, a água quente pode estimular a secreção de mais oleosidade nas áreas de pele oleosa. (Veja mais informações em Dicas Úteis)

Passar soro fisiológico na pele faz bem?
Mito. Soro fisiológico é apenas água e sal, não tem qualquer efeito benéfico para a pele.

As simpatias para tratar verrugas funcionam?
Verdade. As simpatias podem funcionar para algumas pessoas. As verrugas são doenças causadas por vírus. As simpatias provocam uma auto-sugestão de que a pessoa vai ficar curada. Isto pode estimular seu sistema imune a combater os vírus, eliminando as verrugas.

Fonte: http://www.dermatologia.net

Gatos em apartamentos: cuidados e deveres do dono


Em grandes cidades, onde os apartamentos acabam sendo a principal forma de moradia, nem sempre é fácil criar um animal de estimação. Os cachorros, na maioria das vezes, necessitam de mais espaço para gastar energia, ou seja, os gatos acabam sendo excelentes opções de pets.

Estima-se que existam 16 milhões de bichanos no País, e parte dessa popularidade acontece devido à adaptabilidade dos animais para viver em ambientes reduzidos. Alessandra Amarante, veterinária especialista em felinos, explica que não existe uma raça específica para viver em apartamento, isso porque para os gatos, como são de pequeno porte, o mais importante é a forma como são tratados.

A médica destaca que a alimentação dos animais deve ser diferenciada, bem como o enriquecimento do ambiente com brinquedos, para que o gato não fique entediado. “O fato dos felinos morarem em um apartamento não é fator determinante para ficarem obesos e sim a falta de atividade física, o excesso de comida e o fornecimento de alimentos inadequados para a espécie”.

Outra preocupação que os donos devem ter é quanto à determinados comportamentos compulsivos, provenientes do estresse. A dra. Alessandra explica que para os gatos, um simples fato como a presença de um móvel novo na casa ou a mudança de seu lugar de dormir pode deixá-lo deslocado em sua própria casa o que pode desencadear um processo patológico no bichano.

Segurança e bem-estar

Os gatos são caçadores natos e não dispensam um novo desafio. O problema é que em apartamentos, os bichanos podem acabar sofrendo graves acidentes caso pulem da janela. Nesse sentido, a dra. Alessandra chama atenção para a importância das telas. “O gato está atento a todos os movimentos ao seu redor. Assim, quando ele vê algo se mexendo ele não ‘pensa duas vezes’ e pula na direção do objeto. Não se preocupa se está no primeiro ou no vigésimo andar”.

Outra dúvida muito comum para os “pais” de primeira viagem é sobre criar ou não mais de um bichano. Isso porque os gatos costumam desenvolver personalidade própria e podem não gostar de companhia. Outros, por sua vez, se sentem solitários. Nesses casos a veterinária explica que os donos devem reparar no comportamento do animal. Caso ele esteja feliz, é preciso respeitar seu espaço.

Vale lembrar ainda que em apartamentos com mais de um gato a atenção deve ser redobrada quanto à alimentação deles, como explica a especialista. “Em casas com muitos animais a obesidade pode ser um problema à medida que um gatinho poderá comer sua própria comida e a dos outros, favorecendo um ganho de peso e limitando a alimentação dos outros”.

Para finalizar, a médica reforça a importância da vacinação e vermifugação, mesmo para gatos que nunca saem de casa. Isso porque existem doenças que são facilmente transmitidas e o contato com pessoas que tenham um felino doente pode ser perigoso para o gatinho. Outro fator muito importante a ser considerado é a possibilidade de uma urgência médica em que o felino precise ser encaminhado a uma clínica veterinária. “Se este animal não estiver com as vacinas em dia ele estará susceptível a diversas doenças, como acontece em hospitais para humanos”.

Fonte: http://petmag.uol.com.br

7 soluções gratuitas para limpar o HD

Chega uma hora que não dá mais pro HD. O disco do computador não somente está chegando ao limite da sua capacidade, como também o desempenho já não é mais o mesmo. É hora de fazer uma limpeza.

Para você não precisar excluir alguns arquivos toda vez que quiser baixar algo fresquinho da fonte infinita da web, o Downloads INFO foi atrás das melhores opções gratuitas de utilidades para o HD.

Ccleaner

O Ccleaner é a referência entre freeware de limpeza de HD. Não é para menos: é pequeno, simples e mortal. Arquivos temporários, vestígios inúteis de programas outrora instalados e caches vão para o ralo, enquanto o registro passa por uma reorganização. O Ccleaner, ainda por cima, tem tradução para o português.

System Ninja

Silenciosamente, esse freeware vai até as profundezas atrás de tudo que o PC tem de inútil. Antes de eliminar esses inimigos do desempenho, porém, pergunta para o chefe – ou seja, você – quem apagar e quem poupar. O System Ninja também inclui uma espécie de gerenciador de tarefas.

Wise Disk Cleaner Free

O Wise Disk é um software de funcionamento muito simples para aumento de desempenho da máquina. Além de identificar e excluir arquivos sem uso ou temporários no HD, ele pode desfragmentar seus drives para menores tempo de resposta e número de erros.

Similarity

O iTunes possui uma ferramenta muito útil, que é mostrar arquivos duplicados, que podem estar ocupando espaço no HD em vão. Esse freeware escaneia seu PC e analisa as tags de sua coleção de MP3 para apontar músicas repetidas e sugerir que elas sejam apagadas. Tome cuidado para não excluir canções de discos diferentes.

Moo0 DiskCleaner

O Moo0 não é peculiar apenas por seu nome estranho. Ele apaga os cookies e o cache dos navegadores, além de arquivos temporários que o Windows cria, só que com um funcionamento simples-de-morrer: aperte um botão e o freeware limpa a máquina.

nCleaner Second Generation

O nCleaner agrupa funções para privacidade e desempenho do computador. Além da limpeza de histórico e cache dos browsers, dá uma geral no registro e possui ferramenta para ativação de funções do sistema do Windows, junto com a escolha de quais programas que devem iniciar junto com a máquina.

Revo Uninstaller

Quando o HD está cheio, apelamos ora para apagar arquivos de mídia ora para desinstalação de programas. O Revo Uninstaller é um expert da segunda alternativa, já que mostra cada um dos software que estão instalados no PC e pode excluir cada um de maneira muito mais completa que a ferramenta do Windows consegue.

Fonte: http://info.abril.com.br

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

A doença do mau humor


Ele era um servidor de Jesus um tanto imperfeito. Vivia de mau humor. Reclamava de tudo e de todos.

Com tal comportamento, natural que as antipatias se multiplicassem ao seu redor.

Por fim, era detestado pelos que lhe compartilhavam a vida, a tal ponto que alguns resolveram compor uma comissão e comparecer ante o superior da nobre instituição, pedindo providências.

O superior era o Papa, um homem devotado ao bem, portador de peregrinas virtudes.

Recebeu a comissão em audiência particular e lhe ouviu as reivindicações que incluíam um pedido de transferência para o colega sacerdote tão complicado.

Ninguém o desejava na equipe de trabalho, pois todos se sentiam mal com suas constantes reclamações.

Que ele fosse enviado a um local distante, para uma tarefa isolada. Afinal, diziam os integrantes da comissão, embora não o quisessem ao seu lado, também a ninguém desejavam tal castigo.

De forma surpreendente, quando concluíram o relato, o Papa lhes assegurou que iria resolver a questão.

Solicitou que o sacerdote fosse encaminhado aos seus próprios serviços. Ele o tomaria para seu secretário particular.

Quando lhe chegou o novo secretário, encarregou-o de uma tarefa especial.

Todos os dias, às sete horas da manhã, ele deveria despertá-lo e informar:

Santidade, são sete horas. O dia está lindo e o café está servido.

Na manhã seguinte, pontualmente, pois ele era fiel cumpridor dos seus deveres, compareceu à frente do Papa e informou, conforme lhe fora ordenado:

Santidade, são sete horas. O dia está lindo e o café está servido.

Eu sei, meu filho. Respondeu o papa, com bondade. Os anjinhos me contaram.

E assim foi no segundo dia, no terceiro e em todos os seguintes.

Ao final de algumas semanas, o mal humorado servidor já se cansara de ouvir a mesma resposta do Papa.

Mas, fiel ao seu dever, chegou pela manhã e disse:

Santidade, são sete horas. O dia está lindo e o café está servido.

A resposta foi a mesma.

Eu sei, meu filho. Os anjinhos me contaram.

Então, com todo o mau humor represado há dias, explodiu o secretário:

Que anjos mentirosos! Saiba sua Santidade que são nove horas, está chovendo torrencialmente e eu não preparei o café.

* * *

Isso se chama distimia, a doença do mau humor. Difícil de ser debelada, mesmo ao contato de pessoas pacientes e otimistas, que tudo fazem para mostrar a esse enfermo que nunca tudo é ruim.

Se nos descobrirmos nesse quadro, busquemos ajuda profissional e repensemos nossas atitudes.

Ajustemos as lentes da alma e descubramos quão extraordinário é o mundo em que nos movemos, pleno de cor, magia, encanto.

E vejamos que mesmo a lava destruidora do vulcão em erupção, enquanto engole, em sua passagem, o que encontra, ilumina em cores a paisagem.

Pensemos nisso!

Redação do Momento Espírita, com base na faixa
O Padre rebelde do Vaticano, do CD O perdão e o
autoperdão, v. 1, de Divaldo Pereira Franco, ed.
Centro Espírita Caminho da Redenção.
Em 14.09.2010.

Morte de animais é comparada a perda de familiares


Não é de hoje que os animais de estimação têm ocupado um espaço especial como membro da família de seus donos. E como não poderia deixar de ser, quando os amigos peludos morrem, o luto pela perda é grande. Para muitos, a dor é tanta que pode durar para sempre, como revelou uma pesquisa britânica revelada pelo site do jornal Daily Mail.

Segundo a pesquisa, a maioria dos donos de pets do Reino Unido considera a morte de seus bichinhos tão traumática quanto o falecimento de um ente querido. Para a metade deles, o evento pode ser comparado com a perda de membros próximos como um tio ou avô, mas para 1/3 deles, a comparação vai além. Para esses, é como se eles tivessem perdido um irmão, os pais ou até mesmo marido/esposa.

Para chegar aos resultados, foram entrevistados 1,3 mil britânicos amantes de cães e gatos. Foi descoberto que eles tendem a ficar de luto por seus animais por anos, sendo que 53% deles revelaram que a dor da perda dura para a vida toda. Outros 25% admitiram que ficaram tão desolados com a morte de seus animais que precisaram faltar ao trabalho.

Em média, estima-se que os donos enlutados tenham custado ao governo britânico 895 milhões de libras com os dias de folga pedidos para enterrar seus pets. A pesquisa revelou ainda que os donos gastam 72 libras com serviços funerários para os pets.

Cerca de 25% decidem pela cremação, 8% criam um santuário ou fazem uma cerimônia parecida com a realizada para humanos, enquanto 5% enterram seus animais em caixões.

Fonte: http://petmag.uol.com.br

Algumas Verdades e Mitos sobre doenças da pele - Parte 3


Desvende os mitos sobre a saúde e beleza da pele

Colocar anticoncepcional no shampoo faz os cabelos crescerem mais rápido?
Mito. O uso de hormônios femininos não faz os cabelos crescerem mais rápido, muito menos desta maneira pois, a absorção dos hormônios, se ocorrer, será mínima.

Os cabelos cortados durante a época da lua cheia e crescente crescem mais?
Mito. O corte dos fios, que são estruturas compostas por células mortas, não interfere de forma alguma com o crescimento dos cabelos.

Os cabelos devem ter as pontas cortadas para ganhar força?
Mito. A crença vem da correlação com a poda das plantas. A diferença é que os galhos das plantas crescem pelas pontas, que são vivas. Já os fios de cabelos crescem pela raiz. As pontas são mortas e o corte não vai interferir com o crescimento.

Depois do parto os cabelos caem por causa da anestesia?
Mito. Não é a anestesia a causa e sim o próprio parto (ou outro tipo de estresse físico ou emocional) que provoca uma queda intensa de cabelos cerca de 2 a 4 meses após o evento desencadeante. Chama-se eflúvio telógeno e estes pêlos voltarão a crescer normalmente depois de algum tempo.

Pintar o cabelo desde cedo favorece o surgimento de cabelos brancos?
Mito. Nada que se faça com a haste do fio modificará a sua formação pela raiz. Geralmente quem começou a pintar os cabelos mais cedo, o fez porque tinha tendência hereditária ao surgimento de fios brancos.

Não secar os cabelos após o banho faz cair os cabelos?
Mito. Deixar os cabelos molhados não os faz cair. Se fosse assim, os nadadores, que permanecem horas seguidas dentro da água seriam todos calvos.

Calvície tem tratamento?
Verdade. Já existe um tratamento com resultados significativos para interromper a queda dos cabelos e, até mesmo, fazê-los crescer novamente. Leia sobre a finasterida.

Arrancar 1 fio de cabelo branco faz nascer 2 no lugar?
Mito. Quando os fios de cabelo começam a ficar brancos, o processo ocorre gradativamente e outros fios vão ficar brancos também. A crença vem daí, a pessoa arranca o primeiro fio branco e quando se dá conta já surgiram outros, que iriam aparecer de qualquer forma, não porque aquele primeiro foi arrancado.

Lixar as unhas ao invés de cortá-las faz com que fiquem mais fortes ou cresçam mais rápido?
Mito. Cortar ou lixar não influi em nada o crescimento ou a resistência das unhas já que isso não interfere com a matriz da unha, que é a responsável pela sua formação.

Pintar as unhas de vermelho fortalece e acelera o crescimento?
Mito. O uso do esmalte não interfere na formação da unha pela matriz, portanto, não acelera seu crescimento nem a sua qualidade.

Unhas bem cortadas vão até o "sabugo"?
Mito. Deve-se sempre deixar uma fina borda de unha livre (aquela faixa branca da extremidade) para evitar danos ao leito da unha. Nas unhas dos pés deve-se deixar sempre os cantos maiores, cortando-se a unha "quadrada" de modo a evitar o encravamento. Veja dicas para a saúde das unhas.

Fonte: http://www.dermatologia.net