Google+ Followers

segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Ouvidos de ouvir


Uma reunião com índios americanos revela um ensinamento importante e urgente.

Agrupados os participantes, ninguém fala. Há um longo, longo silêncio. Todos calados à espera do pensamento essencial.

Aí, de repente, alguém fala. Curto. Todos ouvem.

Terminada a fala, novo silêncio. Falar logo em seguida seria um grande desrespeito, pois o outro falou os seus pensamentos, pensamentos que ele julgava essenciais.

Esses pensamentos são estranhos aos demais. É preciso tempo para entender o que o outro falou.

Se alguém falar logo a seguir, são duas as possibilidades que se pode pensar.

Primeira - quem falou está dizendo: Fiquei em silêncio só por delicadeza. Na verdade não ouvi o que você falou. Enquanto você falava, eu pensava nas coisas que iria falar quando você terminasse sua fala.

Segunda: Ouvi o que você falou. Mas isso que você falou como novidade eu já pensei há muito tempo. É coisa velha para mim. Tanto que nem preciso pensar sobre o que você falou.

Em ambos os casos, está se chamando o outro de tolo. O que é pior do que uma bofetada.

O longo silêncio quer dizer: Estou ponderando cuidadosamente tudo aquilo que você falou.

Não basta o silêncio de fora. É preciso silêncio dentro. Ausência de pensamentos. E aí, quando se faz silêncio dentro, começa-se a ouvir coisas que não se ouvia.

* * *

Muitos são os cursos oferecidos pelo mundo afora, pretendendo ensinar a falar. Ter uma boa oratória é fundamental nos dias de hoje.

Mas será que apenas saber falar é suficiente? Não estamos esquecendo o que vem antes? Não estamos esquecendo de aprender a ouvir?

Não existem cursos de escutatória, é certo, mas aprender a ouvir corretamente é de suprema importância.

A postura humilde de quem ouve, de quem presta atenção nas palavras do outro, do que o outro diz ou não diz, é a postura do homem de bem.

Ninguém se educa, ninguém cresce, se não aprende a escutar.

Alberto Caieiro dizia que não é bastante ter ouvidos para ouvir o que é dito; é preciso também que haja silêncio dentro da alma.

Silêncio dentro da alma significa que os pensamentos devem emudecer de quando em vez.

As ideias preconcebidas, a tal maneira como sempre pensei, devem calar um pouco, e considerar algo distinto, saborear o novo.

Todos os grandes da Terra souberam ouvir, souberam se desprender de suas ideias e considerar novas, considerar o algo mais.

Grandes escritores são antes grandes leitores. Sabem escutar outros livros, antes de recitar os seus próprios.

Que possamos aprender a ouvir mais, a respeitar mais a opinião do outro, e assim aprender com todos, independente se sabem mais ou menos do que nós.

Exercitemos a tal escutatória e cultivemos o silêncio na alma, nos pensamentos.

Redação do Momento Espírita com base no texto Escutatória, do
livro O amor que acende a lua, de Rubem Alves, ed. Planeta.
Em 19.08.2009.

Robôs na cozinha de restaurante japonês



Depois das salas de aula, as cozinhas japonesas estão se preparando para receber a invasão dos robôs. E, pode acreditar, não estamos prevendo algo para os próximos anos, mas algo que já acontece. No vídeo acima você pode ver dois deles trabalhando em conjunto na cozinha de um restaurante localizado em Nagoya.

Os aparelhos foram desenvolvidos pela empresa local Aisei, e são capazes de fazer 80 pratos por dia. Os clientes afirmam que não há diferença entre os pratos feitos por eles em relação aos dos cozinheiros de verdade. Que bom, pois assim como os cozinheiros de carne e osso, eles também podem ser demitidos.

Do lobo ao cão doméstico


Revista Cães & Cia, n. 318, novembro de 2005

Conheça melhor as semelhanças e as diferenças entre lobos e cães, explicadas por Alexandre Rossi

Muitos comportamentos do cão são herdados. E só podem ser realmente compreendidos se levarmos em conta a história evolutiva da espécie. Alguns deles, como a gravidez psicológica, abordada nesta seção (edição 315), deixaram de fazer sentido no modo de vida atual. Outros adquiriram funções diferentes. Por exemplo, a capacidade de seguir um rastro para capturar uma presa é hoje aproveitada para busca e salvamento.

Ao contrário do que muita gente pensa, ainda não sabemos exatamente como ocorreu a domesticação do cão. Acreditava-se que teria sido há cerca de 15 mil anos. Descobertas arqueológicas referentes àquela época mostraram cães enterrados com seres humanos em posições que sugeriam afetividade entre eles. Estudos recentes de DNA mitocondrial (tipo de DNA que permite estimar separações entre grupos de animais) apontam para a separação entre o cão e o lobo há mais de 100 mil anos! Uma teoria lança a idéia de que o cão já havia se separado do lobo antes mesmo do contato com seres humanos. Com isso, o homem deixaria de estar na posição de “criador” do cão.

Está cada vez mais certo que o cão doméstico se originou do lobo cinzento (Canis lupus) ou de um ancestral comum muito próximo. Teorias antigas levantavam hipóteses de o cão ter sido originado a partir de coiotes, chacais ou outros lobos. Mas essas idéias foram abandonadas depois de analisado o DNA de cada espécie e de se ter constatado que o lobo cinzento e o cão possuem DNA quase idênticos.

Muitos estudos sobre diferenças e semelhanças entre lobo e cão procuram mostrar a influência humana na seleção das características comportamentais do cão atual. As semelhanças entre as duas espécies são muito grandes. Desde a comunicação corporal, feita com sinais de submissão e dominância, até o comportamento de ataque e a inteligência para resolver problemas complexos.

Outro fato interessante é que a seleção realizada pelo homem especializou os cães em diversas funções sem acrescentar comportamentos inexistentes nos lobos. Foram fixadas grandes diferenças de morfologia (de formas) e de comportamento, sempre por meio de trabalhos feitos com características e aptidões já presentes. Nas raças de guarda, por exemplo, ressaltaram–se o instinto guardião e a coragem do lobo. No comportamento de pastoreio do Border Collie, foi reforçado o instinto de cercar a presa antes de capturá-la, e assim por diante. O ser humano, portanto, apenas selecionou e reforçou, nos cães, características que já estavam presentes no lobo, sem ter criado comportamentos novos.

A habilidade de comunicação interespecífica, ou seja, entre o cão e o homem, ocorre nos cães em maior grau do que nos lobos. Faz bastante sentido imaginar que o ser humano, consciente ou inconscientemente, tenha selecionado características e aptidões que facilitaram a comunicação entre as duas espécies, durante o longo convívio entre ambas.

Experimentos recentes feitos com cães e lobos socializados demonstraram que os cães prestam mais atenção no rosto humano e têm mais facilidade do que o lobo para compreender gestos de apontar feitos por pessoas.

Outra diferença curiosa entre cães e lobos criados nas mesmas condições é que, ao contrário dos lobos, os cães podem preferir imitar alguns comportamentos humanos em vez dos da própria espécie, a partir de certa idade.

A capacidade de ser treinado e de se adaptar a diversas situações também diferencia as duas espécies. É muito mais difícil ensinar um lobo do que um cão a sentar, a deitar, etc. Tais capacidades podem estar relacionadas a uma característica do cérebro canino adulto: ele se mantém semelhante ao cérebro do filhote de lobo por toda a vida. “Cérebros novos” possuem uma plasticidade maior para lidar com ambientes diferentes e para aprender coisas novas.

As aptidões dos cães os tornam mais adaptados à vida com o ser humano. Da mesma forma, os lobos se saem melhor na vida selvagem, para enfrentar os problemas comuns ao hábitat deles.

Windows 7 gasta mais bateria que o XP


Diferente do que a Microsoft fala a respeito da nova versão de seu sistema, alguns testes revelam que o Windows 7 instalado em laptops consome mais bateria que o seu rival Windows XP.

A diferença de gasto de energia entre as duas versões chega a 30% em alguns casos. A Laptop Magazine testou um Toshiba NB205, e a Tom’s Hardware usou um Acer Aspire One. Nos dois casos, o Windows 7 perdeu para o XP em tempo de uso na bateria.

No laboratório da Tom’s Hardware, o Win7 durou 5h54 min, enquanto o WinXP durou 8h24min (o Tom’s usou o Windows 7 RC).

Claro, nem todas as análises são negativas, e o resultado final depende de um monte de fatores, como o hardware, os recursos ligados/desligados, etc. Porém, quando o Windows 7 ganha em economia de energia a diferença é menor, em torno de 10%.

Para quem usa desktop, muitas vezes o gerenciamento de energia feito pelo sistema operacional passa desapercebido, mas para os usuários de notebooks (principalmente os que precisam ter o aparelho debaixo do braço) isso é algo importante.

domingo, 30 de agosto de 2009

Surya e Roscoe: Best friends!!!!!!




Suryia, o orangotango é o melhor amigo de Roscoe, um cão de caça de dois anos. Depois que um encontro por acaso os reuniu, eles não se largaram mais e passam o tempo todo nadando, correndo, brincando e se abraçando muito...Eles vivem na reserva TIGERS na Flórida e dão uma lição de amizade para dar inveja a qualquer ser humano.

sábado, 29 de agosto de 2009

Cachorros - Chega de buracos


http://www2.uol.com.br/focinhos/petsnodiva/petsnodiva_02.shtml

Por Alexandre Rossi

Quem tem casa com jardim e um cachorro conhece bem o problema. Cães adoram cavar buracos na terra e acabam destruindo aquele canteiro que consumiu horas de dedicada jardinagem. Cavar buracos é uma atividade natural e saudável para os cães, mas pode ser controlada ou evitada com adestramento. Diversos motivos levam os cães a fazer buracos. Eles cavam para esconder ossos e restos de alimento, para preparar um lugar fresco para deitar, para aliviar tédio ou ansiedade, para exercitarem-se, para chamar a atenção e, acredite, para imitar o dono.

O primeiro passo para resolver o problema é identificar e eliminar as causas que levam o cão a assumir a personalidade de um tatu. Cães são animais sociáveis. Precisam da companhia do dono para ter uma vida saudável. Eles devem ser levados para passeios, para fazer exercícios e interagir com o dono e sua família. Um cão abandonado no fundo do quintal pode sofrer estresse e se pôr a cavar. Caso você não disponha de muito tempo para seu animal, brinquedos projetados para ele se divertir sozinho ajudam a aliviar a solidão do bicho.

Cães gostam de lugares frescos e agradáveis para dormir. Se ele está fazendo do canteiro dormitório, é porque não acha a cama em que dorme confortável. A solução é melhorar as acomodações do bicho. Se toda vez que o seu cachorro abre um buraco no jardim você corre para consertar o estrago e lhe dar bronca, ele vai cavar sempre que se sentir carente. A bronca e o conserto significam a atenção que ele tanto quer. Como agir? Ignore o estrago, não dê bronca e tape os buracos na hora em que o cão não estiver por perto. Outra atitude que leva alguns donos à loucura é a mania de certos cães em revolver exatamente aquele canteiro que acabou de ser adubado e remexido pelo próprio dono ou pelo jardineiro. Não é sacanagem do bicho. É que cães aprendem por imitação. Por isso, evite cavar na frente deles. Uma vez identificado o que leva o bicho a cavar e eliminada a causa, é a hora de aplicar punições. Mas, atenção: toda punição deve ser despersonalizada, para que o cão não repita o comportamento indesejado durante sua ausência. Se todas as vezes em que cavar o cão for punido, em poucos dias o problema estará resolvido.

Um tipo de punição despersonalizada eficiente é colocar as fezes do próprio cachorro no fundo dos buracos que ele cavou e cobrir com um pouco de terra. Isso causará uma sensação desagradável ao cão assim que ele voltar a cavar o mesmo buraco.

Outro truque que dá resultado é colocar uma bexiga no fundo dos buracos e cobri-las com um pouco de terra. O barulho do estouro da bexiga assustará o bicho, desestimulando-o a cavar.

Se você flagrar o cachorro cavando, experimente jogar latas vazias em sua direção. Mas não deixe que o cão perceba que é você quem está atirando as latas. Do contrário, ele não fará a associação do cavar com objetos desagradáveis que caem sobre ele vindos do nada.

Quanto mais eficazes as punições, mais rápido o problema será eliminado. Por isso, considere a possibilidade de manter seu cão em algum lugar que ele não possa cavar quando você não tiver a oportunidade de puni-lo.

Muitos comportamentos considerados indesejados, como latir exageradamente ou cavar, são sintomas de cães estressados. O estresse surge principalmente em animais que ficam trancafiados no quintal e raramente desfrutam passeios e a companhia do dono. Não se esqueça de que os cães são seres sociais, que dependem da nossa companhia para levar uma vida saudável.

Mitsubishi lança o carro elétrico i-Miev



A Mitsubishi Motors anunciou nesta quinta-feira no Japão que fabricará o carro elétrico i-MiEV em larga escala. O compacto elétrico i-MiEV custará US$47,5 mil, ou seja, quase o dobro do preço dos carros híbridos como Toyota Prius e Honda Insight.

A quarta maior montadora do Japão anunciou que fará produção em série do veículo e espera produzir cerca de 1400 unidades durante o atual ano fiscal, segundo a agência Kyodo.

Até março de 2010, a Mitsubishi pretende aumentar a produção até 5 mil unidades.

O carro de quatro lugares atinge 130 km/h e é movido a motor elétrico e as baterias podem ser recarregadas em uma tomada comum.

O i-MiEV não emite poluentes e não tem motor de combustão agregado, como acontece com os híbridos.





Clínica Dental Smile - Nagoya, Japan


Há dois anos a Clínica Dental Smile trabalha com assistentes brasileiras em tempo integral e tem como missão oferecer aos brasileiros residentes na região de Nagoya um tratamento completo e de qualidade, com o compromisso de proporcionar aos nossos pacientes e dentistas total compreensão das necessidades bucais e tratamentos a serem realizados, eliminando os constrangimentos causados pela dificuldade de compreensão do idioma japonês.

Todas as nossas assistentes são treinadas e instruídas a esclarecer quaisquer dúvidas que possam surgir durante seu tratamento, oferecendo-lhe a tranqüilidade necessária para a realização de um bom tratamento dentário, onde paciente e dentista possam se comunicar sem qualquer dificuldade e ambos saiam satisfeitos da consulta.

Realizamos tratamentos estéticos, protéticos, implantes, ortodônticos, odontopediatria, tratamentos preventivos em geral.

Localizada próximo à Estação de Shigahondori da linha Tikatetsu, ou da Estação Oozone, da JR, a Clínica Dental Smile oferece aos seus pacientes fácil acesso a um tratamento tranqüilo e de qualidade.

Agende a sua consulta pelo telefone (052) 915-8080 e sorria sem receio!!

Clínica Dental Smile
Aichi-ken Nagoya-shi Kita-ku Onoue-cho 1-2
Onoue Danchi 4-1F

Tel.: 052-915-8090
(0120) 868-461

Kate Voegele - 99 Times (tradução)



Então, veja
Você me trouxe de volta pra mais
E parece que a sua música está Na minha cabeça
Isso é uma guerra
Mistério; como eu pude sentir Você me respirar

Eu tinha certeza que você manteria
Cada promessa; Você manteria cada palavra

Bem,
Eu tentei entender suas Histórias, mais nada parece
Estar certo

Pra cada 99 vezes,
que você me olhou nos olhos,
que você me olhou nos olhos,
E jurou que não estava mentindo
Bem, eu estava tão cega
E eu nunca via os sinais
Eu vou sair hoje à noite
E você não está convidado

É uma vergonha,
Que você me deixou esperando como você fez
Foi bravo,
Mais foi muito mais idiota
Você não acha?
Porque você sabe que eu não vou ficar satisfeita
Até você perceber

Pra cada 99 vezes
que você me olhou nos olhos,
que você me olhou nos olhos,
E jurou que não estava mentindo
Bem, eu estava tão cega
E eu nunca via os sinais
Eu vou sair hoje à noite
E você não está convidado

Essas coisas são oh, tão tipicas
Essas coisa são imperdoáveis
Eu tô fora e você está invisível agora
Não me deixe eu o pegar acompanhando,
Nem pergunte, eu não estou oferecendo
Você já causou sofrimento demais, oh

Pra cada 99 vezes
que você me olhou nos olhos,
que você me olhou nos olhos,
E jurou que não estava mentindo
Bem, eu estava tão cega
E eu nunca via os sinais
Eu vou sair hoje à noite

Pra cada 99 vezes
que você me olhou nos olhos,
que você me olhou nos olhos,
E jurou que não estava mentindo
Bem, eu estava tão cega
E eu nunca via os sinais
Eu vou sair hoje à noite
E você não está convidado!

Gui Boratto


Gui Boratto é um DJ e produtor brasileiro. Nascido em 1974 na cidade de São Paulo, começou sua carreira em 1993 no ramo publicitário. Entre 1994 e 2004, realizou diversos trabalhos para várias gravadoras no Brasil e no mundo alcançando ao lado da vocalista Patrícia Coelho e Tchorta enorme sucesso com a banda de dance pop Sect. Desde 2005, passou a se dedicar às suas próprias composições e produções. Atualmente, ele comanda juntamente com seu irmão Tchorta uma gravadora independente chamada Mega Music.

Gui Boratto possui várias composições licenciadas a algumas das maiores e mais respeitadas gravadoras européias, como Kompakt, K2, Audiomatique, Harthouse, Plastic City, entre outras. Freqüentemente suas músicas são tocadas e remixadas por famosos DJs do cenário mundial, como Deep Dish, Tiefschwarz, Hernan Cattaneo, etc.

Em 2007, Gui Boratto foi considerado o DJ número 133 do mundo, de acordo com o ranking da revista especializada DJ Mag. O lançamento do álbum Chromophobia lhe rendeu também o prêmio de Álbum do Mês da revista britânica Migmag em Abril do mesmo ano.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Um Pouco sobre Madonna...


Madonna Louise Veronica Ciccone (Bay City, Michigan, Estados Unidos, 16 de agosto de 1958), é uma cantora, compositora, dançarina, atriz, escritora, produtora musical e cinematográfica estado-unidense conhecida simplesmente como Madonna, a maior artista pop feminina de todos os tempos. É vencedora de oito Grammy e de um Globo de Ouro de melhor actriz comédia/musical pelo papel em Evita, além de também interpretar duas músicas vencedoras do oscar de melhor canção: Sooner or Later, do filme Dick Tracy, disponível no álbum I’m Breathless, e You Must Love Me, do filme Evita também do álbum de mesmo nome Evita.

Sua entrada no Rock and Roll Hall of Fame ocorreu em 11 de Março de 2008 quando completou 25 anos de carreira. Esse título americano é cedido aos artistas que fazem história e têm grande importância e influência no mundo da música por no mínimo 25 anos. Madonna adquiriu muitos prémios ao longo da sua carreira e esta soma um pouco mais de 120 prémios, sendo uma das cantoras mais premiadas no mundo, segundo a Agência FamaPress.

Madonna é mais conhecida pelas polémicas que causa ao misturar temas políticos, sexuais e religiosos na sua obra, sendo também chamada constantemente por material girl e rainha do pop, devido às suas vendas notórias e à sua influência inigualável na história da música.

Depois de assinar com a Sire Records em 1982, sucessos como Holiday (1983), Like a Virgin (1984), Papa Don’t Preach (1986) e Like a Prayer (1989) catapultaram-na a uma enorme fama pelos anos 80.

O final da década de 80 foi encerrada em grande estilo com o lançamento da turnê Blond Ambition Tour em 1990 onde Madonna veste o famoso sutiã cônico. Nessa mesma turnê, Madonna simula masturbação numa cama durante a música Like a Virgin e logo após, com um crucifixo no pescoço, canta Like a Prayer, fazendo o show ser censurado pelo Papa na Itália. Todos os bastidores dessa turnê foram transformados no documentário Truth or Dare, traduzido para o português como Na Cama com Madonna e foram exibidos nas salas de cinema do mundo todo.


A primeira metade da década de 90, é considerada a mais polémica da sua carreira devidos ao lançamento do videoclipes e músicas com alto apelo erótico. O vídeo de Justify My Love (1990) apresenta Madonna em quartos de um hotel beijando homens e mulheres com roupas de característica sadomasoquista, sendo banido pela MTV americana. Em 1992 Madonna lançou simultaneamente o álbum Erotica e o livro Sex, com fotos e contos de todas as suas fantasias sexuais, o que veio inflamar ainda mais a polêmica de sua carreira. Logo em seguida representou uma mulher acusada de matar o marido com muito sexo no filme Corpo Em Evidência. E em 1993 saiu em turnê para divulgação do álbum Erotica, entitulada The Girlie Show, que passou pelo Brasil em novembro.

Na segunda metade dos anos 90, após o nascimento de sua primeira filha, Lourdes Maria, Madonna sofre uma completa reinvenção, fazendo o musical Evita (1996) e lançando o grande e elogiado Ray of Light (1998), considerado por muitos seu melhor disco. Esse álbum rendeu-lhe 4 Grammys e 6 prémios do MTV VMA.

Além de conquistar doze hits número um e trinta e sete hits nas dez mais do Billboard Hot 100 dos EUA, ela ganhou 27 prémios do MTV Video Music Awards (incluindo o prémio Vanguarda de Vídeo), seis Grammy, bem como um Globo de Ouro de Melhor Atriz (Musical ou Comédia) por seu papel em Evita. Duas faixas interpretadas por Madonna, Sooner or Later e You Must Love Me, foram premiadas com oscars.



Em 2003 Madonna lançou o álbum American Life, saindo logo em seguida em turnê para divulgação, chamada Reinvetion Tour. Seguindo o mesmo formato do filme Na Cama com Madonna, os bastidores dessa turnê foram gravados e transformados no documentário I’m Going to Tell You a Secret, sendo que dessa vez não foi exibido em salas de cinema.

Em 2005 Madonna lançou o Confessions on a Dance Floor e quebrou um recorde mundial ao atingir o primeiro lugar num total de quarenta países, o maior número alcançado por um álbum. O primeiro single, Hung Up possui samples da música Gimme! Gimme! Gimme! do grupo ABBA. Madonna escreveu uma carta ao grupo ABBA solicitando autorização para usar o som da música e foi a primeira a ser autorizada pelo grupo para tal. Com esse single quebrou mais um recorde ao atingir o número um em quarenta e um países. Hung Up também se tornou num dos singles melhor vendidos de Madonna com um total de vendas de mais de 4,7 milhões de vendas digitais, de toques de telemóveis e singles.

Em 2008 Madonna trabalhou em conjunto com Pharell Williams, Justin Timberlake e Timbaland para lançar o álbum Hard Candy. Duas faixas desse álbum vazaram na internet antes do lançamento: The Beat Goes On mas foi completamente modificada e reformulada e Candy Shop. Ambas foram produzidas por Pharell Williams e tem a sua participação nos vocais. O primeiro single desse álbum, foi 4 Minutes e chegou às rádios em Março de 2008.

Durante o verão de 2008 no hemisfério norte voltou a estrada com a turnê Sticky And Sweet Tour e depois de 16 anos Madonna pisou em solo brasileiro novamente.

A nova compilação de hits, Celebration, chega às lojas norte-americanas no dia 28 de setembro. No dia seguinte estará disponível no resto do mundo. Entre as faixas incluídas na coletânea estão sucessos de toda a carreira de Madonna, como “Everybody,” “Express Yourself,” “Vogue” e “4 Minutes”. “Celebration” terá ainda duas canções novas gravadas recentemente em Nova York. Uma delas, que dá nome ao disco, será lançada como single no dia 3 de agosto e foi produzida por Paul Oakenfold.

“Celebration” estará disponível em CD duplo, CD simples e DVD, com vídeos da carreira de Madonna, alguns deles nunca lançados no formato.

O disco marca o fim dos 27 anos de contrato de Madonna com a gravadora Warner. Essa será a quarta coletânea oficial de Madonna com seus sucessos, junto de “The Immaculate Colection” (1990), “GHV2” (2001) e “You Can Dance” (1987). A cantora também lançou “Something to Remember” (1995), uma compilação de suas baladas.

Madonna segue com a Sticky & Sweet Tour 2009, segunda parte de uma das suas melhores turnês mundiais! O DVD gravado oficialmente em Buenos Aires no show de 2008 tem previsão de lançamento para o fim do ano mas alguns vídeos já estão disponíveis em seu site.

A Origem de Dragon Ball


A lenda que deu origem ao Dragon Ball é chinesa. Existe várias versões da mesma história, que rolam em países diferentes. Por exemplo, na China ela se chama Hsi Yu Chi, e no Japão Sayuuki, mas ambos significam "Viagem para o oeste" em português.
Toriyama baseou-se nessa lenda para criar todo o universo de Dragon Ball. Sayuuki conta a história de um macaquinho que mora no céu e se chama Son Goku. Ele possui poderes mágicos e flutua montado numa nuvem chamada Kinto-un. Muito bagunceiro, Goku apronta mil e uma macaquices com os deuses, que para castigá-lo, o mandam para a Terra. Para que Son Goku possa retornar ao mundo celestial precisa fazer boas ações, e uma delas é ajudar o monge Genjo Sanzou em sua jornada religiosa pela iluminação espiritual. No meio do caminho ele vai fazendo aliados, como um peixe sagrado e o porco Cho Hakkai (mais valente que Oolong!). Numa luta com o deus dos mares, ele era usada para segurar os sete oceanos da Terra. Essa barra pode aumentar e diminuir de tamanho, tal qual bastão do Goku de Dragon Ball. Já as esferas do dragão são uma invenção do próprio Toriyama, e foram colocadas no desenho apenas para fazer o novo Goku cumprir uma jornada parecida atrás dos pedidos do Dragão Shen Long.
E por falar em Dragão chinês, essa é uma outra lenda. Na China, o dragão não é um monstro horrendo que faz mal às pessoas. Pelo contrário, ele traz prosperidade, o que significa ter muita felicidade e conseguir realizar todos os desejos durante a vida.

Calendário Lunar para iPhone


Para os que curtem saber e ver as fases da lua, seja por superstição ou por admirar a beleza de uma lua cheia, surge um interessante aplicativo: o Calendário Lunar 2009.

Não é necessário nenhuma conexão a Internet, o aplicativo funciona off-line e mostra a lua com todas as suas fases em função das datas deste ano de 2009. De momento, só está disponível em Português do Brasil e será bem aceito para dispositivos como iPhone ou iPod Touch.

Algumas limitações existentes nesta versão, é que não será atualizada automaticamente com a mudança de ano ou para anos passados, funciona exclusivamente para 2009. Para a versão 2010, serão feitas as correções e complementações necessárias, inclusive novas funcionalidades que podem ser sugeridas pelos próprios usuários

Extraindo imagens de um arquivo PDF


Some PDF Image Extract é um programa gratuito que permite extrair imagens de arquivos PDF, estejam eles protegidos ou não.

Para usá-lo apenas te que indicar o arquivos 9ou arquivos) PDF e configurar as opções de saída (qualidade, tipo de arquivo, processamento de cor ou branco e preto, etc) antes de apertar ao mágico botão Start Converting

As principais características dele são:

- Funciona sem necessidade de ter instalado o Adobe Reader ou outros leitores PDF como Sumatra PDF ou Foxit Reader.
- Salva as imagens em formatos TIF, JPEG, BMP, GIF, PNG, TGA, PBM, PPM e PCX.
- Suporta arquivos protegidos com senha.
- Compatível com Windows NT, 2000, XP, Vista e 7.

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Preconceitos


Era uma tarde de domingo e o parque estava repleto de pessoas que aproveitavam o dia ensolarado para passear e levar seus filhos para brincar.

O vendedor de balões havia chegado cedo, aproveitando a clientela infantil para oferecer seu produto e defender o pão de cada dia.

Como bom comerciante, chamava atenção da garotada soltando balões para que se elevassem no ar, anunciando que o produto estava à venda.

Não muito longe do carrinho, um garoto negro observava com atenção. Acompanhou um balão vermelho soltar-se das mãos do vendedor e elevar-se lentamente pelos ares.

Alguns minutos depois, um azul, logo mais um amarelo, e finalmente um balão de cor branca.

Intrigado, o menino notou que havia um balão de cor preta que o vendedor não soltava. Aproximou-se meio sem jeito e perguntou: “moço, se o senhor soltasse o balão preto, ele subiria tanto quanto os outros?”

O vendedor sorriu, como quem compreendia a preocupação do garoto, arrebentou a linha que prendia o balão preto e, enquanto ele se elevava no ar, disse-lhe:

“Não é a cor, filho, é o que está dentro dele que o faz subir.”

O menino deu um sorriso de satisfação, agradeceu ao vendedor e saiu saltitando, para confundir-se com a garotada que coloria o parque naquela tarde ensolarada.

O preconceito é uma praga que se alastra nas sociedades e vai deixando um rastro de prejuízos, tanto físicos como morais.

O preconceito de raça tem feito suas vítimas, ao longo da história da humanidade.

Mas não é somente o preconceito racial que tem sido causa de infelicidade. Esse malfeitor também aparece disfarçado sob outras formas para ferir e infelicitar.

Por vezes, surge como defensor da religião, espalhando a discórdia e a maldade, o sectarismo e os ódios sem precedentes.

Outras vezes apresenta-se em nome da preservação da raça, gerando abismos intransponíveis entre os filhos de Deus.

Também costuma travestir-se de muro entre as classes sociais, fortalecendo o egoísmo, o orgulho, a inveja e o despeito.

Podemos percebê-lo, ainda, agindo como barreira entre a inteligência e a ignorância, disfarçado de sabedoria, impedindo que o mais esclarecido estenda a mão ao menos instruído.

O preconceito também costuma aparecer travestido de patriotismo, criando a falsa expectativa de supremacia nas mentes contaminadas pela soberba.

Ele também pode ser percebido com aparência de idealismo político, explorando mentes juvenis inexperientes e sonhadoras, que são usadas como massa de manobra.

Como se pode perceber, o preconceito é um inimigo público que deveria ser combatido como se combate uma epidemia.

Essa chaga social tem emperrado as rodas do progresso e da paz.

Por essa razão, vale empreender esforços para detectar sua ação, sob disfarces variados, e impedir sua investida infeliz.

Começando por nós mesmos, vamos fazer uma auto-análise para verificar se o preconceito não está instalado em nosso modo de ver, de sentir, comandando nossas atitudes diárias.

Depois, extirpar de vez por todas esse mal que teima em nos impedir de viver a solidariedade e a fraternidade sem limites, como propôs o Mestre de Nazaré.

Pense nisso!

A fraternidade é a chave que rompe as amarras que nos retém nas baixadas, quais balões cativos, e nos permite ganhar as alturas, elevando-nos acima das misérias humanas.

Para isso, lembremo-nos do vendedor de balões e ouçamos a sábia advertência da nossa própria consciência:

“Não é a cor, nem a raça, nem a posição social, nem a religião, nem as aparências externas, filho, é o que está dentro de você que o faz subir.”

Pense nisso!



Redação do Momento Espírita, com base no conto “o vendedor de balões”, do livro as 100 mais belas parábolas de todos os tempos.

Pensamentos


"Mata o mau em ti assim o mau do mundo não pode mais te agredir"

Krishnamurti

"Se o homem persistisse em sua loucura, tornar-se-ia sábio"

Willian Blake

"O mundo mudará menos com as determinações do homem do que com as adivinhações da mulher"

Claude Bragdon

"A geração é o mistério pelo qual o espírito se una a matéria; em razão disso o Divino se torna humano"

"Papus"

"Faze de tua alma uma metafísica, uma ética e uma estética. Substitui-te á Deus indecorosamente. É a única atitude realmente religiosa. ( Deus está em toda parte, exceto em si próprio )."

Fernando Pessoa

"Quem olha para fora sonha; Quem olha para dentro acorda"

C. G. Jung

"Convence-te de que tudo que acontece nada de mau poderá sair e de que tudo está bem assim. Domina teus apetites e tuas necessidades fisiológicas, tuas paixões assim como tuas fraquezas. Que teu corpo seja teu servidor e não teu mestre."

Cultura Celta

Incenso e seus Significados


Perfumes e Significados

Amor Almíscar, Jasmim, Maça, Rosa, Lótus, Ópium, Sândalo, Patchoulli
Limpeza Alecrim, Arruda, Eucalipto, Canela, Cravo
Espiritualidade Mirra, Violeta, Rosa
Meditação Violeta, Mirra, Rosa, Verbana
Acalmar Alecrim, Alfazema, Flor de Maça, Jasmim
Atrair os Encantados Pinho, Eucalipto, Maça
Estudos Alfazema, lótus, Jasmim, Rosa
Energizar Canela, Eucalípto, Cravo

Signos e Aromas

Áries Almiscar, Sândalo, Ópium
Touro Pinho Eucalipto, Cravo, Canela
Gêmeos Rosa, Alecrim, Jasmim
Cancer Maça, Alfazema, Violeta
Leão Patchouli, Almíscar, Sândalo, Ópium
Virgem Rosa, Alfazema, Benjoim
Libra Maça, Rosa, Cedro
Escorpião Almíscar, Ópium, Eucalipto
Sagitário Cravo, Canela, Rosa
Capricórnio Lótus, Alecrim
Aquário Violeta, Rosas, Flores do Campo
Peixes Violeta, Alecrim, Alfazema

Alfajor


Ingredientes:

100g de farinha
100g de açúcar
2 ovos
100g de manteiga
200g de amido de milho
1 colher de sobremesa de fermento em pó
Doce de leite
Chocolate para cobrir

Modo de Preparo:

Misture o açúcar, a manteiga e os ovos levemente batidos. Acrescente os ingredientes secos peneirados. Leve para assar em assadeira untada e polvilhada com farinha.

Fonte: http://vanessa.receitasedelicias.com.br/

A diferença entre o açúcar do açucareiro e o das frutas


Uma tese cara aos médicos sucrófilos é a de que “o organismo não distingue entre o açúcar refinado e o natural, metabolizando-os da mesma forma”. O doutor Flávio Rotman, fellow do American College of Nutrition, chega a assimilar os dois açúcares: “Se realmente a glicose encontrada na sacarose (açúcar refinado) está implicada na gênese da arterioesclerose, o amido das frutas, os legumes e cereais devem estar também”. (19)

Mas entre os médicos há quem acredite que o açúcar tem qualquer coisa de diferente em relação aos outros carboidratos.

A sacarose nos vegetais, já vimos, é uma substância instável pronta para se transformar em glicose e frutose.

Na usina dá-se um jeito de congelar a sacarose através de vários banhos de cal, sulfitos etc. Sempre fica a pergunta: a sacarose congelada e cristalizada, isolada e quase pura, não teria sua estrutura molecular de alguma forma alterada?

O doutor Frederick Banting, um dos criadores da insulina, já havia manifestado sua desconfiança: “No processo de aquecimento e recristalização do açúcar natural da cana alguma coisa é alterada, transformando o produto refinado num alimento perigoso”.(20)

E mais recentemente o doutor Charles McGee, da Sociedade de Ecologia Clínica, disse que “não se sabe exatamente por que o açúcar refinado é danoso, mas estudos com humanos e animais mostram que é biologicamente diferente dos carboidratos naturais”.(21)

Não só biológica mas quimicamente: a frutose das frutas é diferente da que constitui a sacarose. De acordo com a literatura química, coisa que só os químicos entendem, a sacarose não é constituída pela d-frutose comum “piranósica”, mas a d-frutofuranose “que não muda em furânico o ciclo pirânico, nem mediante calor, nem catalisado por ácido ou enzima. A fácil hidrólise da sacarose deve-se à constituição ‘furanósica’ da frutose componente da molécula de sacarose”. A furanose é menos estável que a piranose. E por falar nisso a frutosana (ou levano) – polímero de frutose usado pelas bactérias cariogênicas no processo de cárie- tem seus monômeros unidos por “ligações furanosídicas”. O que deixa claro que a frutose cariogênica é a do açucareiro e não a das frutas.

Outra diferença é a que diz respeito à propriedade não-redutora da sacarose. Esse detalhe químico diz que “redutor” é o açúcar que apresenta uma “hidroxila livre”. O não-redutor não tem essa hidroxila, ela está ocupada ligando os monossacarídeos. Os açúcares naturalmente encontrados nas frutas e no mel - os monossacarídeos glicose e frutose - são redutores. O açúcar do leite – um dissacarídeo como a sacarose - também é de natureza redutora. O pouco conhecido dissacarídeo isomaltulose, tido como “de baixo potencial cariogênico”, também é um açúcar redutor. Essa propriedade faz da sacarose um corpo estranho entre os outros açúcares. Lehninger, como vimos, estranhou o fato de a sacarose ser diferente dos outros açúcares por esse detalhe que segundo ele protege-a do ataque oxidativo das enzimas enquanto circula pela seiva das plantas. Fica a impressão de que os “açúcares” que a mãe natureza preparou para o consumo de seus filhos são os redutores. Será que essa propriedade não explicaria a nocividade do açúcar? Uma última diferença química é quanto à cadeia carbônica a sacarose é de cadeia longa e os açúcares das frutas têm cadeia curta. Esses detalhes todos somados fazem da sacarose um corpo estranho entre os outros “açucares”, além de diferente, patogênico. Com a palavra o pessoal da Bioquímica. E para concluir este tópico com chave de ouro: A trealose natural é um importante composto “a,a” que ocorre em plantas. A sacarose é sem dúvida o dissacarídeo mais importante do grupo trealose. Recentemente a trealose foi identificada como “açúcar do sangue”... dos insetos.(22)

Os traficantes de açúcar pensam que nós, a humanidade, temos sangue de barata.



Os açúcares do açucareiro
Mesmo o famigerado do açucareiro apresenta-se sob diversos disfarces: tem o refinado e branco, o cristal, o demerara, o mascavo, e o de confeiteiro.

Já vi no programa de Ana Maria Braga um sujeito de avental branco – à guisa de cientista – explicando quais as diferenças entre os diversos tipos de açúcar do açucareiro. Algum tempo depois, em fevereiro de 2005 a revista Mundo estranho, da editora Abril, trazia uma reportagem semelhante. Agora não tenho dúvidas de que se trata de um expediente propagandístico. Segundo essas espécies de matérias-pagas o que diferencia um tipo de açúcar do outro é a “composição nutricional”. “Quanto mais perto do estado bruto e escuro é o açúcar mais vitaminas e sais minerais ele tem”.

O açúcar branco “apesar do roubo de nutrientes ocorrido durante o refino ele ainda mantêm resquícios deles”. O cristal “perde só 90% dos sais minerais”. E o demerara “tem valores nutricionais altos”. Tudo conversa mole para boi dormir e lagartixa cair da parede.

A grande diferença entre eles é a maior ou menor quantidade de sujidades que cada um contém. O mais refinado e branco tem uma pequeníssima quantidade de lixo químico fino. O mais bruto ou mascavo tem sujeira grossa – terra, resquícios de plantas, de insetos e de excrementos. Além de ser úmido, o que facilita o surgimento de fungos. O cristal é menos sujo que o mascavo e mais sujo que o refinado. O demerara é um açúcar cristal ligeiramente melecado com melaço. Em termos de sujidades, fica entre o cristal e o mascavo.

Quanto aos “nutrientes” que possam existir nos açúcares mais sujos são tão insignificantes que não compensa correr o risco de cárie, obesidade e diabetes por causa deles.

Açúcar não devia ser objeto da Nutrição e sim apenas da Química e da Farmacologia. Todos esses açúcares no fundo são sacarose mais ou menos refinada. E a sacarose extraída de um capim e adicionada aos alimentos, é responsável direta por uma série de doenças crônicas. Assunto para a Fisiopatologia.



O peso molecular dos açúcares
Sacarose.................342,30
Galactose................180,16
Frutose..................180,16
Glicose..................180,16
Está explicado por que o açúcar pesa no estômago.




A frutose
É o famoso “açúcar das frutas”. As frutas e o mel contêm glicose e frutose. Entre outras coisas a frutose é o açúcar preferido dos espermatozóides, o muco das vesículas seminais contém grande quantidade de frutose e o líquido seminal também, para que eles se mantenham vivos e em movimento na alegre dança que nem sempre termina em fecundação. É como se a frutose fosse um combustível nobre de altíssima octanagem, é ela que movimenta o espermatozóide na sua maratona até o óvulo.

Frutose é um açúcar especial, é o mais doce de todos os açúcares, sua absorção é diferente da glicose e apesar de chamada de absorção facilitada é muito mais lenta, a metade da velocidade da glicose. A medalha de ouro é da galactose que chega uma cabeça na frente da glicose à linha de chegada – o sistema porta.

Só que a mãe natureza oferece a frutose em quantidades bem pequenas e ela deve ter boas razões para isso. A glicose perfaz 80% e a frutose apenas 10% da dieta que o Dr Guyton chama de “normal”. Se considerarmos que a sacarose da dieta açucarada é transformada em glicose e frutose meio a meio. O consumo de frutose pelo homem contemporâneo está perigosamente muito aumentado. Segundo o Prêmio Nobel Linus Pauling, o consumo de frutose antes do açucaramento da dieta era em torno de 3% (300g de glicose para 8g de frutose).

A carga de frutose proporcionada pela dieta açucarada moderna é prejudicial de diversas formas: a frutose pura, vendida em supermercados e farmácias como adoçante, consumida “em excesso” dá diarréia. No organismo a frutose é precursora de colesterol (para quem tem medo dele). Nas células, depois de percorrer a via dos polióis, a frutose origina radicais livres. Ela, diante de oxigênio, se auto-oxida gerando um dicarbonilo, e o radical ânion super-óxido, compostos lesivos que levam a um estresse oxidativo nas células. É ainda a frutose obtida pela hidrólise bacteriana do açúcar que é usada no processo de cárie para a produção do levano (ou frutosana) componente da placa bacteriana.

A glicose que também se auto-oxida, glicosila proteínas mais lentamente e é menos tóxica que a frutose. Alguns autores por causa disso acham que o fato da glicose ser o principal açúcar circulante constitui uma vantagem evolutiva das formas mais complexas de vida. Uma vantagem empastelada pelos traficantes de açúcar que entopem a raça humana com glicose e frutose desnecessárias. O produto da oxidação da frutose, é responsável pela maior parte da formação de ligações cruzadas entre proteínas que dão origem aos AGEs- produtos finais da glicação avançada.(23) Estes nada mais são que proteínas prejudicadas estrutural e funcionalmente depois de reagirem com açúcar, são responsáveis por patologias crônicas diversas especialmente as chamadas complicações do diabetes. E para fechar com chave-de-ouro; a página da Merck na internet diz que bastam apenas 25 gramas de frutose refinada para matar o mesmo ratão que morre com uma dose de 29,7 gramas de açúcar.



Pureza e perigo
“Açúcar, substância pura e branca, utilizada para adoçar bebidas e bolos. Esse é o único componente puro da dieta que é ingerido em quantidade, na sua forma simples ou incluído em outros alimentos tais como geléias doces e biscoitos. Muitos legumes e frutas também contêm pequenas quantidades de diversos açúcares, e o mel principalmente, mistura de glicose e frutose”.(24) (itálicos meus.) Esse trecho é do livro “Alegria de viver”, de Alan Kingsdon, prefaciado pelo legendário piloto de Fórmula 1 Jackie Stewart. Na citação, como vimos, o açúcar é vendido como um “alimento puro e branco” que pode ser consumido “em quantidade” enquanto as frutas e o mel apresentam “misturas” de açúcares.

Usar o conceito de pureza do açúcar para vender o produto é mais um caso de propaganda enganosa. Trata-se de um conceito científico. Uma substância é considerada quimicamente “pura” quando apresenta uma composição fixa da qual decorre a constância de suas propriedades. Tais constantes físicas, como ponto de fusão, ebulição, densidade, coeficiente de solubilidade, índice de refração etc., são verificadas experimentalmente e comparam-se os valores encontrados com os mencionados na literatura especializada . Do ponto de vista de quem tem fome, melhor seria que o açúcar não fosse puro. Nos procedimentos necessários à transformação do caldo de cana no pó branco puro, as “impurezas” afastadas através de sucessivas filtrações, evaporações, decantações e precipitações, provocadas por produtos químicos, são exatamente a parte dieteticamente interessante da cana: as proteínas, os sais minerais e as vitaminas, ou seja, os nutrientes.

O que sobra, a sacarose pura, não é mais um alimento como eram a cana, o caldo e até o melaço e a rapadura. Até aí estes derivados da cana podem ser considerados, com boa vontade, como alimentos concentrados. Com boa vontade porque a fração de nutrientes é muito pequena para justificar a carga de sacarose, não se iludam rapadura, melaço, e açúcar mascavo provocam hiperinsulinemia e são tão cariogênicos quanto o primo rico, o açúcar branco. Sacarose pura é apenas um legítimo produto químico de laboratório, fica muito melhor dentro de uma retorta do que adoçando uma torta.




O “excesso” de açúcar
Já foi mencionada no primeiro capítulo deste livro a advertência do médico James Hurt, no longínquo ano de 1633, alertando para o perigo do “consumo exagerado” de açúcar na Inglaterra.

Em 2004, quase quatrocentos anos depois, um médico paulista descendente de japoneses, o Dr. Yotaka Fukuda, autor de tese de doutorado sobre os malefícios do açúcar à saúde das pessoas, diz que o açúcar em si é “amigo” e que o problema é o “consumo excessivo”.(25)

O consumo de açúcar entre 1633 e 2004 deve ter aumentado um milhão por cento. O médico inglês na frase citada usa três expressões relativas a excesso de consumo nas poucas linhas citadas (“grandes proporções”, “uso desmesurado” e “envolvimento demasiado”), uma verdadeira obsessão. O que explicaria essa ênfase toda? E por que o discurso médico é o mesmo apesar do enorme tempo que se passou e do aumento absurdo da quantidade de açúcar envolvida?

Houve um tempo em que o consumo de açúcar era semelhante ao “consumo” de cocaína: os privilegiados (reis, nobres e burgueses) lambiam uma carreirinha de açúcar e davam-se por satisfeitos.

Depois que passou a ser produzido no Novo Mundo em escala cada vez maior, o açúcar deixou de ser lambido em carreirinhas, pulou para os boticários, onde fez sucesso como xarope, e depois para a mesa, primeiramente como sobremesa e depois adoçando pratos antes salgados, como uma gororoba portuguesa à base de galinha, arroz e muito açúcar mencionada por Gilberto Freyre.

Quanto ao “excesso” de açúcar, médicos e nutricionistas têm seus corações e mentes imbuídos desse conceito. Trata-se de um conceito enganoso, um expediente ideológico muito usado pela indústria da doença para permitir que o açúcar prossiga fazendo mal à humanidade. “Consumo excessivo” dá a entender que existe um consumo moderado ou equilibrado de açúcar. Na verdade o açúcar é prejudicial proporcionalmente à sua ingestão: pouco açúcar faz pouco mal, muito açúcar faz muito mal. Se houver uma exceção a essa regra ela diz que pouco açúcar pode fazer muito mal. Aos médicos é ensinado que o açúcar só faz mal quando consumido “em excesso”. Eu pergunto: qual o ponto de danificação do açúcar? Assim como o cigarro, é impossível dizer qual o mínimo de açúcar necessário para causar dano à saúde.

Qualquer quantidade de açúcar adicionada ao alimento é excessiva na medida em que açúcar é caloria pura desacompanhada de qualquer nutriente. Basta pensar que a quantidade de açúcar que circula nos cinco litros de sangue de uma pessoa adulta é 0,1%, igual a um saquinho daqueles que são oferecidos nos botequins para a gente adoçar o cafezinho, apenas cinco gramas. E que esse nível de açúcar não pode subir (hiperglicemia) nem descer (hipoglicemia). E a quantidade de açúcar presente num refrigerante de 600 ml equivale a mais de dez saquinhos de cinco gramas. Um absurdo “excessivo”.

De modo que cada grama de açúcar adicionado significa quatro calorias inúteis a mais. Inúteis com boa vontade são calorias nocivas que resultarão em cárie, desequilíbrio metabólico e obesidade.

Cada grama de açúcar adicionado ao alimento significa ao mesmo tempo um superavit calórico e um deficit nutricional de conseqüências patológicas.



Sacarose sintética
Em 1953 o cientista canadense, Raymond Urgel Lemieux, descobriu como sintetizar sacarose em laboratório, provavelmente a partir de petróleo. Mas o que esse brilhante cientista conseguiu das instituições da civilização do açúcar foi o Prêmio Nobel do esquecimento. Lemieux deixou um livro autobiográfico: Explorations with sugar: how sweet it was.
Tal esquecimento tem explicação: se o açúcar do açucareiro fosse sintetizado de petróleo quem ganharia dinheiro com isso seria a Petrobras. E os traficantes de açúcar não poderiam fazer uso da ladainha de que açúcar é “um produto natural” extraído da cana-se-açúcar e da beterraba.



Sobre o texto acima:
O texto acima foi retirado do livro "O livro negro do açúcar".

Titulo do Livro: O livro negro do açúcar

Subtitulo do Livro: Algumas verdades sobre a indústria da doença

Autor do Livro: Fernando Antonio Carneiro de Carvalho

terça-feira, 25 de agosto de 2009

As mudanças


Quantas vezes você já afirmou que está insatisfeito com a sua vida? Que está cansado da rotina?

Pois então, eis uma boa chance para mudar o rumo da sua vida. Comece devagar, porque a direção é mais importante do que a velocidade.

Comece sentando-se em outra cadeira, no outro lado da mesa. Mais tarde, mude de mesa.

Quando sair, procure andar pelo outro lado da rua. Depois, mude de caminho. Ande por outras ruas, calmamente, observando com atenção os lugares por onde você passa.

Tome outro ônibus. Mude, por uns tempos, o estilo das roupas. Dê os seus sapatos velhos. E até ouse andar descalço, em algumas oportunidades.

Tire uma tarde inteira para passear livremente na praia, ou no parque, para ouvir o canto dos passarinhos.

Veja o Mundo de outras perspectivas. Abra e feche as gavetas e portas com a mão esquerda, se sempre o faz com a direita.

Assista a outros programas de TV. Compre outros jornais. Leia outros livros.

Ame a novidade. Durma mais tarde. Durma mais cedo. Aprenda uma palavra nova, por dia, numa outra língua.

Corrija a postura.

Coma um pouco menos. Escolha comidas diferentes. Novos temperos, novas cores, novas delícias.

Tente o novo todo dia. O novo lado. O novo método. O novo sabor. O novo jeito.

Conquiste novos amigos. Faça novas relações em seu campo profissional.

Almoce em outros locais. Vá a outros restaurantes. Compre pão em outra padaria. Almoce mais cedo. Jante mais tarde ou vice-versa.

Escolha outro mercado. Outra marca de sabonete. Outro creme dental. Tome banho em novos horários.

Use canetas de outras cores. Vá passear em outros lugares.

Troque de bolsa, de carteira, de malas. Troque de carro. Escreva outras poesias. Visite novos museus.

Mude. Se você não encontrar razões para ser livre, invente-as. Seja criativo.

Mas, em tudo isto, não se esqueça de amar e amar muito. Amar as pessoas, o seu trabalho, a sua vida.

Esta vida que é única, já que não se repetirá jamais, tanto quanto ninguém a tem na forma e do jeito que você a tem.

* * *

Deus não Se repete. Por isso, as criaturas todas são únicas e cada dia é totalmente diferente do anterior.

O sol nasce todos os dias e as fontes jorram sem cessar. Entretanto, o sol alcança você de forma diversa, a cada dia e as águas que rolam não são as mesmas.

A chuva desaba mas nunca igual, porque o faz em horas diferentes, em horários diversos, ora pela manhã, pela tarde, à noite.

Um dia venta. O outro não há vento.

Pense nisso. A natureza leciona, todos os dias, a mudança incessante que a torna tão exuberante, especial, maravilhosa.

Aprenda com ela.

Redação do Momento Espírita, a partir do poema Mude, de autoria de Edson Marques, encontrado
no site https://pandabooks.websiteseguro.com/livros.php?id=123 e http://www.mude.blogspot.com/.
Em 10.03.2009

Agora vai: Orkut deixará de suportar o IE6 em breve


A campanha para que as pessoas parem de usar o Internet Explorer 6 está ganhando cada vez mais tração mas, mesmo com sites grandes como Youtube já aderindo à moda, por algum motivo o povo popular brasileiro ainda não aderiu em massa a onda da atualização.

Mas agora tudo irá mudar, pois a Google resolveu pegar pesado, jogar baixo e mexer onde o brasileiro mais sente: no Orkut! A partir de agora quem acessa o site de relacionamentos da Google é recebido com a mensagem acima, avisando que em breve ele não suportará mais o Internet Explorer 6 e sugerindo a instalação de um browser alternativo. A única coisa que achei estranho foi eles não colocarem o Chrome no início da lista.

Veneno de abelha contra o câncer de pele ou mama


Um grupo de pesquisadores da Universidade de Washington, em Saint Louis, Estados Unidos, propõe usar esferas mini-milimétricas cheias de veneno de abelhas para acabar com determinados tipos de tumores malignos.

A ideia foi publicada esta semana na revista Journal of Clinical Investigation e já foi comprovada em ratos com boa eficácia. Segundo a pesquisa, uma das toxinas presentes no líquido injetado pelas abelhas, a melitina, mata qualquer tipo de célula ao unir-se em sua superfície e formar poros na membrana celular.

Se fosse injetada diretamente no sangue, o veneno acabaria com os glóbulos vermelhos, mas se ficam envolvidas no interior de nanopartículas os cientistas garantem que não afetam as células sãs, somente as cancerígenas, pois vai acrescentado de outros elementos que atingem especificamente os tumores. Nos testes feitos com ratos, a terapia funcionou de forma satisfatória principalmente nos tumores de pele, reduzindo-os em um 88% já os de mama tiveram redução de um 25%. Agora falta comprovar sua eficácia nos seres humanos.

Xbox 360 estraga 5 vezes mais que PS3, segundo pesquisa


Os dados foram levantados pela revista Game Informer. Com os dados obtidos a partir de entrevistas com 5.000 gamers, calcularam que a taxa de problemas com o hardware do Xbox 360 chega à 54.2%. O PlayStation 3 apresentou 10.6 % de defeitos e o Wii 6.8%.

Verdade seja dita, o Xbox também é o mais usado dos três, o que colabora com o número altíssimo. 40.3% dos donos jogam entre 3 e 5 horas por dia! Dentre os donos de PS3 esse taxa é de 37%. No Wii é o contrário, 41.4% dos donos joga menos de uma hora por dia. Será que é pra não suar demais?

A Microsoft fez feio também no atendimento ao consumidor. Apenas 37.7% das pessoas que precisaram do serviço achou que ele foi de alguma ajuda. O atendimento da Sony agradou 51% e o da Nintendo 56%.

Mesmo com a quantidade absurda de problemas e atendimento ruim, um dado interessante: Apenas 3.8% dos donos de Xbox não comprariam outro se o seu videogame estragasse. Isso é que é ser fã!

Minhocas: Animação brasileira une stop-motion e tecnologia



Mesclando a técnica stop-motion com tecnologia, o estúdio Animaking está finalizando o filme “Minhocas”, inspirado no curta de mesmo nome. O filme é pioneiro no Brasil ao utilizar a técnica stop-motion em longa-metragem, e dá um show de qualidade.

Claro que uma produção como essa envolve tecnologia em efeitos especiais. E para tal função, foi escalado o canadense Jacques Levesque, que já trabalhou em filmes como “O Quarteto Fantástico”, “Scooby Doo 2″ e “Dr. Dolittle”. Pelo teaser acima, pode-se perceber que a história contém muita ação e humor, além de comprovar o ótimo trabalho feito pela equipe.

O filme “Minhocas” está sendo desenvolvido em Santa Catarina, numa parceria com a canadense Wizz Films, além de contar com apoio da Glaz Entretenimento e co-produção da Globo Filmes e da Fox Filmes. O longa será lançado em 2010, dublado em quatro idiomas.

segunda-feira, 24 de agosto de 2009

iPod Cassete


Quem já tem alguns anos de existência no planeta Terra deve lembrar-se das fitas cassete. Numa época distante, quando os CDs não existiam e o MP3 era apenas um sonho, eram elas que nos possibilitavam carregar as músicas de um lado para outro.

Agora, elas voltam como estojo para iPod, criados pela Contexture Design. Os estojos são feitos com fitas recicladas, o que torna cada peça única.

Se eu tivesse um iPod, pagaria os 50 dólares (preço do estojo) para guardar com estilo meu aparelho, só pelo ar de nostalgia que ele traz. Além, claro de disfarçar muito bem o iPod.

Água marinha transformada em combustível para aviões


Em tempos de energia limpa, em que ser ecologicamente correto está bem visto, a marinha de Guerra dos Estados Unidos está tentando conseguir um método capaz de transformar água marinha em combustível para aviões de forma sustentável e que não contamine nosso meio.

Até agora já conseguiram transforma água do mar em combustível, porém o procedimento é excessivamente poluente. Trata-se de um processo similar ao da conversão de água em combustível líquido através do uso de partículas metálicas como catalizadores.

Neste caso retiram o dióxido de carbono (CO2) que existe dissolvido na água do mar e o combinam com hidrogênio. Mas esta última etapa necessita de uma grande quantidade de energia, devido a alta complexidade existente na retirada do hidrogênio. A ideia é que continuem tentando encontrar uma forma adequada e menos contaminante para concluir o projeto.

Água marinha é um dos recursos mais desaproveitados no nosso planeta, e um dos mais abundantes. Esta na hora de colocar dinheiro no meio e pensar em formas de usar os oceanos de forma inteligente.

21 de dezembro de 2012, o ano em que o mundo vai acabar?


Pode parecer contos de fadas, ou mais uma teoria mirabolante mas, as “profecias” maias tem uma base científica. Mas, do que qualquer uma dessas profecias (a falar da ‘profecia’ que o mundo iria acabar quando o século XX acabasse…).

Um site que trata muito bem do assunto é o Dois Mil e Doze (com nome bem sugestivo, certo?). Segundo ele, os maias deixaram para nós, 7 sete profecias. Uma dela diz que, a nossa época de medo e ódio e materialismo irá acabar, no sábado dia 21 de dezembro de 2012. Mas, o que eu acho mais interessante, é que, ao invés de ser como essas teorias que muitos ‘profetas’ afirmam ser verdade, ela não diz que o mundo vai acabar. O que ela diz, no entanto, é que nós deveremos escolher entre: desaparecer do planeta como espécie pensante que ameça destruir o próprio planeta ou, evoluir para a integração harmônica com todo o planeta.

Tudo bem, que 90% do texto seja baseado na religião maia mas, se olharmos com uma visão mais cientifica, podemos encontrar algumas verdades no texto, certo?

Eles também previram (a segunda profecia) que ocorreria um eclipse no dia 11 de agosto de 1999. E, que realmente ocorreu.

O que eu quero levar a acreditar (ou pelo menos, em o que eu quero dar rumo a todo esse post) é, que devemos acreditar na base da profecia maia: não destrua a sua própria casa.

Os maias afirmam (terceira profecia), que uma onda de calor aumentará a temperatura do globo provocando catástrofes imensas (isso já foi previsto por cientistas modernos). E, quanto mais queimadas, quanto mais destruição das nossas florestas e, quanto mais liberação de gases tóxicos na nossa atmosfera, nossa fraca e vital camada de ozônio será destruída aos poucos, até chegar uma hora que ela não existirá mais.

Segundo o Carlos Oliveira do CiênciaHoje, a Terra estará alinhada com o Sol e com o centro da galáxia. Como o centro da galáxia possui um buraco negro, ele afetará o campo magnético da Terra, provocando diversas catástrofes. Ele também faz uma análise crítica bastante interessante sobre um documentário criado sobre o 2012.

Um outro site já coloca as coisas de forma exagerada e, afirma que uma tempestade solar irá destruir todos os nossos meios de comunicação. (Desde que não destrua a internet, pra mim, isso não vai fazer mal). Mas, acredito que esse site seja só uma piada, de tão feio e mal traduzido eu prefiro não colocar o link.

O problema é levar a teoria maia, para um campo católico. Porque, afinal, na época maia não existia essa história de juizo final, não é mesmo?

O que eu quero falar desde o começo do post é: se os maias afirmam que nós iremos destruir o mundo (e já estamos fazendo isso), porque não mudamos?

Quando precisamos nos curar de algum vício, quando precisamos seguir as riscas os conselhos médicos, nos pensamos e confiamos na seguinte frase: “Isso só depende de você“. E não é verdade? Para salvar mudar o mundo, você precisa acreditar que pode mudá-lo. E, outra. Não adianta apenas dizer, tem que fazer. Uma atitude simples que faço, e que é até questão de educação, é ao invés de jogar o lixo no chão, eu guardo no bolso. Se não tiver lixeiro por perto, eu jogo em casa (ou onde tiver), se não, eu procuro um lixeiro.

Eu tento ao máximo fazer a cabeça dos meus amigos e da minha família, ao invés de fazer o mal para a natureza, que tal, tentar ajudar a melhorar o mundo?

Não vou falar de filiação em ONG’s (eu participo de uma mas, só é filiado quem quer ajudar a ONG), falo de uma atitude individual. É óbvio que muitos valem mais do que um mas, isso falando em atitudes que pressionam o governo ou coisa e tal. A força de um indivíduo é muito maior. Sabe porquê? Quando você pensa: Ah! Não vou fazer isso não, porque o meu vizinho não faz. Mas, se seu vizinho pensar a mesma coisa, e o vizinho dele pensar a mesma coisa, o mundo ficaria pior do que já está.

Porque não faz assim: ao invés de pensar isso, pense: “O meu vizinho não faz isso. Mas, para mostrar que eu me preocupo com o meu lar, que eu me preocupo com o ambiente em que vivo e, que eu sou educado, eu não vou fazer isso” e até pense nisso: “E mais que isso, eu vou ensinar ao meu vizinho como deve ser feito”.

Acredite. O mundo vai ser muito melhor quando começarmos a viver nessa filosofia. E, não importa o que aconteça em 2012. Se vivermos desse jeito, nós aprenderemos a conviver em completa harmonia e, em 2013 nós estaremos comemorando o renascer de uma nova era: A Era em que os humanos aprenderam a conviver em paz e harmonia, respeitando as diferenças.

Fonte: http://www.fayerwayer.com.br/

Origem do Homem: Homo erectus X Homo habilis


Qual a origem do homem? Você já parou pra pensar nessa pergunta alguma vez (lógico que já!)? Com certeza nos perguntamos isso todos os dias, mesmo que inconscientemente. Evoluímos do macaco? Ou fomos criados por uma força maior (no estilo Adão e Eva)? Ou, ainda, somos uma espécie vinda de outro lugar no espaço enviada para cá para a colonização do Planeta Terra? Existem várias teorias, cada um pensa do jeito que quiser! Não é nosso papel questionar as crenças de ninguém.

Na ciência atual, a teoria mais aceita (não quer dizer que é a correta e muito menos a errada), é a de que o homem é de origem africana, espalhando-se pelo mundo na ordem de Europa / Ásia, Oceania e Américas (através do Estreito de Bering e / ou de navegações vindas da Oceania).

Falando um pouco mais de nossos hominídeos anteriores, uma descoberta recente foi feita no Kenya, que constata que o hominídeo Homo habilis viveu no mesmo período que o Homo erectus, mudando a concepção de que a primeira espécie de hominídeos citada tenha evoluído para a segunda. Essa descoberta reacendeu a discussão sobre a origem e a evolução para a nossa espécie atual.

Herectus

“A co-existência torna impossível de que o Homo erectus tenha evoluído do Homo habilis” – disse o professor Meave Leakey, paleontólogo e co-diretor do Projeto de Pesquisa Koobi, que ainda completou – “O fato de que eles ficaram separados, vivendo como espécies individuais sugere que cada um teve seu nicho ecológico próprio, não estabelecendo uma competição direta”.

Enfim, acho que não devemos afirmar nenhuma verdade absoluta sobre a origem do homem. Acredito que ainda serão descobertos muitos fósseis enterrados ou congelados em lugares inimagináveis, como por exemplo, na Amazônia. Isso se ainda estivermos vivos.

Bactéria ’solitária’ dá pista sobre vida fora da Terra, diz estudo


Cientistas americanos descobriram na África do Sul um minúsculo organismo que vive inteiramente isolado, sem oxigênio e na escuridão total das profundezas da Terra. Acredita-se que a descoberta da bactéria, descrita na edição desta sexta-feira da revista científica “Science”, tenha revelado a criatura mais solitária do planeta e forneça pistas sobre como seria possível haver vida em outros planetas.

A bactéria foi batizada decandidatus desulforudis audaxviator, em referência a uma citação em latim contida no livro Viagem ao Centro da Terra, de Jules Verne. A referência encontrada pelo personagem-herói, um “viajante audaz” (Audax viator), termina inspirando-o a empreender a jornada. A D. audaxviator foi encontrada imersa em água em uma mina de ouro na África do Sul por uma equipe do Laboratório Nacional de Berkeley, da Califórnia (Estados Unidos).

Cientistas dizem que a bactéria é “completamente auto-suficiente” – é composta dos elementos que a circundam, incluindo carbono e nitrogênio, retira energia do hidrogênio e do sulfato e se reproduz dividindo a si mesma. “Isso é algo que sempre especulamos.Mas encontrar isso aqui na Terra é a confirmação da idéia de que se pode, na verdade, condensar os elementos originais de todo um ecossistema em um único genoma”, afirmou um dos pesquisadores, Dylan Chivian.

Primórdios

Os cientistas afirmam que a bactéria compõe 99,9% dos organismos que habitam a falha na qual foi encontrada – ou seja, vive completamente isolada de outras criaturas, em um ambiente quente, escuro e com oxigênio rarefeito. Chivian diz que a descoberta pode dar pistas sobre como eventuais organismos vivos poderiam sobreviver em planetas que, diferente da Terra, não contêm grande oferta de oxigênio. ”Em seus primórdios, a Terra e outros planetas não possuíam muito oxigênio, e a vida evoluiu para encontrar maneiras de obter energia”, afirmou Chivian. ”Se um dia descobrirmos a vida em outros planetas, pode muito bem ocorrer de (os organismos) viverem sem oxigênio, extraindo sua energia de elementos químicos como o sulfato.”

Por Fenrir

Espiritualidade: Quando chegará o "novo mundo"?


Todas as religiões afirmam que um ‘novo mundo’, uma nova era, nascerá no planeta Terra. Dizem, ainda, que este novo tempo será caracterizado através de uma transformação no planeta que trará paz, felicidade e harmonia para os seres humanizados.

As religiões cristãs afirmam que este ‘novo tempo’ surgirá quando Cristo voltar, outras falam em diversas mudanças que ocorrerão no planeta.No entanto, apesar da variedade de visões que determinam à chegada do ‘novo mundo’, todas as religiões são categóricas em afirmar que ela será marcada por fenômenos externos que promoverão a mudança do antigo para o novo.

No entanto, a partir do conhecimento do ‘eu’ interior de cada um, aprendemos que a paz, a harmonia e a felicidade formam um ‘estado de espírito’ e que a alteração deste não pode ser alcançada por uma mudança produzida pela alteração de fatores externos, mas apenas com a reforma do interior de cada um.

Os sentimentos com os quais o espírito encarnado vivencia os acontecimentos da vida carnal é decisão dele mesmo. Eles surgem diante de algum acontecimento de forma não padronizada, ou seja, cada um tem o direito de escolher o que quiser para sentir frente a cada momento da sua existência. Este é o livre arbítrio que Deus deu aos Seus filhos.

Desta forma, se o ‘novo mundo’ promoverá uma mudança sentimental na forma de viver dos seres humanizados (trocar o conflito pela paz; a guerra pela harmonia; o sofrimento pela felicidade), como ensinam todos os mestres, ele não poderá ser alcançado por fatores externos, mas apenas com a mudança interior de cada um.

Portanto, não será a ‘volta’ de Cristo que poderá trazer a paz para o planeta, mas isto acontecerá quando cada um alterar seu íntimo passando a vibrar (sentir) paz e não mais nutrir os sentimentos que geram conflitos. Não será com a retirada dos “ímpios” do planeta que a harmonia surgirá, mas quando cada um abandonar o desejo de guerrear com os seus irmãos para subjugá-los. A felicidade só chegará quando o ser humanizado optar por ela e não pela ‘escolha’ de sentimentos que tragam sofrimentos.

Mas, como deixar de guerrear ou sofrer? Como deixar de optar pelos sentimentos que levam o ser a viver num estado de beligerância com o próximo trazendo infelicidade para si e para os outros? Abandonando o individualismo, o egoísmo, o querer para si mesmo. Somente quando o ser humanizado libertar-se da busca individual durante a encarnação poderá encontrar a paz, a harmonia e a felicidade para si.

O individualismo é o ‘mal’ da humanidade e precisa ser extirpado para que o ser humanizado volte a viver a sua essência espiritual fundido ao Todo (universalismo). Isso porque o egoísmo fere frontalmente o amor ensinado por Cristo (amar ao próximo como a si mesmo) e a máxima que caracteriza a caridade: ‘dar ao outro o que deseja para si mesmo’.

Para que o individualismo exista, no entanto, é necessário que o ser humanizado possua ‘paixões’. Só quando o espírito encarnado nutre uma ‘paixão’ (gosta de determinada coisa, acredita em determinada verdade) é que surge nele o desejo de satisfazer suas paixões (viver o que quer, o que gosta e repudiar o que não quer, o que não gosta).

As paixões do ser humanizado são caracterizadas por ‘escalas dualistas’ que geram as ‘paixões positivas’ (querer, gostar) e negativas (não querer, não gostar). Ou seja, o individualismo é motivado pelas escalas de ‘bom’ e ‘mal’, de ‘certo’ e ‘errado’, de ‘bonito’ e feio’ que cada ser humanizado possui. É deles que surge o desejo (individualismo) de que o ‘certo’ aconteça e que o ‘errado’ não venha a acontecer.

Mas, porque o conhecimento de cada um sobre o ‘bem’ e o ‘mal’ acaba com a paz e a harmonia com o próximo que leva à felicidade de todos? Porque estes valores são individuais. O ‘certo’ e o ‘errado’, o ‘bem’ e o ‘mal’, o ‘bonito’ e o ‘feio’ são concepções individuais que cada um possui e quando se pretende impô-las ao próximo caracteriza-se o individualismo, o querer a ‘verdade’ para si em detrimento do desejo do próximo.

Portanto, para que a paz e a harmonia que levam à felicidade reinem sobre o planeta será necessário que cada um deixe de ter padrões de ‘certo’ e ‘errado’. Abolindo-os o individualismo (egoísmo) não terá onde se fundamentar e, com isso, extingue-se. Por isso dissemos no início que o ‘novo tempo’ não poderá surgir a partir de fatores externos, mas apenas com uma reforma íntima: deixar de guiar-se pelos padrões de ‘bom’ e ‘mal’ e vivenciar o amor ao próximo como a si mesmo praticando a caridade (conferir aos outros os mesmos direitos que quer para si).

A paz e a harmonia que levam à felicidade com que almejam todos os seres humanizados jamais serão alcançadas com a submissão de outros seres, ou seja, com a mudança deles para o padrão individualizado de perfeição de outro. Somente o fim desta vigilância constante sobre as atitudes do próximo é que levará o ser a conseguir entrar na felicidade universal.

Os acontecimentos do mundo não se alterarão para que comece o novo mundo. Os “beligerantes”, em todos os níveis, continuarão a existir, mas os outros seres lhes concederão o direito de agir da forma que quiserem, sem julgá-los ou criticá-los, buscando a felicidade universal para cumprir a lei de Deus. Será através da fé no Pai Justo, Inteligente e Amoroso que se eliminará o temor em transformar-se em vítima do conflito gerado por outros.

Este é o novo mundo: um mundo igual ao que existe hoje, mas visto com outros olhos, sentido com outros sentimentos.

Este nova forma de ver e sentir os acontecimentos, como já dito, é pessoal, ou seja, será alcançada por cada um ao seu tempo. Portanto, afirmo que não haverá uma mudança coletiva do dia para a noite na forma de sentir da totalidade da humanidade, mas, gradativamente, cada um se modificará promovendo a sua reforma e, desta forma, entrará no novo mundo.

Por este motivo, podemos entender que não existe um dia determinado onde o novo mundo se iniciará. Ele surgirá individualmente para cada um dentro de um espaço de tempo marcado por Deus para a reforma dos seres.

Portanto, meus amigos, não esperem que um novo dia comece como por um passe de mágica, pois isto não acontecerá. Esse dia só chegará para vocês quando tiverem conseguido a reforma íntima, quando não mais acreditarem e viverem os acontecimentos como fazem hoje, no ‘tempo velho’.

O mundo novo onde reine a paz, a harmonia e a felicidade, não é um ‘direito adquirido’ do ser humanizado, mas trata-se de uma conquista, um merecimento. Apenas aqueles que promoverem a sua reforma íntima, abandonando a visão “ser humano”, conseguirão adentrar neste reino.

Para participar dessa paz, felicidade e harmonia não existem horas nem dias certos: tudo dependerá do esforço de cada um. Existem seres humanizados que conseguiram alcançar o ‘novo mundo’ há muito tempo: São Francisco de Assis, Santo Agostinho e outros que, apesar de viverem uma existência humana no século passado, já vivenciaram suas ‘vidas’ dentro daquilo que ainda hoje esperamos: o ‘novo mundo’.

Mais recentemente, Chico Xavier, irmã Dulce, Madre Teresa de Calcutá e tantos outros espíritos anônimos conseguiram viver a vida carnal sem que paz e harmonia interior fossem afetadas, alcançando, assim, a felicidade universal. Conseguiram isto vivendo no mesmo mundo, vivenciando os mesmos acontecimentos, que vocês.

As guerras, a miséria, a fome, os conflitos foram os mesmos que vocês viveram e vivem no mundo, ou seja, que lhes tiram a paz, harmonia e felicidade. Eles, porém, não perderam este estado de espírito. Portanto, você também pode realizar isso, sem que para tanto o ‘mundo’ precise alterar-se, que os acontecimentos atuais deixem de existir.

Mas, como fazer viver assim? Em que é preciso acreditar para poder entender o mundo como estes seres encarnados entenderam e alcançaram, assim, o ‘novo mundo’?

Em primeiro lugar é preciso eliminar de vez com a auto visão ‘ser humano’ que cada um tem de si. Não existe ser humano, mas espírito encarnado. Portanto, somos todos espíritos, encarnados ou não, e não seres humanos.

Chico Xavier, Irmão Dulce e tantos outros sabiam que eram ‘filhos de Deus’ elementos universais. Eles não acreditavam que eram as personalidades transitórias que cada um vivencia durante a sua encarnação. Eles sabiam-se elementos eternos e universais e por isso não acreditavam no individualismo que lhes vinha à mente para compreender a vida (dar realidades a ela).

E por causa dessa visão que tinham de si mesmo, também não acreditavam na matéria, no mundo material. Eles compreendiam que, apesar de aparentemente viverem condições diferentes daquelas que chamamos espirituais (o corpo, os objetos, etc.) que tudo isso era apenas uma miragem do que é Real: o Universo.

Chico e tantos outros não acreditavam na vida material. Tinham a plena convicção de que tudo isso era uma pantomima criada ilusoriamente e que a Realidade (a vida espiritual) continuava a existir sempre. Por isso guiavam-se pelas máximas espirituais (amar a Deus acima de todas as coisas e ao próximo como a si mesmo, desejar para o próximo o que quer para si, etc.) ao invés de acreditar nos padrões humanos de satisfação.

Para eles, que viveram o ‘novo mundo’ no mesmo ‘lugar’ onde outros viviam a o velho, nenhum dos apelos humanos (privilegiar o seu bem estar, a sua vontade) eram importantes. Somente a busca de manter-se sintonizado às coisas espirituais e em perfeita harmonia amorosa com Deus e com a irmandade espiritual guiavam sua forma de ‘ver’ o mundo.

A partir destas crenças (que não há ser humano nem mundo material, mas apenas o espírito vivendo no Universo) eles buscaram entender porque estavam vivenciando esse ‘período’ de sua existência eterna ligado a uma personalidade transitória e descobriram que tudo isso trata-se apenas de provações ou missões para o espírito realizar.

Para eles não existia ‘acontecimentos de vida’, mas situações que eram criadas para lhes dar a oportunidade de provar alguma coisa e, ao mesmo tempo, exercer uma missão em nome do Pai para que se transformassem no sal da terra para os irmãos encarnados: aquele que tempera a ‘vida’ dos outros. E, por Cristo, aprenderam ainda que o único tempero que vale a pena ser saboreado é o amor.

A partir disso Chico Xavier, Madre Teresa de Calcutá e outros compreenderam finalmente que tudo que acontece tem como objetivo criar condições para que o espírito humanizado possa amar. Não um amor possessivo ou fundamentado no egoísmo como os seres humanizados vivem, mas um amor incondicional, sem posses, sem direitos ou deveres, mas que simplesmente ame.

A partir destas constatações o mundo mudou para estes seres. A fome e a miséria não se transformaram mais em tragédias ou agressões aos seres humanizados, mas uma oportunidade para que quem vivencia ou assiste estas situações possa amar a tudo e a todos. Ao invés de sofrer com uns e acusar outros, amar indistintamente os agentes ativos ou passivos da situação, para que as máximas divinas pudessem ser atendidas.

Por isso seus mundos mudaram. Não mais existiam agentes a serem condenados, nem situações constrangedoras ou agressivas, mas apenas situações ilusórias que passaram a existir apenas como uma oportunidade para que o amor superasse tudo. Este é o ‘novo mundo’: uma ‘vida’ onde o amor supera a crítica e o sofrimento porque o ser humanizado não mais está submetido às suas paixões e vontades, mas preocupa-se apenas em amar a todos.

Mas, para que isso fosse verdade para os seres humanizados que vivenciaram suas encarnações dentro de um ‘novo mundo’, foi preciso que eles estabelecessem um relacionamento profundo com Deus e não com a matéria. Eles viveram com Deus, para Deus e em Deus. E, quando isso acontece, o ser humanizado descobre mais Verdades que para ele são incompreensíveis: não cai uma folha da árvore sem que o Pai a faça cair, tudo que acontece é a Vontade do Pai.

Deus é Causa Primária de todas as coisas, ou seja, tudo se origina Nele. Tal concepção se transforma em Verdade Absoluta na existência de cada um que alcança o ‘novo mundo’. Quando isto ocorre, os acontecimentos da vida deixam de ser praticados por agentes carnais e tudo se transforma em emanação de Deus. E, se Deus faz, quem pode dizer a Ele que está ‘errado’ e ensiná-Lo o ‘certo’?

Mas, apenas a cultura, ou seja, o saber destas Verdades que já pertencem aos ensinamentos dos mestres enviados pelo Pai (ver ‘O Livro dos Espíritos’, ensinamentos dos evangélicos canônicos, de Buda e de Krishna) não foram o suficiente para que Madre Teresa, Irmã Dulce e outros conseguissem alcançar o ‘novo mundo’: foi preciso confiar e entregar-se a Deus, ou seja, ter fé.

A fé (confiança e entrega, absolutas e irrestritas) no Pai transforma o ‘mundo’ em que vive o ser humanizado. Por isso Cristo disse: a fé do tamanho de um grão de mostarda afasta as montanhas do seu caminho. Todos aqueles que quiserem viver o ‘novo mundo’, não importa a que tempo ou em que lugar, precisarão necessariamente entregar-se irrestritamente ao Pai confiando em seu Amor Sublime e na sua Justiça Perfeita.

A partir do momento que a fé entra em ação toda e qualquer compreensão (raciocínio) sobre os acontecimentos da vida, que é formada a partir das paixões e desejos do ser humanizado, extingue-se e sobra apenas o amor para ser vivido. Por isso, então, afirmo que a fé não pode ser raciocinada, ou seja, passar pelo crivo da razão formada por paixões e desejos egoístas, mas que deve transformar-se numa entrega incondicional.

Também não estou falando em fé cega. Até porque se estivesse falando não haveria problema algum, pois Cristo ensina aos seus seguidores que quem quiser ver (compreender) será um cego.

A fé de quem vive o ‘novo mundo’ não é cega, mas extremamente iluminada. Isto porque ela se ilumina (gera compreensão) a partir de Deus, da Inteligência Suprema do Universo, e do seu Amor e Justiça, que são frutos da sua Onipresença, Onipotência e Onisciência.

A compreensão das coisas do mundo de Chico Xavier, Irmã Dulce, Madre Tereza e de outros, não se fundamentavam nas inteligências menores que estavam vivenciando naquele momento (a consciência que gera a personalidade que o ser humanizado vive durante a encarnação), mas sim no ‘conhecimento’ que tinham de Deus e do que Ele é para o Universo: Pai amoroso, Senhor Supremo, .

Nesta curtas linhas, então, descreve-se um ser universal que, mesmo humanizado, vive o ‘novo mundo’. Trata-se daquele que compreende a si e ao mundo como espiritual e não material; daquele que sabe que não há uma vida para viver, mas acontecimentos que servem de provação para que ele possa colocar em prática todo o amor que ‘aprendeu’ antes da encarnação; e que entende que todo o Universo é regido por Deus através da Justiça Perfeita, mas fundamentada no Amor sublime que jamais fará o ‘mal’ para um filho.

E, para se viver assim não são precisos fatores externos nem esperar um determinado momento, mas basta apenas cada um buscar entregar-se em perfeita sintonia com Deus, amando-O e se sentido amado por Ele. Por isso, encerro essa mensagem com uma velha história.

Conta-se que na África, quando os primeiros raios do sol começam a aparecer, o leão levanta e sai correndo. Ele sabe que, se não correr muito, não conseguirá alimentar-se naquele dia.

Na mesma África, quando os primeiros raios do sol começam a aparecer, o veado também levanta e sai correndo. Faz isso porque sabe que se não correr muito, não conseguirá sobreviver e será comido pelo leão…

Portanto, não importa se você é veado ou leão, ‘certo’ ou ‘errado’, ‘bonito’ ou ‘feio’, cristão ou mulçumano, oriental ou ocidental, espírita ou não, quando os primeiros raios do sol surgirem, levante-se e comece a correr no sentido de estabelecer esta relação amorosa com Deus. Só assim você poderá entrar no ‘novo mundo’.